As provas da delação da JBS valem ou não valem?

pracadastresmalas

Atentem para algo muito importante nesta discussão sobre a validade ou não das provas colhidas a partir do depoimento dos delatores da JBS e das gravações que realizaram.

A cronologia.

A Folha revela que, num depoimento à Procuradoria Geral da República, o advogado e também delator da JBS, Francisco de Assis e Silva, diz que as negociações para a delação premiada de Joesley teriam começado no dia 20 de fevereiro.

No dia 23 daquele mês o procurador – e braço direito de Janot – pediu demissão do cargo, um emprego estável, bem pago e onde tinha posição de destaque.

A gravação em que Joesley Batista capturou seu diálogo com Michel Temer teria acontecido no dia 7 de março.

E o “papo de bebum” onde o dono do JBS e seu comparsa falam que Janot sabia de tudo, no dia 17 daquele mês.

Por que isso tem tanta importância e há um esforço imenso de Rodrigo Janot em dizer que a “negociação” começou apenas no final de março?

Porque se comprovado que as tratativas ocorreram antes da gravação do diálogo com Temer será impossível deixar de crer que a gravação foi dirigida pela PGR dentro de um acordo de delação premiada e, portanto, com a rescisão deste acordo, seria levada “de cambulhada”.

Daí o absurdo de que a investigação de tudo o que se passou nestes arranjos, onde o próprio Janot é mencionado como parte dos fatos fique a cargo de…Rodrigo Janot.

O paradoxo sobre quem vigia o vigia que a todos vigia, que andava por Curitiba, viajou para em Brasília.

 
contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

18 respostas

  1. Para tesponder ao titulo, gente , é contra o PT? Sim? Então valem. Não? Então não valem! Até parece que não estao acompanhando a (in)Justiça brasileira!

  2. Não é estranho essa gravação dos bebuns ter sido no dia 17 de março, mesmo dia em que foi deflagrada a operação carne fraca? Será que os donos da Friboi não estariam loucos se reunindo com diretores, advogados, dando ordens e escondendo provas nesse dia? Ou tomariam um belo pifão e ficariam 4 horas falando merda diante de um gravador diante do maior desastre da história da carne? E também não é estranho ele preparar a delação, as gravações contra o governo antes da operação que praticamente arruinaria seu negócio? Será que ele já sabia que haveria essa investigação nos frigoríficos? O que aconteceu nessa linha que envolve a intenção de gravar o presidente pra mostrar a roubalheira (antes do dia 20/2), a gravação no dia 7/3 e a denúncia do Ministério da Agricultura, no dia 17/3. E agora a gente não sabe mais o que aconteceu com essa operação, se alguém foi preso, se já saiu, os políticos envolvidos, o ministro maggi continua ministro…

  3. “Com a lei, pela lei e dentro da lei; porque fora da lei não há salvação”. Mestre Ruy Barbosa, por aqui está muito difícil enxergar um juiz no fim do túnel. Nem o espírito da lei vaga sobre essas trevas.

  4. Quantos imitadores do Lula tem no Brasil que façam isso com competência? Milhares…!
    Crer que Lula gravou apos a delação do palocci, só um ignóbil para acreditar.

  5. Boa tarde,

    a verdade é que todos ele(executivo, PGR, STF e demais siglas aparadas pelo EB), são tudo bandidos que extorque o estado e o Brasil( só repara o Estado do RJ).

  6. E pensar que o Janot em certo discurso digno de fazer uma boiada inteira dormir, veio com aquele papinho de “pau que bate em Chico bate em Francisco”. Coisa que, segundo ele, era um ditado popular em Minas. Será que foi uma senha a Aécio, o inimputável?

  7. Santa ingenuidade !!!!!!!!!!!!!!
    Os mafiosos e grupos de mafiosos que deram golpe de estado…
    O caras mostram e entregam áudios comprometedores a justiça….
    Imagina só o que deve ter de áudios e conversas comprometedoras que não foram mostrados por ai. Santa ingenuidade !!!!!!!!!!!!!!
    Brasil um pais de TOLOS.

  8. Caro Fernando Brito,

    Um artigo mais nobre que ouro e mais precioso que diamante, da lavra do do Promotor de Justiça do MPE-PR, Fuad Faraj, foi publicado hoje no DCM. O link é http://www.diariodocentrodomundo.com.br/era-janot-os-crimes-da-assim-chamada-operacao-lava-jato-por-fuad-faraj/.

    Fuad Faraj chama a Fraude a Jato pelo que de fato é: uma ORCRIM institucional. Janot e os demais lavajateiros são chamados pelo que são: canalhas, corruptos, criminoso vis. É claro que Fuad, sendo da área jurídica, afirma isso com mais polidez e elegância. Mas no texto dele podemos ler:

    “Sua Excelência, Procurador Janot, foi o grande responsável pelas ilegalidades praticadas no âmbito da “assim chamada Operação Lavajato”. Sua administração foi pródiga na ilegalidade, pródiga na imoralidade, pródiga na pessoalidade e pródiga no sepultamento de direitos fundamentais que cabia a ele prioritariamente defender.”

    É preciso reproduzir e difundir artigos como este e instar juristas progressistas a produzirem outros, com essa mesma ênfase.

  9. É o seguinte rapaz, olhe ai… 24 horas depois da gravação do Joesley safadão dizendo que o Zé cardoso tinha o STF na mão, o Janot tira o processo contra o Zé Cardoso! que coisa heim! coincidência? e o silêncio da mídia?

    1. O desespero é grande, Ernesto.

      Só pra você saber, uso esse avatar agora porque bloquearam no blog um certo Antônio. Rsrs

  10. DAVID MARQUES: até as pedras já sabem que o áudio é um.meme, feito por um imitador. Tua notícia já era, trouxinha otário, que acredita em tudo que vê nas redes sociais, principalmente no faceburro.

  11. Mais ainda, seu verme: desesperados estão vocês que, como náufragos, se agarram a qualquer coisa para se salvar.

  12. Se o Cardozo tivesse o STF na mão a Dilma não teria sido cassada por esta quadrilha de ladrões. Pô , gente, vamos analisar os fatos com maior profundidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *