Auler: advogado de Adélio diz que entrevista “não será política”

O jornalista Marcelo Auler, em seu blog, publica a entrevista que fez com o advogado de Adélio Bispo de Oliveira, agressor confesso de Jair Bolsonaro, sobre o que teria sido acertado na entrevista que, estranhamente, este foi autorizado a conceder a jornalistas da revista Veja e do SBT.

De acordo com seu advogado, Fernando Costa Oliveira Magalhães, a defesa estará atenta para não permitir viés político nas perguntas de modo a não possibilitar o uso do cliente e do que falar na campanha eleitoral.
“Tomei uma atitude com relação a isso. Já me manifestei junto ao juízo para que aquelas (entrevistas) que estão autorizadas, que se façam. Mas que a gente não permita que elas sejam eleitoreiras. Não iremos permitir perguntas direcionadas. Não vamos permitir que outros veículos façam entrevistas, a não ser aqueles dois que estão autorizados. Mesmo assim, as perguntas serão dirigidas para que não tenha viés político”, esclareceu.
Segundo explicou, “fizemos um “cerqueio” (cerco) de algumas perguntas aos jornalistas. Apontamos o que não pode. Por exemplo, se tem partido financiando, se não tem partido financiando; se ele tem ligação com partido. Aquilo que for direcionado a impulsionar a ira a qualquer um dos partidos e dos políticos não permitiremos que ele responda, para evitar o uso político do nosso cliente”.
Magalhães admitiu que o candidato Bolsonaro “se favoreceria se tivesse notícias de que há um plano da esquerda contra ele. Contra a democracia. Isso meu cliente nega. Ele é lobo solitário. Fez da cabeça dele, da ideia dele”.

Isso, claro, é o que diz o advogado. O que vai sair da entrevista é imprevisível e as intenções sabemos bem quais são.

Leia a matéria completa no Blog do Marcelo Auler.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

20 respostas

  1. Muito bem lembrado,…será essa vestimenta vermelha, de Adélio Bispo, uniforme do presídio ? Coincidência ?

  2. Vai ser capa da veja por a culpa no PT-Lula. A capa vai sair sangue de vermelha. Lembram da capa na véspera da eleição de 2014 “eles sabiam de tudo”. A bala de prata da veja e a Globo vai dar destaque.

  3. São tão criativos que vão começar a colocar a Venezuela e as FARCS no meio do tempero para ferrar o PT.

  4. E ainda na edição, podem usar o silêncio junto a uma música de fundo provocando sensação de afirmativa à resposta desejada.

  5. Pôrra eu quero saber porquê o PT não usa as imagens do triplex , e arrebenta com a farsa ajato. É só colocar a imagem na propaganda eleitoral em horário nobre. Alguem pode me formar porque lula é atacado nos debates e Hadad não o defende?
    Quem por favor pOder me explicar eu agradeço.
    Tem algo de muito estranho por trás disso.

  6. Alguém acha que a camisa vermelha que ele está usando é por acaso? Quem se lembra dos sequestradores do Abílio Diniz???

    1. eles estava de preto na hora do ataque. Pensei o mesmo que vc. Porém ao olhar a roupa dos presos das penintenciárias mineiras vi q são vermelhas. Por exemplo, o goleiro Bruno aparece no Google Imagens sempre de vermelhor blusa e calça.Fui dos fatos para o subjetivo como ensinou o nosso brito kkkk

      1. Entendi, eu realmente preciso por mais em prática os ensinamentos do nosso valente Brito, desta vez interpretei arrado, talvez por já ter um olhar crítico com relação as imagens usadas pelo PIG, que quase sempre tem uma intenção por traz.

      2. Então se lá todos os presidiários usam vermelho, bingo, está justificado o pedido da entrevista.

  7. É claro que a entrevista vai ser política. Se o advogado quisesse evitar uso político, simplesmente não autorizaria a entrevista.

  8. Reporter: Qual sua ligação com o PT?
    Adélio: hmmm…
    Advogado interrompe: Ele não vai responder a essa pergunta.

    Capa da VEJA: Adélio silencia quando perguntado sobre PT!

  9. E essa camiseta vermelha, meu Deus como as coisas se repetem e o Brito não comenta nada. Estou cada vez mais vendo coisas ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.