Bajulador de Trump, Bolsonaro chama de ‘suborno’ oferta de US 20 bi para Amazonia

A reação brutal de Jair Bolsonaro à menção feita por Joe Biden sobre a intenção, junto com outros países, de constituirem um fundo de US$ 20 bilhões para a preservação da Amazônia não é apenas uma bajulação explícita a Donald Trump, seu ídolo, mas também uma estupidez diplomática em relação a alguém que, indicam quase todas as pesquisas, tem grandes possibilidade de tornar-se presidente dos Estados Unidos.

Bolsonaro disse que aceita ajuda de Donald Trump – ” inclusive para projetos de investimento sustentável que criem emprego digno para a população amazônica” -embora ninguém saiba sequer de um projeto para isso, senão o empréstimo de Roraima para ser palanque do governo dos EUA contra a Venezuela e a entrega da Base Espacial de Alcântara que, ao que se saiba, não criam emprego nem desenvolvimento sustentável.

Quanto à promessa de Biden, sequer detalhada, quem diz que ela não atenderá os critérios exigidos pelo presidente?

Quer dizer que dinheiro de Trump é ajuda e o de Biden é suborno? Porque não reagir dizendo que o Brasil quer, sim, este mar de recursos, mas com soberania e projetos que beneficiem os brasileiros, não empresas estrangeiras? O próprio Biden deixou claro que compreende a ideia de que o mundo poluidor deve pagar pela Amazônia preservada, absorvendo o carbono danoso que produzem?

Quanto a sofrermos retaliações por danos ambientais – e danos que nada têm a ver com alguma obra estrutural na região, mas com desmatamentos e queimadas que nada dão ao país senão nojo e prejuízo – não é uma ameaça, é uma realidade e está aí o periclitante acordo do Mercosul com a União Europeia para prová-lo.

Aliás, ninguém mais pródigo em retaliações comerciais por razões políticas que os EUA de Trump, impondo bloqueios e sanções comerciais a torto e a direito para todos os países que a eles não se vergam.

Bolsonaro não tem o direito, para ser um sabujo de Trump, de criar situações que comprometam nosso relacionamento com o muito possível governo democrata nos Estados Unidos, como não tinha o direito de ameaçar nossas relações com a China com suas declarações estúpidas, felizmente mitigadas pelo apetite do país oriental por matérias-primas, carnes e grãos.

Temos uma ameaça ativa ao país no Palácio do Planalto e isso vai dar em desastre.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *