Bolsonaro é uma caricatura

Atribui-se a Dario III, rei da Pérsia, a origem da expressão “matar o mensageiro” que traz a notícia ruim. depois de ter recebido a notícia da derrota do seu exército pelo de Alexandre III, da Macedônia, na batalha de Issus.

É o que faz o ministro da Justiça, André Mendonça, ao anunciar ter pedido à Polícia Federal a abertura de inquérito contra Ricardo Noblat e Renato Aroeira, pelo fato de que o primeiro (e muitos outros, inclusive eu mesmo) reproduziu em seu blog a charge do segundo tendo como tema a convocação feita por Bolsonaro a que seus seguidores invadissem hospitais públicos para “filmar” se havia ali, mesmo, pacientes de Covid-19 ou se tudo era obra da “esquerda corrupta”.

Não é preciso grande conhecimento jurídico para ver que é uma ação sem qualquer possibilidade de êxito, se é que vai chegar a ser acolhida por algum juiz. A metáfora que querem criminalizar em Aroeira já havia sido feita, antes, pelo ministro Celso de Mello e o ato que Bolsonaro sugeriu foi enunciado como crime por outro ministro, Gilmar Mendes.

A caricatura de Bolsonaro, que Aroeira apenas desenha, é feita pelo próprio presidente.

Na ânsia de agradar o chefe que o guindou ao posto e Ministro da Justiça, André Mendonça vai se inviabilizando para o prêmio que lhe foi oferecido: o de ser o ministro do Supremo “terrivelmente evangélico” que Bolsonaro prometeu.

Com esta ação, como antes com o patrocínio do habeas-corpus em favor de Weintraub, ele suja o saber jurídico que se espera do candidato à vaga. E vai enfrentar o lobby por sua rejeição dos atuais ministros, talvez de todos, com os quais os senadores terão pouca disposição em brigar.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

10 respostas

  1. Aroeira foi tão genial que conseguiu fazer Bozo se sentir nú aos olhos de todos nós!!!!

    1. E o pior, senhora Patricia Carreiro, que quem lhe quer tapar as ‘partes’ é justamente o Ministro da Justiça, logo ela Têmis, coitada, tão escorraçada nestes tempos sombrios em que vivemos.

  2. Que coisa ridícula. Para qualquer lado que se olhe se vê semelhanças entre o governo de Hitler e o governo de Bolsonaro. Não só no Brasil, mas no mundo inteiro são feitas alusões, incluindo charges, a essas semelhanças. Esse estúpido ministro enfiou os pés pelas mãos. Os advogados dos acusados têm material de sobra para mostrar que o governo Bolsonaro e o próprio inúmeras vezes já demonstraram afinidades com o nazismo. Não é crime ele e seu governo propagarem sub-reptciamente símbolos nazistas, mas é crime fazer uma charge demonstrando isso?

    1. Não pode, vai completar 75 anos e só está lá ainda pela Pec da Bengala, anteriormente teria que ter saído aos 70.

  3. Esse ministrinho da justiça não chega a ser uma vaca louca mas, não passa de um garnisé depenado. Está sempre cantando e correndo do galo índio que manda no terreiro.

  4. O chapéu , com suãstica e tudo, serviu perfeitamente na cabeça do miliciano que ocupa a presidëncia !

  5. A forte imagem de sacristão luterano que o ministro ostenta não fica bem no ministério político mais complexo de um estado democrático moderno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.