Bolsonaro, o “jovencida”, é contra vacina abaixo de 20 anos. Assista

 

“Só” 3 mil jovens morreram na pandemia, 0,5 % das 600 mil mortes registradas entre os brasileiros.

O númeor é grande, embora a taxa seja pequena, mas muito maior que a da de vários países desenvolvidos.

Bolsonaro, porém, acha que não é preciso vacinar os jovens e, se vacinam isso “é negócio”, aqui e no mundo inteiro, onde jovens não são excluídos da vacinação.

Ficou claro a que se deveu a proibição ordenada por Marcelo Queiroga de vacinar adolescentes, revertida pela pressão dos governadores de vários estados.

Economia: os jovens são muitos para vacinar e poucos vão morrer.

Insignificantes, se cada vida pudesse ser precificadas – e a dos jovens, por serem mais longas no futuro, teriam preço muito maior.

Disse, no post anterior, que não está mais em questão Jair Bolsonaro ser um monstro.

Ele próprio o confessa.

Assista o video do portal Metrópoles e evite pensar em seus filhos e seus netos para não alimentar sua fúria.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.