Bolsonaro prepara o show pirotecnico do falso “nacionalismo”

Daqui a pouco, às 10 horas, Jair Bolsonaro reúne-se com os governadores da Amazônia.

Mas engana-se quem pensa que será uma reunião de trabalho, destinada a discutir e afinar medidas práticas para combater as queimadas.

Vai ser um showzinho de nacionalismo barato, transmitido ao vivo pela internet, para que o presidente faça acusações, desdenhe da Europa e mostre como terá a solidariedade de seus amigos do Estados Unidos e de Israel.

Mandou avisar, pelo Twitter, que “vai abrir esta caixa-preta” e contar a “verdade sobre o que os outros querem com essa rica região”.

Será um João 8:32 [ conhecereis a verdade e a verdade vos libertará] imperdível, transmitido em nossa LIVE.

Como se vê, os problemas de Estado são, para Bolsonaro, apenas uma oportunidade de espetáculo e autopromoção.

Em lugar de aproveitar a “segurada” que Alemanha e Reino Unido deram na pressões da França contra o Brasil e procurar recompor o diálogo, segue escoiceando a Europa, favorecendo nosso maior concorrente em exportações ao bloco, em especial em carnes e soja, que são os EUA.

Bolsonaro não está nem aí para os sinais preocupantes de crise que se desenha nas trocas comerciais do mundo ou com os dados preocupantes que pesam sobre o Brasil: queda na balança comercial – 5% em 12 meses e acelerando, com perda de 54% de comparados julho de 2018 e 2019 – e saída de capitais.

Por razões que todos sabem, não há nenhuma condição de que o mercado interno, como ocorreu em 2008/09, possa compensar parte destas perdas.

Os danos à imagem brasileira vão continuar. Ontem a Agência Espacial Europeia divulgou um comunicado onde diz que “usando os dados do [Copernicus Sentinel-3 (…) quase 4.000 incêndios foram detectados de 1 de agosto a 24 de agosto de 2019, enquanto no ano passado houve muito menos durante o mesmo período, apenas 1.110 incêndios. A Agência publica a animação aí ao lado, assinalando que “ao processar 249 imagens para agosto de 2018 e 275 imagens para agosto de 2019, podemos ver o incrível número de incêndios na Amazônia”.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

21 respostas

  1. Saúde e Educação entram no Teto. Já o pagamento de Juros da Dívida cresce livremente… “O problema de 2020 estará no cumprimento da regra do teto de gastos e, por isso, não haveria alívio mesmo se fossem obtidas receitas extras. Isso porque a norma constitucional do teto de gastos, criada em 2016, estabelece que as despesas totais da União não podem ultrapassar determinado nível independentemente do volume de arrecadação.”
    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/08/teto-de-gastos-deve-impor-restricao-ainda-maior-ao-orcamento-de-2020.shtml

  2. Que ótimo. Assim, o resto do países que ainda não acreditavam na inacreditável capacidade de bostonaro fazer tantas sandices vão constatar que as coisas com ele ficam cada vez piores e vão se juntar à França no boicote total ao Brasil.
    “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. Quando será que todas as pessoas minimamente sensatas que elegeram bolsonaro por ação ou omissão vão finalmente reconhecer essa verdade e se libertar? Enquanto isso não acontecer, o Brasil só vai afundar cada vez mais. E cada vez se tornará mais difícil e mais demorada a recuperação.
    Só não vai reconhecer isso nunca os que são iguais a ele, ou seja, psicopatas sociais em todos os aspectos.

  3. Em uma linguagem que o agroGADO possa entender o que é o Bozonero.
    Pense numa figura lambe botas, faz tudo, misógino e mais uns 150 adjetivos depreciativos. Tipo assim um capataz, jagunço ou capitão do mato.
    Agora pense naquele fazendeiro tipo “coroné” que não respeita limites, invade terras da união e de vizinhos,  contrata grileiros pra derrubar florestas, fazer queimadas, plantar capim pra expandir a fazenda  e que sempre tem um bom jagunço pra fazer o serviço sujo.

    – Chega o fazendeiro Trump no alpendre da fazenda e grita.
    Bozoneeeero!
    – O sujeito que é um cara puxa-saco, raivento que nem o cão cospe fogo e  está sempre de prontidão, responde.
    Oh patrão, pois não, o que o senhor deseja?
    Fica fazendo o gesto de continência pra bandeira da fazenda e de olho fixo no patrão.
    -Trump fala para o Bozonero.
    Conhece o compadre Justin Trudeau da fazenda do Norte ?
    – Patrãããão, eu num conheço esse sujeito, mas já tô morrendo de raiva dele!
    – O patrão diz então: deixa de ser besta homem!
    Chega de palhaçada, é só para levar um convite de casamento do meu filho.

  4. Fico pensando no que o próximo presidente – caso seja um nacionalista de verdade, com “N” maiúsculo – terá de fazer com um monte de generais vendilhões da pátria. Terá que dar uma de Erdogan.

      1. Não…tem pegar os generais que sempre conspiraram contra a democracia – fazendo ameaças veladas – e prendê-los.

        Devemos saber que Boçal Nato (e a velhacaria que o apóia) fazem parte de um porão que não foi extinto com a lei da anistia. Vejam que são todos da geração do início dos anos 70, auge da repressão e guerra fria. São verdadeiros fósseis que ainda dão as cartas.

        1. Concordo. Se tivéssemos feito no Brasil o que foi feito na Argentina com os milicos torturadores e criminosos nunca mais militar nenhum iria dar pitaco e querer ser o “guardião” da república. Lugar das forças armadas não é no quartel, mas sim patrulhando as fronteiras, construindo pontes, estradas e ferrovias, dando assistência e segurança aos mais necessitados. Só isso continuaria justificando a sua existência.

      2. Não concordo de jeito nenhum. O Ciro é muito responsável por esse (des)governo que está aí. Se ele fosse realmente nacionalista e progressista teria entrado com tudo na campanha do segundo turno em favor de Haddad. Para a esquerda progressista o Ciro já era.

  5. A opinião geral no mundo é que nosso presidente é despreparado, ela se volta agora contra o Brasil de um despreparado, fazer o quê? Elegemos, com mentiras ou não esse alienado portanto , esperar o quê? Algo de bom?.

  6. Não é possível esperar racionalidade da CABEÇA de um ESQUIZOFRÊNICO!

    É urgente o impedimento desse ESQUIZOFRÊNICO!

    1. Não. Se refere aos governadores da Amazônia Legal: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão. A floresta amazônica se estende ao longo de todo o norte do Brasil.

  7. Tenho por mim que o Jair sabe que se aproxima um shutdown do estado em outubro. Até lá ele precisa levantar um inimigo externo já que o comunismo não tá mais colando.

  8. Se, e quando, o Brasil voltar a ser dirigido por verdadeiros brasileiros – e o será, um dia – a principal despesa desse governo será com a quantidade brutal que terá de gastar com creolina, inseticidas, detergentes, sabão e o que mais for para limpar toda a sujeira que esses entreguistas estão fazendo. Não será fácil.

  9. É óbvia a cobiça dos imperialismo sobre a Amazônia, especialmente sobre os grandes depósitos de minérios do seu subsolo, mas tambem a água e os recursos genéticos abundantes. É óbvio também que à frente do assalto imperialista estão o “deep state” que atua associado aos grandes grupos econômicos americanos.
    Bolsonaro é um vassalo do imperialismo americano e grande parte desta crise foi gerada para garantir que a Europa não ponha freios (através das cláusulas do acordo EU-Mercosul) à entrega da amazônia para a exploração predatória, como se anuncia pelas ações do governo fascista que ajudaram a impôr.
    É importantante não deixar-se levar pelo canto da internacionalização da Amazônia apenas por que circunstancialmente estão contra o bozo.
    A posição da Alemanha é muito diferente daquela da França. Enquanto a França fala em internacionalização da Amazônia a Alemanha fala em boicote a produtos que não consigam comprovar ter sido produzidos sem causar destruição ambiental.
    As forças patrióticas devem combater toda tentativa de internacionalização da Amazônia e mais ainda a entrega colonialista aos americanos como quer fazer este governo de ocupação imperialista.
    É possível (e necessário) defender a Amazônia e a integridade territorial brasileira não só sem aliar-se ao bozo e aos generais enterguistas, mas combatendo-os (tanto a camarilha entreguista como o imperialismo).
    Uma das coisas que podemos (e devemos) fazer é ecoar o pedido de sansões sobre aqueles que destroem a Amazônia (e a Mata Atlântica para sermos coerentes). Sansões não só sobre os produtos como carne, soja, madeira, algodão, etc., mas tambem sansões penais (com prisão – agravadas se em terras griladas), multas pesadas, expropriações de terras devastadas, banimento ao acesso a financiamento público por algumas décadas (inclusive para empresas que processam produtos originários destas áreas devastadas).
    Amadurecem as condições para consolidar uma frente democrática, popular e anti-imperialista, que seja capaz de agregar as forças que defendem a soberania nacional, o estado de direito, o combate a desigualdade e o desenvolvimento soberano do país. Talvez se criem num futuro próximo as condições para uma “nova independência”. Somente as forças democráticas e populares serão capazes de dar corpo político a uma frente desta natureza.

  10. Qual foi mesmo a ajuda que o Trump, que o bozo e sua tropa tanto amam, deu ao país no caso do incêndio da Amazônia?
    Zero.
    Mas eles continuar lambendo a bota dele.
    Que desgraça.

  11. Vi um trecho na tv.
    Não sei o que o Flávio Dino estava fazendo lá….não tem como tratar nada com um sujeito como o Bozo. Não foi dele que o Bozo disse que não era pra enviar nada de verba? Ninguém deveria ter ido, mania de republicanismo da esquerda me dá ânsia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *