Bolsonaro segue o caminho de um ‘autogolpe’ de Estado

Quem quiser se enganar, o faça, mas está evidente o rumo insano que tomou Jair Bolsonaro.

Voltou a atacar os presidentes da Câmara e do Senado, dizendo que está sendo ameaçado e que isolar o Presidente seria “um golpe”.

É claro que de ameaças e isolamentos cuida ele próprio com suas atitudes.

Repetiu que a pandemia do coronavírus “não é isso tudo que dizem”, no momento em que é preciso sensibilizar todo o país para não vivermos um catástrofe além do inevitável que ela é.

350 mortes, só hoje, na Itália, como seu ótimo sistema de saúde e Jair Bolsonaro dizendo uma barbaridade desta, que ajuda os seus já desmiolados seguidores a deixar de tomar precauções, colocando em risco a si próprios e à coletividade.

Poderia parecer insano para qualquer pessoa, mas os atos e Bolsonaro levantam a suspeita de que ele pode estar se preparando para uma aventura golpista, aproveitando um quadro caótico para exigir poderes extraordinários e governar por decreto.

O que seria impossível com outras condições pode não ser, com o mundo às voltas com uma pandemia.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email