Bolsonaro só existe porque Moro pariu a estupidez

O ministro Celso de Mello manda à Folha mensagem que não poderia ser mais clara, apesar da rápida ressalva de que a situação “se confirmada” revela:

“a face sombria de um presidente da República que desconhece o valor da ordem constitucional, que ignora o sentido fundamental da separação de Poderes, que demonstra uma visão indigna de quem não está à altura do altíssimo cargo que exerce e cujo ato de inequívoca hostilidade aos demais Poderes da República traduz gesto de ominoso desapreço e de inaceitável degradação do princípio democrático!!!”

Que o decano do STF perdoe, mas a “hostilidade aos demais Poderes da República”, “o desapreço” e a “inaceitável degradação do princípio democrático”, vem de muito antes, do caldo de histeria que, sob o a inação ou o patrocínio da Suprema Corte brasileira praticou-os o então juiz Sergio Moro, ao qual se entregou o monopólio da cruzada anticorrupção, com violações absurdas do devido processo legal e do princípio do juiz natural, que concederam a um juiz de piso curitibano o papel de panacéia de todos os males do Brasil.

Sergio Moro é a raiz de Jair Bolsonaro, um nada político e um primitivo violento e desbocado que assim continuaria a ser se o ex-juiz, agora seu ministro e aspirante à faixa presidencial, não tivesse tornado pestilento e irrespirável o ar político deste país.

Está nas mãos dele, Celso de Mello, o poder de cortar, em parte, as raízes que alimentam o monstro. Atestar a evidente ilegalidade que marcou os processos conduzidos por ele é, ao mesmo tempo, o dever de qualquer magistrado que se apegue ao cumprimento dos princípios legais como, também, um ato político a sinalizar que está fechada a porta do Supremo para um atrabiliário, que se não sabe guardar a lei processual menos ainda pode ser guardião da Constituição.

Cortes supremas, por definição, são políticas na mais alta acepção da palavra – sim, a política é arte e ciência do convívio humano!. E é um dever político daquele tribunal bloquear todos os caminhos de uma aventura autoritária.

Porque o “se confirmada” do ministro torna a reação tardia demais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

25 respostas

  1. Enquanto os democratas ficam pensando, avaliando se houve crimes, os larápios agem sem pestanejar …

  2. A estupidez foi parida por muita gente . Principalmente por aqueles ” lideres do congresso ” , nas pessoas de seus presidentes . Por diversas vezes Maia , o botafogo , se manifestou na grande mídia dizendo que não aceitaria pedido de Impeachment . Só na globo news foram três vezes , duas vezes na folha , etc ,etc .
    O que tem por trás dessas manifestações de botafogo , o que faria ele mudar de ideia agora ? .
    Foi a primeira vez que um presidente da câmara se manifestou antecipadamente a repeito do assunto .

  3. perfeito
    esses togados dormem em cima dos processos, empurram com a barriga o quanto podem e favorecem assim essa situação que só se agrava

  4. Belo texto, Brito. Um juiz sugere ao MPF a retirada de uma procuradora que era mal avaliada por ele na condução das oitivas, indica testemunha fora dos autos e recomenda uma nota ao MPF para rebater o “showzinho” da defesa. O Dallagnol age como um subordinado do juiz, diz que vai simular uma denúncia anônima para convocar uma testemunha indicada pelo juiz fora dos autos e recomenda uma operação de busca e apreensão por mero motivo simbólico num momento eleitoral. Mas o Conselho Nacional do Ministério Público arquiva a investigação da conduta do Dallagnol, o STF adia o julgamento da suspeição do Moro e jornalistas, ministros do STF, deputados, senadores, membros das forças armadas fazem a defesa incondicional do Moro e lava jato. Não estamos mais sob o império da lei quando aceitamos as transgressões daqueles responsáveis pela sua aplicação. O voto de Celso de Mello pela suspeição do Moro é fundamental para os pilares do nosso combalido Estado Democrático de Direito.

    1. Eu só acho que o juiz do stf está jogando para a galera!! Se o desrespeito à democracia fosse causado por algum político de esquerda, ele estaria escrevendo uma página e dando inúmeras entrevistas. Se fosse contra o Lula, não pararíamos de ouvir citações. Eu acho contraproducente tentarmos defender o STF. Ou a esquerda cai na real que só tem ela e ela mesmo, ou vamos baixar a cabeça e ficar quieto. Eu quero ver ação!!

  5. O cerco(ou circo) que se iniciou com o Joaquim Barbosa que pariu Moro e depois Bolsonaro, defensor do autoritarismo e da bandidagem representada pelas milícias, são consequências da balbúrdia que tomou conta da suprema corte, que se apequenou diante da opinião publicada, agora não adianta chorar.
    Ignorância popular pode ser usada por qualquer um.

  6. Ominoso… é isso mesmo! Tudo se tornou ominoso no Brasil após botarem um marreco para substituir toda a Justiça.
    Curioso é que os ministrões togados ainda não tiveram a capacidade de eliminar as tarefas ominosas que estão em prática no Brasil.
    Caro de cano… De cano caro… Será que ainda dá tempo?

  7. “Porque o “se confirmada” do ministro torna a reação tardia demais.”

    Pois é. Este é o grande problema: os fascistas já passaram. Com facilidade. Faz tempo. E todo mundo age como se estivéssemos próximos à normalidade, como se a situação fosse uma pequena rachadura e não um grande buraco na parede.

    Parece um mecanismo de defesa pra acobertar a própria responsabilidade, seja por inação ou até mesmo cumplicidade, na escalada do descalabro.

  8. O ex-juizeco está para ser desnudado.
    Após 30 anos de encobrimento, por um pacto entre todo o espectro político, empresariado, mídia, sistema financeiro e judiciário, será revelada a verdade sobre as contas CC-5 do Banestado.
    Vai ser um terremoto de proporções apocalípticas.
    Uma multidão está com insônia, por conta da dor no rabo preso.

  9. Pois eu sustento que,o PODER JUDICIÁRIO,por não precisar de OUTORGA POPULAR PARA EXERCER SUAS FUNÇÕES,faz o que lhes vem nas telhas.E o fazem sempre,em favor dos RICOS BURGUESES que são seus mestres e patrões,e onde todos eles,do JUDICIÁRIO,almejam chegar.

  10. O que esperar dessa justissa ignóbil, a não ser a pulsilânimidade e a vergonha dessa gente que se acha melhor que o restante da humanidade, concurseiros que só querem se dar bem, eu não acredito nessa justissa.

  11. Não importando o escracho ao STF, a Globo distribui troféu ao togado, para corromper e manter a decisão do “juiz primário” de Curitiba. GLOBO E HELENO, TUDO A VER !

  12. Lembro que foi sugerido à Lula e à Dilma, a demissão de todos os Ministros do STF (foi o finado Paulo Henrique Amorim), bem antes de surgir a lava jato, quando eles protegiam os tucanos gordos, será que pode?

  13. é bom de conversa, mas na hora H, quando precisa demonstrar na prática, amarela. como disse Saulo Ramos, é um juiz de bosta.

  14. Não me convidaram
    Pra esta festa pobre
    Que os homens armaram
    Pra me convencer
    A pagar sem ver
    Toda essa droga
    Que já vem malhada
    Antes de eu nascer

    Não me ofereceram
    Nem um cigarro
    Fiquei na porta
    Estacionando os carros
    Não me elegeram
    Chefe de nada
    O meu cartão de crédito
    É uma navalha

    Brasil!
    Mostra tua cara
    Quero ver quem paga
    Pra gente ficar assim
    Brasil!
    Qual é o teu negócio?
    O nome do teu sócio?
    Confia em mim
    (Cazuza)

  15. Ministro Celso de Mello, a coerencia de suas pa lavras serå confirmada com a suspeiç?o do ex juiz de Curitiba. Naquela cidade esta a raiz de nossa crise institucional, politica e economica. Sem a suspeição a crise juridica tambem.

  16. Ministro Celso de Mello, sem muita coragem para colocar o Brasil nos trilhos da razão não consertaremos nada. Confia no fato de que existem brasileiros racionais e legalistas.

  17. Ministro Celso de Mello, sem muita coragem para colocar o Brasil nos trilhos da razão não consertaremos nada. Confia no fato de que existem brasileiros racionais e legalistas.

  18. Ministro Celso de Mello, sem muita coragem para colocar o Brasil nos trilhos da razão não consertaremos nada. Confia no fato de que existem brasileiros racionais e legalistas.

  19. Vocês é claro se lembram do Ex senador Jucá que disse aquela frase com Senado com tudo, pois é né por mais que “agora” se declarem bem intencionados, não dá para acreditar. É como diz lá em Minas: O cara,foi, é, ou será assim está o STF totalmente desacreditados.

  20. Só lembrando: Basta um cabo e um soldado para fechar o STF… é pouco?
    A leniência dos demais poderes, principalmente do STF, é que gestou essa situação grotesca, basta!

  21. A imagem do STF está como aquelas fotografias que eram feitas pelos lambe,lambe. Ficaram desgastadas, desbotadas, mas, isto vem ha mais de um século. O STF sempre foi omisso, ficando com a Igreja e os poderosos, Isto se chama covardia (não de todos, mas, de uma maioria) Quem não se lembra do golpe de 1964 que dois Ministros do STF foram cassados por irem contra as diretrizes reinantes da época. E a maioria preferiram ficarem calados para continuarem na boa vida. Sempre foi assim e agora não é diferente. A covardia sempre foi o Lema desta turma.
    Vejam o caso da Lava jato, onde a maioria do STF ,acovardaram e agora tentam consertar a lambança que fizeram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.