Bolsonaro tinha passagem para o Rio no dia da “visita” do matador

Embora a lista de presença da Câmara dos Deputados no dia 14 de março, data em que teria se dado a “visita” de Élcio de Queiroz ao condomínio onde mora Jair Bolsonaro para buscar o ex-PM Ronnie Lessa para assassinar a vereadora Marielle Franco, aquela sessão foi encerrada, sem votações que comprovassem a presença de deputados no plenário.

Naquele dia 14 de março do ano passado, Jair Bolsonaro havia comprado dois bilhetes aéreos com destino ao Rio, ambos pela Gol: um o de código WQ2GUH, com destino ao Santos Dumont. Outro, de código YG3JQI, dirigindo-se ao Galeão. O do Santos Dumont, no dia seguinte, foi estornado, possivelmente por nãoter sido usado.

Portanto, o nosso “capitão-presidente” pode, facilmente, provar que não viajou para o Rio em horário compatível com o de ter sido identificado pelo porteiro como o “seu Jair” que deu ordem de entrada ao motorista do assassinato. Basta pegar um extrato do seu cartão de fidelidade com o número do vôo em que pontuou.

Simples assim.

Melhor que culpar seu ex-aliado Wilson Witzel, a que atacou lá da Arábia:

— Esse processo está em segredo de justiça. Como chega na Globo? Quem vazou para a Globo? Segundo a (revista) Veja, quem vazou foi o seu governador Witzel. Ele que explique. O que cheira isso aqui? O que parece? Que ou o porteiro mentiu ou induziram o porteiro a produzir falso testemunho. Ou escreveram algo no inquérito que ele não leu e assinou embaixo em confiança ao delegado ou a aquele que foi ouvi-lo na portaria.

Essa briga do Bolsonaro com a Globo me parece o que o velho Brizola falava da luta entre “o Demônio e o Coisa-Ruim”, onde o Inferno sempre vencia.

Mas parece que, desta vez, um dos dois vai terminar cheirando a enxofre.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

37 respostas

  1. Briga de bandidos Boçalnato versus os metralhas Marinho. Não dá para saber quem é pior o páreo é duro. O Bozo está jogando para o seu eleitoradocom toda essa ameaça de não renovar a concessão da Globo.Se não for apenas bravata a briga vai fazer o circo pegar fogo.

    1. Nem um nem outro o melhor mesmo seria a Globo e o Clã Bolsonaro irem visitar o Coisa ruim e Civita naquele lugar “refrescante” Sem demora!!!.

  2. Depois de sua eletrizante performance saudita contra a Globo, “ele” considerou que seu desempenho fora tão bom e convincente que até resolveu estender este convencimento um pouco mais e falar do caso da facada. Uma cortinazinha de fumaça dentro da explicação teatral? O tamanho da faca (25 cm de lâmina?!!!), a suposta filiação do Adélio ao PSOL e a moleza da PF em descobrir o mandante… Mas a Globo parece que não se comoveu com o tal do discurso árabe. Agora à noite já voltou à carga.

  3. O meliante disse ao porteiro do condomínio que iria ao nº 58 e foi no nº 66, ou seja, dá quase para pular o muro, casas quase divisas,…chiiiiii !

  4. Que piada! Telecatch pra distrair a exquerda enquanto acontece o
    desmonte do estado e dos direitos sociais. Bolsonaro faz tudo que a
    globo quer e vem fazendo tudo que ela defende. Ou alguem aqui viu a
    globo ser contra a reforma da previdencia, privatizações, e todo o
    neoliberalismo desse desgoverno traidor da pátria e corrupto? Enquanto
    bolsonaro estiver entregando o que eles querem ele não cai. Tudo encenação.

    1. tem um comentário aí pra cima (de Bruno Bevilacqua) que me pareceu lúcido e certeiro: a elite do atraso joga o capiroto no mar porque agora é o mais conveniente. A política de subserviência ao império e opressão do povo não mudará 1 mm.

    1. Nada derruba a Globo enquanto ela for útil a seus implantadores (existe essa palavra?) do Norte. Quanto ao streaming, ela também já entrou nesse mercado.

  5. O Golpe é de fato um consórcio mas me parece que só a turma da bufunfa é que tira ou põe presidente. Os donos dos meios, que são os grandes sócios desse negócio, quiseram tirar Temer no lance do Joesley, mas não puderam. A turma da bufunfa enquadrou todo mundo (donos de meios, ex-príncipes u e candidatos a príncipe) e mantiveram todos juntos na Ponte para o Futuro, e mesmo quando pulatam da Ponte e saltaram no abismo Bolsonaro. Portanto, até aqui — os donos do Dinheiro — o sujeito oculto do Golpe é que tem a última palavra.

    1. Em 2018, todos os candidatos não-progressistas só falaram do mercado e para o mercado. Nenhum deles teve pelo menos a cuidadosa desfaçatez de falar um pouco que fosse dos problemas do povo. Nenhum deles, tirando os progressistas, se dirigiu aos eleitores comuns. Se ofereciam despudoradamente como bons serviçais do mercado e só isso. Se assim agiram, era porque tinham certeza absoluta de que naquela eleição o povo não iria apitar. Quem ia escolher o presidente era o tal mercado e não o povo, e todos eles estavam conscientes disso.

    2. Concordo integralmente e acredito que diante da derrocada neoliberal na Argentina, logo no dia seguinte o establishment brasileiro tenha decidido jogar Jair Bolsonaro ao mar na tentativa de salvar os dedos.
      Seria um bom sinal, sinal de desespero da turma da bufunfa com o que está vendo acontecer na vizinhança, mas é só a confirmação que as pedras se movem apenas se e quando eles quiserem. (afinal, alguém acredita que essa turma só tenha tomado conhecimento das informações publicadas hoje através do JN de hoje?)

  6. Depois de sua eletrizante performance saudita contra a Globo, “ele” considerou que seu desempenho fora tão bom e convincente que até resolveu estender este suposto poder de convencimento um pouco mais e falar do caso da facada. Uma cortinazinha de fumaça dentro da explicação teatral? O tamanho da faca (25 cm de lâmina?!!!), a suposta filiação do Adélio ao PSOL e a “moleza” da PF em descobrir o mandante… Mas a Globo parece que não se comoveu com o tal do discurso árabe. Agora à noite já voltou à carga.

  7. Se entendi corretamente (não tenho vontade de ver de novo para comprovar), Bolsonaro disse na live que seu nome aparece no painel de votação da câmara na 4a, dia do assassinato da Marielle, no dia anterior e no dia posterior, 5a. Mas, ele tinha passagem de avião para o Rio. Ou não usou a passagem ou mentiu na live. Se usou a passagem, como seu nome aparece no painel na 5a??

  8. A briga é mortal, um lado não escapa vivo. O biroliro é um boquirroto, fala sem pesar consequências; como mal militar que foi, ele compra confronto sem ter munição suficiente, rota de fuga e terreno pra recuar, o episódio em que liquidou o PSL demonstra esses fatos. Ao deixar escapar em público, como aconteceu logo após da repercussão das últimas conversas do Queiroz, sobre a hipótese de não renovar a concessão da Globo, ele não deixou alternativa para esta. Tal coisa se faz, não se fala avisando por antecipação a vítima. A Globo não vai pagar para ver a ameaça se cumprir daqui a três anos, vai fazer de tudo para liquidar o boquirroto por antecipação.

    1. Como eu sou da opinião que Biroliro é tudo, menos burro (só se faz, para enganar seu eleitorado), acho que essa briga com a Globo foi premeditada… dos dois lados.

  9. De novo o Amoedo vai ganhar as últimas eleições no 1o turno. Os vigaristas dos eleitores do bozo agora vão refutar, mas são mentirosos contumazes. Todos sabiam muito bem quem era o bozo e votaram nele assim mesmo, sabendo que poderia até mesmo ser cúmplice de crimes, como é que vai acabar sendo comprovado.

  10. Eu posso estar completamente errado, mas ainda não enxergo essa briga como verídica, está mais pra Luta Livre, aquelas lutas que são encenadas , simuladas, é de interesse de ambos que não tenham a imagem associada, daí o fingimento, pois se você parar pra observar a Globo ainda não começou a bater pra valer no Bolsonaro, ela no máximo dá um ou outro puxão de orelha, só pra se fingir de isenta, mas que é facilmente defendido.

  11. Caiu a máscara do capetão deformado, ocupante indevido da cadeira da Presidência. O coiso tava parcialmente certo naquele vídeo aberrante. É briga de HIENAS, DE MI-LI-CI-A-NOS!!!!! E Viva a briga!!!!!!!!!!!

  12. Jair tem razão: é uma reportagem irresponsável. Que aliás parece que estava prontinha, esperando o timing da hiena. Não é sábio se animar.

    Se as pessoas que têm voz usassem isso para mostrar como a Globo é falsiane ao invés de atacar o Jair, seria muito mais eficiente.

    Aí eu acordei. O perfume da Globo é aa prova de enxofre. Muita ingenuidade um presidente achar que vai estrangulala sozinho.

  13. “Mas parece que, desta vez, um dos dois vai terminar cheirando a enxofre”. Com alguma sorte, os dois!

    1. Quem vai cheirar enxofre é o povo, ou melhor tomar bufa, peido na cara como sempre tomou aqui é Brazilzilzil Neymar transa o Brasil para, veja o estrondoso sucesso da “caneta azul” tem povo mais idiota no mundo que “nós” brasileiros?

  14. Bolsonaro não vale nada. Porém, igual a ele ou pior é a Globo.
    A CPMI das fake news pode provar que a eleição foi uma FRAUDE e isto implicaria em novas eleições. A Globo, representando a elite econômica, quer derrubar Bolsonaro e colocar no lugar o general Mourão. É mais um GOLPE promovido pela Globo. Penso que devemos defender NOVAS ELEIÇÕES.

  15. agora a coisa vai implodir mesmo. o bom é que está sobrando para todos os inimigos, a monarquia e a globolixo na mesma vala.

  16. O porteiro afirma ter ligado para “o seu Jair” duas vezes e foi atendido. O “seu Jair” estava em Brasília, Ora, atualmente é difícil condôminos terem telefone fixo em casa. Devem ter deixado na portaria, para contatos, números de telefone celular!! Sendo assim, uma suposição, é que “seu Jair” atendeu o porteiro por telefone celular e estava em Brasília.

  17. Se eu entendi bem, um bilhete (o do Santos Dumont) foi estornado. Mas o que aconteceu com o bilhete para o Galeão?

  18. 14 de março de 2018 foi uma 4a. feira. Messias tinha dois bilhetes para o Rio. Um não foi usado. E o outro?

  19. Tem muita sugeira nessa história. . E aqui fica uma pergunta, porque duas passagens para a mesma pessoa no mesmo dia para aeroportos diferentes? Quem souber responda.

  20. Se não se prova que nenhum deputado esteve no dia 14 de março em Brasília, logo não se prova que Jair viajou para lá, ele pode simplesmente ter comprado os bilhetes premeditando o álibi e nunca ter ido a Brasília em primeiro lugar. De onde foi feita a ligação que pediu o estorno do bilhete? Do Rio ou de Brasilia? Que dia ele voltou de Brasília? Onde está o recibo dessa passagem de volta nos dias que se seguiram? Tem muitas formas de averiguar isso aí se realmente quiserem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *