Brasil volta a mais de 500 mortes/dia por Covid, sem reagir

Números preliminares de alguns estados mostram que, à noite, a contagem de mortos pela Covid-19 vai ultrapassar 500 óbitos em 24 horas.

Em cinco estados (São Paulo, 172; Goiás, 74, Minas Gerais, 62, Rio Grande do Sul, 57, Rio de Janeiro, 26), o número chega já a 391 mortos.

Estamos fingindo que a nova variante é “fraquinha” e, no entanto, as UTI vão lotando e as mortes subindo, como reflexo da ampliação monstruosa do número de infectados.

Não é uma questão de dizermos que isso só ocorre com quem não tem a vacinação completa, 30%, porque só isso dá um universo de 60 milhões de pessoas expostas.

Não há nenhuma medida de estimulo ao um isolamento que faça o número de casos desacelerar da disarada absurda em que está, mesmo com a subnotificação involuntária e a subnotificação criminosa, porque mente sem qualquer cerimônia.

Percorra as estatísticas e veja o escândalo que é São Paulo registrar “apenas” 13 mil casos ainda hoje. Com um terço dos habitantes, o Rio registrou (e com muitas falhas) o dobro, 26 mil e Minas Gerais, 36 mil!

Nós estamos apenas no começo deste drama, porque os casos fatais normalmente têm um “delay” de duas semanas para responderem ao aumento dos casos.

Nossos governantes estão prontos a dizer, de público, que consideram voltar a mil morte por dia uma perda “aceitável” de vidas?

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.