Bribery, Mr. Fernando, the name is bribery…

Fernando Henrique Cardoso saiu em defesa do PSDB no caso Siemens-Alston.

Na mesma linha de Alckmin e Serra: “pode ter havido cartel, tudo indica, mas nós não temos nada com isso”.

É curioso que alguém possa assumir este discurso do “nos roubaram por dez anos e nós nunca desconfiamos de nada”, principalmente  quando o assunto jà era, há meia década, objeto de investigações no Ministério Público, denúncias na imprensa e processos judiais no exterior.

E ainda ter a cara de pau de dizer que é muito bom que se dê explicações para que não haja ” a impressão de que é parecido com o que outros fizeram. Não há nada que indique isso.”

Talvez o ex-presidente tenha ajudado seu colega de fardão, Merval Pereira, a desenvolver a tese de que dinheiro embolsado é menos corrupção que dinheiro desviado para campanhas políticas.

O distraído FHC não sabe que Alstom e Siemens acumular condenações na Europa e nos EUA por corromper governantes através de suborno?

Suborno é a popular propina.

Bribery, em inflês, como nestas duas matérias do Financial Times:

Alstom to pay €31m fine after bribery probe

Siemens to pay €1bn fines to close bribery scandal

Ou será que lá em São Paulo os dirigentes que as contrataram que elas roubaram sem pagar?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

10 respostas

  1. Parece que FHC n ~;ao é incompetente só pra governar. Deve ser muito imbecil pois, durante anos, como sabemos através da imprensa desde 1998, que se fala no propinoduto tucano. Só na ALSP tem 15 (quinze) denúncias e tentativas de CPI. Pra eles não há o Domínio do Fato?

  2. Esse FHC,é muito cínico, vai dizer que ele não sabe que desse cartel, saiu muita grana para sua campanha de 1994?1998?Tucanos de merda, roubam e não admite.Foi por essa razão que Minas.Para e S.Paulo, não entraram na onda de baixarem a tarifa de energia?

Os comentários estão desabilitados.