Propinoduto tucano: Estudante de Berkeley fura jornais brasileiros

ScreenHunter_2237 Aug. 09 18.25

O jornalista Bryan Gibel,  o jovem desta foto aí de cima, talvez já tenha terminado o curso de jornalismo em Berkeley.

Espero que tenha sido aprovado com louvor, porque ele merece. Em 2012, o jovem Gibel produziu um trabalho interessante, intitulado “Corrupção além das fronteiras: uma fábula moral” (tradução livre minha). A dica me chegou via @stanleyburburinho.

Em seu trabalho, nos oferece um delicioso relato sobre conversas que manteve com advogados, jornalistas, políticos durante a viagem que fez ao Brasil para se aprofundar no assunto.

ScreenHunter_2239 Aug. 09 18.37

Para quem souber inglês, e se interessa em entender a lambança que os tucanos fizeram nos metrôs e trens de São Paulo, aí tem um ótimo material.

É interessante também por trazer alguns emails aos quais a imprensa anda dizendo que “teve acesso”, como se se tratassem de grandes segredos. Não são. É um escândalo que vem rolando mundo a fora há anos, com todo mundo sabendo que políticos paulistas do PSDB estavam envolvidos. Só no Brasil o escândalo foi abafado até agora, quando a coisa explodiu por pressão internacional.

No trabalho de Gibel, vem detalhado o percentual das propinas pagas às autoridades num dos “projetos”: 7,5% de todo o valor do contrato!

Quem vai gostar muito de ler esse trabalho é o Merval Pereira, sobretudo agora que ele descobriu que os tucanos não são os éticos ilibados que ele achava que fossem.

Aproveito e indico outras matérias aos quais Merval deve prestar atenção:

Alstom pagou US$ 20 milhões a partidos do Brasil (onde está partidos, leia-se PSDB e DEM)

PF vê pagamentos a partidos e indicia 10

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

9 respostas

  1. Podes crer, vamos pegar os larátas pelo bico, um por um, mesmo que queiram colocar o egoistinha petulante do A Matarazzo como bode espiatório.

  2. Esse jornalistinha, esse tal de Gibel, por que não ficou calado, hein? Vai tirar o sono de um bocadinho de gente. Aliás, esse furo + inflação 0,0 em julho, + outros acontecimentos, são um duro golpe para certos corações. Tô com peninha!

  3. Conforme for, caso tenha interesse, terei prazer em traduzir, ao menos, os trechos (mais) relevantes. Sou tradutor. Aceito até traduzir de graça esse documento, se isso for repassado a quem puder fazer bom uso dele e se receber o crédito pela tradução.

Os comentários estão desabilitados.