Cadê o Moro no caso ‘Porta dos Fundos’?

Explodir coquetéis molotov contra um prédio, se não me engano, é algo contido em ” usar ou ameaçar usar, transportar, guardar, portar ou trazer consigo explosivos, gases tóxicos, venenos, conteúdos biológicos, químicos, nucleares ou outros meios capazes de causar danos ou promover destruição em massa”.

E isso é enquadrado como ato terrorista pela Lei 13.260.

E, portanto, segundo a mesma lei, cabe “à Polícia Federal a investigação criminal, em sede de inquérito policial, e à Justiça Federal o seu processamento e julgamento, nos termos do inciso IV do art. 109 da Constituição Federal .”

Nada contra a ação dos investigadores da delegacia policial de Botafogo, mas tudo contra a omissão dos órgãos federais a que corresponderia agir neste caso, que tem este enquadramento legal justo por sua gravidade social.

Mas seu chefe, o Ministro da Justiça, Sergio Moro, está em estrondoso silêncio até agora.

Não há o menor sentido em discutir se o vídeo do grupo de humor é feliz ou infeliz na sua criatividade, se é irreverência ou “blasfêmia”. Isso é outra coisa. Quem se sentiu ofendido, se quiser, tem os remédios judiciais para tentar suspender a exibição – e os usaram – ou avocar danos morais, embora vá esbarrar na liberdade de de manifestações artísticas da Constituição.

É o mesmo que discutir se o baixo soldo dos militares seria justificativa para os planos do então tenente Jair Bolsonaro de explodir privadas de instalações militares.

E a omissão do Ministério da Justiça – o mesmo que há dez dias recebeu um pedido para processar o grupo humorístico – é um incentivo à impunidade que vivem, quando lhes interessa, demonizando.

Sejam quem forem os incendiários – que poderiam, não fosse o funcionário que apagou as chamas, ter provocado uma tragédia, naquele e em outros prédios vizinho, numa zona residencial – não parece difícil identificá-los e puni-los com o rigor da lei.

A menos que Moro ache que, em nome de dogmas religiosos, vale tudo, até atear fogo a prédios, como naquelas fogueiras da fé de Torquemada.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

18 respostas

  1. Muitos que apoiaram as ideias e métodos de Hitler e Mussolini só se deram conta da besteira que fizeram quando as bombas começaram a cair sobre suas casas e boa parte desta gente continuou defendendo estes governos, até com armas. O futuro de brazil é tenebroso, bem ao contrário do que parecia há bem pouco tempo.

  2. Moro só está no governo aguardando sua indicação para o STF. Não esperem.nada dele a não ser bajulação e concordância com todas as merdas que o bozo faz. Ele e o Aras são meroa defensores do clã do laranjal.

  3. Coquetéos molotov, se fossem lançados pela esquerda, seriam terrorismo. Mas como é com a direita evanjegue, tá tudo bem. Provavelmente os terroristas ligaram para o Moro e se desculparam. Então, tá tudo como dantes no reino de Abrantes. PQP!

  4. Ministro da justiça, só pra saber: Tá liberado jogar COQUETEL MOLOTOV, onde e em quem quiser?

  5. Realmente… Um silêncio ensurdecedor!!! Moro só age em causas que tragam mídia a favor dele. No resto, se omite fácil.

  6. Não é possível esperar ação de alguém que é simplemente MEDÍOCRE – com ares de DITADORZINHO de republica de banana -, e, não sebe o que fazer além de cumprir ordens da CIA.

  7. Que resolvam esse caso melhor que os casos das bombas no Instituto Lula e os tiros na caravana Lula.

  8. Essa escumalha estaria queimando “bruxas” na fogueira seculos passados, e os familicianos seriam os juizes “sem garantias”………

  9. A última pérola do ex-juizeco Moro, comentando os vetos do psicopata-mentiroso ao seu pacote anti-crime. Lá vai:
    “Não há comprovação FATÍDICA (!!??), tampouco científica, de que o modelo atual não vem se apresentando satisfatório, e…”. Não estaria o marreco de Maringá querendo dizer “comprovação FÁTICA”?

  10. Continua a esquerda querendo que a justiça ou a polícia investiguem a si mesmos. Não vão investigar. Se investigarem não vão encontrar culpados. Se encontrarem culpados serão absolvidos. Provavelmente os criminosos são os próprios integrantes do porta dos fundos. Pergunte ao Ministro da Justissa!

  11. Eu não estou aqui para instigar a violência, porém porque esse pessoal não vai fazer piadinhas RELIGIOSA LÁ NO AFEGANISTÃO, Liberdade de expressão sim , porém ÉTICA E RESPEITO É BOM EM QUALQUER LUGAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *