“Calça arriada” de Bolsonaro a aliados mostra a vergonha mútua

Como o termo do título já consta das gírias consagradas, ao menos aqui no Rio, peço desculpas a quem não entendeu que “calça arriada” é o mesmo que enganar e trapacear.

João Doria se despencou de São Paulo, num jatinho, para fazer uma salvadora gravação com Jair Bolsonaro, na certeza de que alguém lhe vendeu que o ex-capitão ia botar o couro no fogo por ele. Pagou o mico, e talvez não só isso, e não não levou.

Quebrou a cara, mofou na mansão do playboy senil Paulo Marinho, que serve de estúdio bolsonarista e voltou para a Paulicéia tartamudeando a desculpa que o “Mito” estava indisposto, enquanto este , bem lépido e fagueiro, fazia mais uma de suas lives no Facebook.

Na esteira da “esnobada” de Dória, Bolsonaro aproveitou para mandar passear o seu apoiador Wilson Witzel, favorito-surpresa para o governo no Rio.

Esperavam o quê?

Bolsonaro não tem partido nem ideologia, tem apenas um projeto de poder pessoal e nem liga para ter o apoio de governadores de Rio ou de São Paulo; está se lixando.

Projetos personalistas precisam apenas do personagem e no fanatismo que este possa despertar.

A intelectualidade afetada, que vivia a chamar Brizola e, depois, Lula, de populistas vai – tomara que não, deus nos livre – ver agora o que é populismo e demagogia.

Doria e Witzel foram colocados por Bolsonaro na condição, perdão de novo, de duas bostas.

E – figurativamente… – na posição das mulheres de malandro da lenda, continuarão a derramar-se pelo macho que as despreza.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

33 respostas

  1. Se foi na posição de duas bostas, então estão no lugar certo. Acompanhados do mito de m. é claro.

  2. Se foi na posição de duas bostas, então estão no lugar certo. Acompanhados do mito de m. é claro.

    1. Nossa, isso seria engraçado. Mas acho que não ia adiantar nada pra ele, não. Visitei uma amiga hoje e o filho de seis anos viu a conversa entornar pra eleição e falou “o Doria é mentiroso”.

      1. Pois aqui no Sul também yemos esse quadro. De um lado um governador (MDB) que está quebrando o Estado e do outro um tucano querendo o seu lugar. Mas existe uma tecla na urna que me dá a chance de recusar os dois. O voto nulo para governador vai bater recorde no país.

        1. Aqui em Santa Catarina é a mesma coisa. Não a nenhum dos dois é a solução. Um se diz o candidato do Bolsonaro, o Comandante Moisés. O outro, o Merisio, tenta ser o amigão do Bolsonaro mas malha o comandante. Este último ta fadado ao insucesso, porque esta sendo tachado de oportunista e é mesmo. È um vaselina de marca maior. Voto em ninguém, quero mais é que se explodam. Que morram todos abraçados. Santa Catarina, sempre foi um caso sério na politica. Aqui a antiga Arena sempre mandou e desmandou. Bolsonaro fez barba, cabelo e bigode. Ninguém merece. Eta povinho besta.

      2. Sou mineiro e esta é a minha terrível dúvida! Mas uma coisa eu sei bem, não vou votar no servo do capeta chamado anastasia, tenho outras 3 opções.

        1. Que situação em Minas Gerais heim, Complicadissima. Votar no discípulo, copia fiel do Aécio é o fim e eleger o representante do representante do que tem de mais retrógrado e mais atrasado no país será terrivel. Sem saida. Nulo, neste caso, é um voto de protesto e é o melhor a fazer. Alias acho que não devemos votar em nenhum candidato que apoia o Mausonaro. Que fique o registro.

    2. Confesso minha incompetência para analisar politicamente São Paulo, aquele estranho estado no Trópico de Capricórnio que não desistiu do separatismo, mesmo com a derrota em 1932. Quem elege Boçalfilho, Arthur-Mamãe-Falei, Tiririca (de novo!), o autoconfesso estuprador Alexandre Frota (!!!), etc., etc., pertence a outro país. Um estranho – e nefasto – país. Fico com Gastão, o Vomitador: BLEARGH!!!

  3. Ele fez com o Dória, aquilo que o Moro fez com ele no aeroporto… E ainda hoje o Bozo estava puxando o saco do juizeco sérgio Mo(r)to de novo…

  4. O Boneco de Cera deve estar louco de raiva. Chama a LIDE para apresentar empresários ao Boçal e pega ele de surpresa! Rs

  5. Infelizmente aqui no meu estado, Rio Grande do Sul, teremos segundo turno entre Sartori (MDB) e Eduardo Leite (PSDB). Ambos, considerando os votos que Bolsonaro conseguiu no estado, declararam que vão votar no Bolsonaro, qual mais querendo ser o candidato do Bolsonaro para ganhar a eleição.

  6. Bom, ainda faltam duas semanas de campanha. Essa onda de candidatos de direita em torno do Bolsonaro ainda terá outros desdobramentos. Talvez seja cedo pra dizer que ele não vai gravar alguma mensagem em favor de candidatos que o cortejam.

  7. Fé e militarismo: duas faces hediondas da mesma moeda podre
    08/10/2018
    Sempre é muito arriscado criticar algo ou alguém (não o fazemos por gosto) porque a crítica por mais que se baseie na realidade pode ser vista pelos a quem a carapuça sirva como algo destituído de fundamento ou negativo mesmo demonstrando aspectos positivos, concretos, fatos e/ou ações mais ou menos facilmente agrupáveis, observáveis de um contexto. Afinal, quem pensa pouco tem preconceito contra quem p-e-n-s-a, PENSA.
    Feitas essas considerações, vamos direto ao assunto. Primeiro: criticamos muito a fé, porque nos parece absurdo alguém escolher a (uma) fé ou um modo de viver nocivo(s), no caso do militarismo, quando pode muito bem e melhor escolher a razão, o melhor de tudo, (quase) sempre. E dizemos isso com a coragem de quem nem sempre consegue ser não emotivo, não emocional mas que ao menos busca, sempre, a razão.
    O pior de tudo: ter uma fé que vai contra os verdadeiros valores da humanidade e civilização, caso do hediondo militarismo e das não menos execráveis seitas protestantes neopentecostais e o diabo a quatro em sua ambição por dinheiro e sede de poder no Brasil atual. É fato: Pequenas igreja$, grandes negócio$$SS (com dois c(h)ifrões, de exatamente SS(=$$) neofaSS$$cinazi$$SSta). Melhor não ter fé do que fé demais.
    Consideramos que catolicismo e islamismo são dos males os menores. O catolicismo porque como ex-católico e agora felizmente ateu que se tenta (nem tão humildemente) racional já conhecemos mais ou menos a estrutura e funcionamento, apesar de nosso ódio (racional, “santo”, con”sagrado”) à Renovação Carismática Católica, de gentes e seres tão alienados/as como quanto protestantes, à hedionda Opus Dei e outras porcarias do catolicismo. Mas há, pelo menos, a Teologia da Libertação e outros setores progressistas. O islamismo, apesar de agora com grupos armados tão desprezíveis quanto as duas “féses” capitalistas, protestantismo e judaismo (aliás, nessa “dupla dinâmica”, difícil saber quem é o ativo e/ou quem é o passivo, já que vivem alternando, trocando as bolas entre si), gostamos da cultura árabe porque quando do domínio árabe sobre a Península Ibérica seu jugo, sua dominação foi suave, tolerante, respeitadora das culturas locais e altamente civilizada, o que protestantismo e judaismo definitivamente não são (civilizados, de civil, civilização, não militar). Havia “até” liberdade religiosa, o que claramente não está nos planos de poder dos protestantes (e judeus, escondidos) atuais, contemporâneos, que em sua guerra religiosa de dominação imperialista querem, pretendem explicitamente, numa gravíssima afronta à Constituição, criminosamente implantar um estado teocrático no Brasil, numa verdadeira involução, um retrocesso ao pensamento primitivo. Militarismo é tão ruim que nem vale a pena gastar palavras, mas pense: a mesma subserviência, a mesma negação do humano, o mesmo sabujismo de supostos eleitos por uma suposta (mas nunca provada) potestade/divindade ou suposto poder maior do que o ser humano. Freud estudou as relações entre religião e militarismo (pelo viés do “líder”). Procure saber. Pesquise, informe-se. Leia mais, leia sempre. Somos anarcoexistencialistas e se, pelo anarquismo, principalmente, não temos líderes, pelo existencialismo, votamos e votaremos nas forças progressistas identificadas com o verdadeiramente humano, com a humanidade, com a civilização: votamos e votaremos em Haddad 13 e Manuela, votamos e votaremos em Lula 13, um Jesus Cristo verdadeiro, atualizado, factível, concreto, presente, existente: um ser humano.
    #Haddad13
    #Haddad13eManuela
    #Haddad13omelhorparaoBrasil

    1. Protestantes são filhos rebeldes da católica. A mãe não deu o devido corretivo nessa molecada.

  8. Muita gente fala que o Dória é um fascista pior que Bolsonaro. É só força de expressão. Dória cumpre as regras do jogo democrático, ainda que mal e porcamente. Já o Bolsonaro, está louquinho para detonar o próprio STF, como se vê pelo ataque de asco de sua campanha contra alguns de seus ministros, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes, porque suas decisões não estariam a coincidir com a suprema vontade bolsonarista http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2018-10/campanha-de-bolsonaro-pede-ao-tse-retirada-de-video-com-ataque-ao-stf. Na composição de seu novo STF, onde dez novas poltronas terão de ser colocadas, corremos o risco de ver ministros adentrando aos gritos de “Glória, irmãos, Aleluia!” e baixando o tacape em quem levantar os olhos. Um projeto pessoal e ditatorial, acima do jurídico e da política, vai se instalar no Planalto onde nem a arquitetura, que já foi respeitada até pelos militares, vai sobreviver. Ele vai desmontar todas as instituições, só um cego não vê isso. Todas elas serão desmontadas e suas peças serão jogadas ao lixo, para dar lugar a novas peças teocrático-bajulatórias. O Ministério Público vai ser transformado em uma agência de oficialização de desmandos, e a porta, Deus queira que só da rua, vai ser serventia da casa para muita gente que hoje, como Dória, pensa que sua bajulação do ditador vai salvar a sua pele.

  9. É, parece que o Doriana escorregou na maionese . Que cidadão ridículo, bem feito pra cara dele. É o que ele merecia. Trata-se de um anti PT que não deu certo. Alias o PSDB de Doria e de Aécio tá virando pó. E pó imprestavel, o que é pior. Agora o Bolsonaro sabe muito bem o que ele quer: matar o PT e o PSDB com uma paulada só é ficar de dono do Brasilsurfando na onda do Edir Macedo, do Malafaia, quem sabe do Cunha futuramente e de mais trocentos deste naipe que o apoiarem. É pra arrebentar. Cada povo tem o tirano que merece.

    1. Não poderia deixar de citar O futuro ministro da cultura anti-gay do Bolsonaro, o Mister Alexandre Frota, ainda, o homem do Movimento Brasil livre dos gays, dos negros, dos índios, dos pobres, dos religiosos que não são evangélicos, o Sr. Kim Cataguiri e a doida varrida do impeachment, a Sra. Juliana Pascoal, todos com a marca da besta na testa.

  10. Tempos sombrios virão!… imaginem esse cara com o poder absoluto nas mãos…
    Pobre Brasil.

  11. Dória vai perder. Pois Skaff apóia o França e os votos do Luiz Marinho 12% devem ir para o PSB de Márcio França.
    Dória é um tremendo de um puxa saco. Falso, dissimulado, traidor. Quem quer uma pessoa assim por perto.
    Só sobrou para o Dória o Haddad. Então, já era. Lula não quer ver o Dória nem pintado de ouro.
    O PT é o grande vencedor dessa eleição. A lava jato não conseguiu destruir o partido e nem 4 anos de propaganda negativa na globo destruíram o pt, ao contrário, o partido saiu mais forte.
    Chegar ao 2 turno após essa tsunami midiatica e judiciária é uma tremenda vitória.
    Agora, a lava jato está disfarçando prendendo tucano, só que sem julgar e sem condenar. É prisão temporária. É o me engana que eu gosto. A supra inteligência desse juiz de Curitiba rendeu 30 deputados ao PSDB, ou seja, mais ou menos mais de 1 deputado por unidade da federação. Esse é o resultado da intervenção do judiciário na política.

  12. Uma das virtudes da Besta – se é que posso usar a palavra virtude – é dizer tudo o que vai fazer. Matança, tortura, perseguição a minorias, etc. “Vou acabar com o ativismo”, lembra? Seu vice falou em golpe há poucos dias. Alguém já viu um político em campanha rejeitar apoio de quem lidera as pesquisas em importantes centros eleitorais (Dória e Witzel)? Ditadores não precisam de políticos. Comumente os desprezam. Não me surpreenderia se alguma coisa muito grave estiver sendo planejada para daqui a pouco tempo. Vejo que muitos comentaristas olham para a Besta como apenas mais um governo de direita. Não é. O mundo está nos alertando e nós não estamos ouvindo

  13. Caralho, esse Fakedória aí em São Paulo, que ser asqueroso, boa sorte aos paulistas, vão precisar! Vamos estudar e pesquisar o que é Fascismo, para não falar merda!

  14. Para ficar mais claro, Brito: “E – figurativamente, figurativamente… – na posição das mulheres de malandro da lenda, continuarão a derramar-se pelo macho que AS despreza”. Algo do tipo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *