Candidatura e taxa da segurança: Temer desmente, quem acredita?

minto

Como ninguém acredita em Michel Temer, os desmentidos que faz ou manda fazer têm o valor de confirmação daquilo que tenta negar.

O porta-voz do Palácio do Planalto ter de dar declarações oficiais, por nota oficial aos  jornalistas, de que não autorizou seu marqueteiro, Elsinho Mouco, a tratar de relações entre a intervenção no Rio de Janeiro e suas pretensões eleitorais acabou confirmando tudo o que Bernardo de Mello Franco publicou hoje em O Globo.

O texto, claro, silencia sobre o objeto da notícia: a intenção do presidente em ser candidato em outubro.

A outra “furada” foi a declaração de Rodrigo Maia, em sua escalada verbal contra Temer, de que o presidente pretendia criar um “imposto da segurança” e que foi dissuadido disso pelo presidente da Câmara, como conta o Estadão.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira, 21, que o presidente Michel Temer apresentou em conversas nos últimos dias uma proposta de criação de um imposto para custear gastos com segurança pública no Brasil. Maia, no entanto, classificou a medida como “inviável”.
“Expliquei: é inviável, porque, por lei, tem que ser (valer) para o próximo ano e, por emenda
constitucional não pode por causa do decreto (que autorizou intervenção federal na segurança do Estado do Rio)”, declarou Maia em rápida entrevista na Câmara.

A taxa da segurança, claro, foi para a gaveta das “genialidades de curta duração”, como a “suspensão da intervenção para votar a Previdência” e o “mandado de busca coletivo”.

Além do princípio constitucional da anualidade – imposto só vale no ano seguinte – alguém aí já imaginou um imposto federal que valesse apenas para contribuintes de um estado ou, ao contrário, um imposto nacional cuja arrecadação se destinasse a financiar ações em um único estado?

Será que o ilustre constitucionalista que nos preside nega-lo-á ou, ao menos, esclarecê-lo-á?

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

20 respostas

  1. Imposto de segurança? Aproveita e cria o imposto da saúde, o imposto da educação e o imposto da corrupção. Aí fica bom: o povo financia tudo, além de pagar imposto sobre salários e de tudo o que consome. Que tal um “imposto para respirar”?

  2. Belchior, um gênio cancioneiro, talvez tenha feita essa música para o vampirão:

    NÃO LEVE FLORES

    Não cante vitória muito cedo, não
    Nem leve flores para a cova do inimigo
    Que as lágrimas do jovem
    São fortes como um segredo
    Podem fazer renascer um mal antigo

    Tudo poderia ter mudado, sim
    Pelo trabalho que fizemos – tu e eu
    Mas o dinheiro é cruel
    E um vento forte levou os amigos
    Para longe das conversas, dos cafés e dos abrigos
    E nossa esperança de jovens não aconteceu, não, não

    Palavra e som são meus caminhos pra ser livre
    E eu sigo, sim
    Faço o destino com o suor de minha mão
    Bebi, conversei com os amigos ao redor de minha mesa
    E não deixei meu cigarro se apagar pela tristeza
    Sempre é dia de ironia no meu coração

    Tenho falado à minha garota
    Meu bem, difícil é saber o que acontecerá
    Mas eu agradeço ao tempo
    O inimigo eu já conheço
    Sei seu nome, sei seu rosto, residência e endereço
    A voz resiste. A fala insiste: Você me ouvirá
    A voz resiste. A fala insiste: Quem viver verá

  3. CIRO foi ministro do Itamar Franco, não de FHC. Mas Ciro, nesta época, era do PSDB.

  4. Já criaram tanto imposto que o povo já não aguenta mais, eu lembro por exemplo, do CPMF foi criado pelo PSDB, para saúde e o Serra roubou.

  5. Nunca esquecendo que tudo que estamos sofrendo vem da mídia judiciário mercado coxinha, onde vamos parar ? Ninguém sabe, provavelmente em um desfiladeiro rumo ao inferno onde nos jogaram por não aceitarem um Brasil mais justo

  6. O Ciro já havia saído do PSDB, por incompatibilidade com Serra e se filiou ao PPS de Roberto Freire.

  7. Para tudo há um jeito: deixa a segurança por conta do mercado…privatiza-la-á é a solução, Temer!

  8. “Será que o ilustre constitucionalista que nos preside nega-lo-á ou, ao menos, esclarecê-lo-á?”
    eu ri, mas é para chorar.

  9. Ladies and Gentlemans:

    Mais perdido que cego em tiroteio;

    Mais perdido que barata em galinheiro;

    Mais perdido que biscoito em boca de banguela,

    Com vocês…Micheeeeeeeeeel Temer!

  10. DA SÉRIE ‘LÁ ISTO É JUSTIÇA, SÔ?’
    Ou ainda, estes canalhas querem dizer que o advogado Rodrigo Tacla Durán não é gente?
    É isso mesmo que eles irão sentenciar?

    ***

    NEGATIVA PARA OUVIR TACLA DURAN CONTRARIA AMPLA DEFESA, DIZ ZANIN

    Decisão do TRF4, diz o advogado do ex-presidente em nota, “contraria a garantia constitucional do direito à ampla defesa”; ele anunciou que “a defesa recorrerá da decisão assim que o acórdão do TRF4 foi publicado”; Cristiano Zanin lembra que, “segundo a lei, ‘toda pessoa poderá ser testemunha’, de acordo com o Código de Processo Penal
    A decisão, diz Zanin em nota, “contraria a garantia constitucional do direito à ampla defesa”. Ele anunciou que “a defesa recorrerá da decisão assim que o acórdão do TRF4 foi publicado”. Ele lembra que, “segundo a lei, ‘toda pessoa poderá ser testemunha’, segundo o Código de Processo Penal.
    Leia a íntegra da nota:

    21 DE FEVEREIRO DE 2018 ÀS 19:03

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]; https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/343427/Negativa-para-ouvir-Tacla-Duran-contraria-ampla-defesa-diz-Zanin.htm

    1. A ampla defesa e um direito constitucional e a Constituição foi rasgada, pisoteada e escarrada há muito tempo.
      O que resta é um estado se exceção e uma ditadura das maia descaradas e, nesse ambiente, a canalhada de plantão tudo se permite.

      1. … Hoje, o moribundo henRIQUINHO meireLLes do vampirão decorativo mimiSHELL afirmou que “sem a Reforma da Providência (sic) da Morte, os impostos no Brasil terão um aumento brutal”!…

  11. O BRASIL é um navio sem comando , sem leme, sem rumo e o pior: fora d´água.
    É Lula para desatracar ou o abismo em todas as esferas

  12. Mais um pronunciamento histórico proferido pelo egrégio, combatente e destemido deputado federal Paulo Pimenta (PT/RS)

    ***

    O deputado Paulo Pimenta (PT-RS), líder do PT na Câmara, denuncia a hipocrisia do procurador Deltan Dallagnol e de outros membros da operação #LavaJato que, em conluio com o juiz Sérgio Moro, violam o direito à legítima defesa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
    https://www.facebook.com/deputadofederal/videos/1832090456883902/

  13. … Agora vai! Risos

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    Governo manda ministérios cortarem até dois terços de gastos com publicidade
    Decisão pegou ministros de surpresa
    Por jornalista Murilo Ramos
    21/02/2018

    A Secretaria de Comunicação (Secom) do Palácio do Planalto encaminhou um e-mail para os ministérios informando que, em função de restrições orçamentárias, as pastas deverão reduzir em até dois terços os investimentos publicitários programados para o ano. O comunicado pegou os ministros de surpresa. Alguns ministérios até mesmo já contrataram esses serviços e terão de avisar aos fornecedores que não terão condições de honrar os pagamentos. Em razão de ser um ano eleitoral, as propagandas devem ser veiculadas até o mês de junho.

    FONTE: https://epoca.globo.com/politica/expresso/noticia/2018/02/governo-manda-ministerios-cortarem-ate-dois-tercos-de-gastos-com-publicidade.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.