CNJ diz que juiz não pode falar de política. Só a favor da direita…

noronha

Com o voto de Carmem Lúcia, aquela que pregava a aplicação da máxima rodrigueana sobre os “homens de bem terem a ousadia dos canalhas”, o Conselho Nacional de Justiça decidiu processar os juízes  André  Nicolitt, Cristiana de Faria Cordeiro, Rubens  Casara e Simone Nacif Lopes por terem participado de um ato contra o golpe, no Rio, ano passado.

Para juízes que foram aos atos “coxinha” ou para Gilmar Mendes, claro, nada contra.

O curioso é que o relator do processo,  João Otávio de Noronha (na foto sendo condecorado por Aécio Neves), contra os quatro fez várias manifestações e até organizou jantares para a turma golpista, como relata, em detalhes, a colunista Monica Bergamo, na Folha:

O ministro João Otávio de Noronha, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), que relatou na terça (24) processo defendendo que quatro juízes sejam investigados pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) por terem se manifestado, em ato público, contra o impeachment de Dilma Rousseff, também fez declarações públicas, em 2016, sobre o afastamento da então presidente do cargo. Com uma diferença: eles diziam que o afastamento era “golpe”. O magistrado afirmava, em entrevistas, o contrário: “Não é golpe de modo algum”.
Noronha também opinou, na época, sobre as manifestações em relação ao governo. “Uma [a favor de Dilma] é induzida, organizada. A outra [que pregava o impeachment] é natural”, disse ele.
Em julho de 2016, um mês antes da saída definitiva de Dilma do cargo, Noronha homenageou o então presidente interino Michel Temer com um jantar em sua casa, em Brasília, que reuniu ministros do STJ, do STF (Supremo Tribunal Federal) e os tucanos José Serra (PSDB-SP) e Aécio Neves (PSDB-MG).

Na Justiça brasileira, a balança tem dois pratos. Um cheio, na direita, um pires vazio na esquerda.

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

23 respostas

  1. Eu sempre disse: o sistema judiciário brasileiro, todo ele, está eivado de ORCRIMs institucionais. Eu disse mais: esse sistema judiciário apodrecido, corrompido/corrupto, oligárquico, plutocrata, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista é dominado e identificado com o grupo político representado pelo PSDB.

    As provas do que eu digo e afirmo de modo contundente, há anos, estão aí, escancaradas. Só não vê quem não quer.

  2. A decisão, em vista de todos os acontecimentos recentes, endossa a posição dos processados de que tudo que aconteceu no Brasil recentemente foi sim um GOLPE. E o pior de tudo isso: foi um golpe do judiciário.

  3. A estátua da nossa justiça deveria ter quatro braços e duas cabeças:

    Dois braços (para a esquerda), dos quais um segura uma espada e o outro tem uma bigorna num dos pratos da balança;

    Nos outros dois braços (para a direita) um deles segura um leque e o outro tem uma balança com uma pluma num dos pratos;

    Uma das cabeças (para a esquerda) não tem vendas, mas olhos esbugalhados e furiosos;

    A outra cabeça (para a direita) tem vendas e protetor auricular.

    Com uma justiça dessas, desobediência civil já!

    1. Clap… clap… Vou sugerir uma versão 2.0 incrementada. Sai a balança da esquerda e entra no lugar uma guilhotina ou forca. A espada é trocada por um fuzil M16 em homenagem à bancada da bala. A cabeça da esquerda usa uma máscara ninja e capacete igual da tropa de choque. Na balança da direita nada de plumas. Um monte de maços de dinheiro e potes de caviar. Na cabeça da direita um colar de diamantes e uma réplica da coroa imperial. No ombro direito não pode faltar um tucano como se fosse um papagaio de pirata.

    2. Esqueci. Do lado esquerdo precisa ter mais uma mão segurando um chicote em homenagem à revogação da Lei Áurea.

  4. Frase de efeito da Carmem Lúcia: “homens de bem terem a ousadia dos canalhas”. No CNJ só sobraram os “canalhas”.

  5. Velho clichê: “Só teremos mudança para melhor quando o último golpista for enforcado nas tripas do último juíz que apoia golpista “

  6. Por que o pessoal de esquerda tem tanto ódio da direita?

    É só contar as mortes provocadas pela esquerda que a gente desmistifica esse pessoal que prega o paraíso na terra.

    1. Mas o ódio pleo menos é algo particular. Absurdo ainda maior é juízes achincalharem a lei de seu país, chamando a punição de uma notória criminosa de “golpe”. E isso num processo que seguiu todas as exigências legais e contou com total apoio do povo, que saiu às ruas aos milhões para exigir a deposição da pilantra.

      Mas, mudando de assunto, você viu que nem se fala mais da “caravana”. Tá feia a coisa, pior que no Nordeste. Veja como foi em Valadares.
      https://www.youtube.com/watch?v=ftn9aSTAAzI

    2. Sim, claro, os esquerdista Brilhante Ustra e Fleury Paranhos que o digam.
      Como é duro a sobrevivência dos meninos da MBL/RL não?
      Passar vergonha todos os dias aqui por um prato de ervilhas ein?
      tic tac tic tac
      já trocaram tuas fraldinhas já passaram o hypoglosinho?
      tic tac tic tac
      e não aparece nenhum “candidato” para salvar o bote dos piratas golpista
      tic tac tic tac
      vivo ou morto, preso ou solto, candidato ou não em 2018 tem eleição
      tic tac tic tac
      podem encomendar mais fraldinhas e hypoglos

    3. E que tal contar as mortes e os desaparecidos pelos babacas da direita, capachos dos interesses dos americanos do norte hem amebiano otário? Sabe quantos cemitérios clandestinos, onde esconderam centenas de corpos de patriotas que enfrentavam os capachos imbecis, tem por aí idiota? Não? E sabe porque querem a tal escola sem partido? É uma tentativa de tornar os brasileiros pensantes desse país, grupo do qual vc não faz parte, otários, idiotas e babacas tal e qual vc e sua turma.

  7. Então, fica combinado assim: quem defendeu o Estado Democrático de Direito e o respeito ao voto popular é criminoso e deve ser punido; quem, ao contrário, defendeu e justificou o golpeachment é herói da pátria.

    Quanto ao fascismo, a gente tende a focar mais naquela versão caricata e violenta de trupes que dão porrada na rua. Mas não. Há também, e com igual violação e violência, aquela versão mais institucional que ocupa instâncias do Estado, notadamente o aparelho policial e do judiciário.

    Tal é o caso desta ação persecutória, esta sim criminosa, contra juízes pela democracia.

  8. Por que responder às idiotices dos coxinhas? Não percam tempo. Esses indivíduos tem parentesco com os infusórios. Nada poderá ser compreendido por eles, pois não tem cérebro.
    obs: aproveitem, coxinhas, e aprendam alguma coisa. Vão no google e descubram qual o none dado hoje aos INFUSÓRIOS, pois é isso que vocês são. A ameba, perto de vocês, seria um gênio.

  9. Agora tá explicado para que serve o Conselho Nacional de “Justiça” (SIC). Eu até pensava que não servia para nada, mas a direita não perde tempo, foi criando e APARELHANDO todas as instituições (principalmente a “Justiça” – SIC), enquanto o PT ingenuamente acreditava em “republicanismo”. A direita é bandida, impatriota e cínica!

  10. Estão perdidos.
    Depois do golpe, o caos. Como vemos. Inacreditável.
    De longe o pior dos poderes conseguiu ficar ainda pior.

  11. o judiciário não existe e uma casta de privilegiados que faz justiça ao seu bnel prazer a lei ora a lei so vale para pretos pobres prostitutas e petistas ainda que não tenham provas.

  12. Se fizermos uma pesquisa inquirindo sobre o judiciário brasileiro, penso que 90% dos cidadãos dirão que é uma merda! Deveria ser explodida e iniciada de um marco zero com novo conceito, moderna, enxuta, célere, prestadora de serviços ao cidadão com novas diretrizes e normas , inclusive para as instituições e corpos profissionais. Enfim, nada do que existe hoje se salvaria. Mas isso é um sonho dos pesquisados! Todos morreremos sem isso! Nunca teremos isso! Então, conformemo-nos e esperemos a aposentadoria dos Gilmares, Noronhas e milhares de outras de outras catástrofes político/judiciárias que se nos impõem ! Não é possível que coisas tão ruins prevaleçam neste mundo de Deus!!!!!!

  13. Lindenbergh Farias, quais são mesmo aquelas palavras que soam como mantra quando nós nos deparamos com aquela “tchurma”? Canalhas, Canalhas, Canalhas! Requião, meus respeitos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.