Conchavo “garante” pensão de 60% do mínimo para viúvas

Sob o pálio hipócrita da bancada evangélica de de uma suposta bancada feminina, o governo fechou seu acordo para aprovar o dispositivo da reforma da Previdência que retira a garantia de, pelo menos, um salário mínimo nas pensões por morte na Previdência Social.

O governo, que era contra modificações quaisquer no projeto original, cedeu em medidas burocráticas, para manter a crueldade contra os indefesos.

Canalhas dos partidos e oposição, como a deputada Tábata Amaral, se abstiveram ou “sim” à emenda aglutinativa que anulava a proposta de que o mínimo fosse o mínimo.

O parlamento brasileiro não é um obstáculo à crueldade do governo Bolsonaro , é seu cúmplice.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

19 respostas

  1. A culpa é do próprio eleitor que fez esta enorme c_gada através das urnas. Confundiram urna com privada e todos sofrerão as consequências.

    1. Durante os governos petistas muitas vezes escutamos Lula, Dilma e outros dirigentes do partido dizer a obviedade que governavam para todos os brasileiros e não só para os petistas. Mas quando os golpistas viraram seus canhões e sua artilharia pesada não apontaram para o Governo mas para o Partido do Governo. Pouco se deram conta mas era o Partido que sustentava todo o edifício: o Governo, o projeto de país e a o elo de ligação com os únicos que podiam defender e resistir ao cerco e o ataque, os militantes, simpatizantes e eleitores desse partido, desse governo e desse projeto de país. Acho que ainda não nos demos conta da importância desse instrumento de luta política.

  2. Quando o parlamento foi diferente????
    É sempre o mesmo lixo ,ou seja a cara da massa deste país.
    Nada mudou em relação aos anteriores,nem para pior ou melhor.
    Como é que os governos dos pts ficaram enrolados na malha da corrupção ? o mal endémico da corrupção não foi um invento dos pts ,porém ele só não foi combatido como devería ter sido e ficaram presos no jogo ,com a desculpa da governabilidade.
    Mas,e se o eleitor votasse com consciência política ,tería escolhido um congresso opositor ou de delinquentes como sempre elege? óbvio que não,É AÍ QUE ESTÁ O PROBLEMA,NO ELEITOR.

    1. Também ando meio contrariado com o eleitor brasileiro, Mas não é justo culpá-lo pelo momento desgraçado que vivemos; seria simplificar de forma rasa um problema bem mais complexo. É improvável que os frequentadores deste espaço não conheçam as teses de Jessé Souza. Desde a escravidão até a farsa a jato, a formação de nossa elite e a exclusão criminosa da ‘ralé’, uma classe média que se pensa elite, uma mídia manipuladora e idiotizante, um processo maquiavélico de invisibilizar a verdadeira corrupção e as causas de uma das maiores desigualdades sociais do planeta; enfim, o eleitor não pode pagar sozinho essa conta.

  3. Infelizmente o povo merece pois vota nesses canalhas que o oprimem. Daqui a pouco estarão reclamando e xingando mas quando forem votarem vão eleger novamente varios canalhas. Que falta faz a Educação.

  4. O parlamento brasileiro é a cara do povo que elege essa corja. Pare de ser ingenuo e achar que a sociedade brasileira não está refletida nesse congresso. Eles foram postos lá por agentes ativos, os eleitores, e agora estes devem sofrer, devidamente, o que escolhem.

  5. Mas a Tabata não fez o acordo pra defender as mulheres? Imagina se não tivesse feito… essa perdeu totalmente a noção do que é ser pobre. Não a culpo, mas não desculpo.

  6. Temos que considerar que 70% da população apóia esse governo. Vamos parar de sofrer. A maioria quer entregar seus direitos. Fazer o quê?

  7. Kotscho está com pena da Deputada Tábata que, contrariando seu partido, votou favorável a essa medida canalha contra o povo brasileiro. Será que ele não teve pena dos quatro cidadãos que morreram de frio em SP? Será que ele não tem pena do povo deste país?
    Revoltante!

  8. Que beleza pro curriculum dessa menina, ficar marcada como uma canalha que votou com o governo bolsonaro. Parabéns!

  9. Grande parte dos eleitores que elegeram este congresso e o bozo são evangélicos. Estes, em grande parte, são pessoas pobres e ignorantes (os outros são espertinhos que se locupletam), facilmente manipuláveis pelos agentes pastores. Agora vão sofrer as consequências, mas não se iludam, eles vão entregar seu sofrimento como sacrifício ao senhor jesus. Os que são sadios por não serem evangélicos são as verdadeiras vítimas desta destruição de seus direitos.

  10. Não é, com certeza, a única canalhice embutida na “Reforma” da previdência, há várias outras. Estou dando dois conselhos aos jovens que ingressaram e/ou estão ingressando no mercado de trabalho agora: 1) REZAR para que um dia um governo e um congresso menos canalha assuma o país e reverta parte das maldades da “reforma”; 2) COMEÇAR A JOGAR NA LOTERIA para tentar garantir uma aposentadoria futura…

  11. DIZER QUE O PDT E PSB SÃO “PARTIDOS DE OPOSIÇÃO” OFENDE O CÉREBRO E A LÓGICA!
    APOIARAM O IMPICHIM GOLPISTA, A PRISÃO FASCISTA DE LULA E A LAVA JATO!
    TAMBÉM APOIARAM A ELEIÇÃO DE BOLSONARO!
    AGORA DEU CHABU…
    AFUUUNDA BRAZZZZIL!

  12. O Bosónalhas estão acabando com a mamata da viúva e os cinco bacurinhos dos trabalhadores receberem a aposentadoria integral…
    Imagina só, a libertinagem e a gastação de um salário mínimo, se o cara conseguir morrer com a aposentadoria do mínimo! Agora, vai ser 60% daquilo que o miserável conseguir levar para a aposentadoria…
    Temos que acabar com as mamatas e benefícios excessivos para essa gente que ganha salário de abastança…
    Queriam tanto mudar e conseguiram!
    AFUUUNDA BRASSSIIIIL!

  13. Se o Bozzo ou qualquer criminoso da gangue governista vier a público e disser que foi necessária essa mudança na previdência por conta dos “desmandos do governo do PT”, tudo estará bem.
    Afinal, segundo o Datafolha, 54% da população “sabe” que o Lula enterrou o país e deve continuar preso.
    Esse povo, definitivamente, jamais mereceu o Lula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *