A condução de Lula foi ilegal, diz STF. Agora?

portaarrombada

Por decisão da maioria e contra a turma do udenismo jurídico, o Supremo Tribunal decidiu, afinal, que é ilegal a condução coercitiva de pessoas que sequer foram intimadas a prestar depoimento.

É, para usar uma expressão popular, o “Recolhe, Taborda” do velho quadro humorístico de Jô Soares, agora com juízes fazendo o papel de delegado da roça.

Sérgio Moro, o juiz que tornou as conduções coercitivas uma regra de exposição e humilhação de pessoas que nem mesmo acusadas eram (e algumas sequer foram, depois) vai agora chorar suas lágrimas de crocodilo dizendo que a Lava Jato está sendo obstruída e a corrupção protegida.

Mas são mesmo de crocodilo as lágrimas, o que havia para ser feito nisso já o foi: levar Lula, como num sequestro relâmpago, a uma sala no Aeroporto de Congonhas, dentro de uma viatura policial.

Produzir um “fato” que era a “preparação psicológica” para o que se faz agora, com sua reclusão numa cela na Polícia Federal de Curitiba.

O assassinato de reputação do ex-presidente começava ali e pelo menos outro assassinato, este literal, seguiu na esteira daquele abuso. O reitor da Universidade Federal de Santa Catarina foi levado ao suicídio por ter sido humilhado com um arreganho destes, apenas porque policiais, promotores e um juiz desejavam produzir um lance espetacular. Luiz Carlos Cancellier está morto, mas Suas Excelências podem dormir tranquilos, já decretaram que é ilegal o que se fez com ele.

Depois de encerrado o prazo de apresentação de candidatos às eleições presidenciais, o STF provavelmente decidirá que a prisão antes do trânsito em julgado, tal como se faz agora com as coerções a depor, é ilegal.

Nem pensar em anular os atos que derivaram daquele, agora formalmente reconhecido, abuso de autoridade.

Não há “problema” em mudar as regras. O que se quis evitar com o ato ilegal já foi obtido: trata-se do ladrão reparando a fechadura depois do arrombamento e do furto.

Será o carimbo de lama da láurea do golpismo judicial, que não se envergonha de decidir o óbvio apenas quando o absurdo já produziu seus efeitos.

Nada acontecerá aos que praticaram este abuso, senão brilharem na mídia conservadora.

O hímem complacente do Judiciário brasileiro aceita tudo e recompõe-se mantendo o seu ar virginal.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

32 respostas

  1. É um escárnio com a nação. Nunca se viu tanta hipocrisia, tanta pusilanimidade, tanta falta de caráter nessa terra. De onde saiu essa gente ? Onde estudaram ? Em que concursos passaram ? Tá tudo errado, do início ao final.

    1. Muito dinheiro facil muito poder e muitos privilégios tornaram- se monstros e perderam noção da realidade

  2. Então todos que cometeram esse crime dando uma ordem inconstitucional serão punidos?…..afinal ninguém…principalmente os juízes e procuradores podem alegar desconhecer da Lei….isso também está na CF.

    1. Realmente, mas me surpreende uma mulher dizer isto. Acho que as feministas não vão gostar da frase. Rsss

      1. Bem, se minha opinião vale alguma coisa, não achei a frase machista. Embora estudos mais atuais mostrem que o hímem não está relacionado à virgindade…

      2. Mas é uma licença poética. E que metáfora bem criativa e bem apropriada. Exatamente como tem sido o Supremo: algodão entre cristais dos protegidos corruptos e vulneráveis, hehehe.

    2. Agora que Inês é morta vem o STF, que fez olhar de paisagem durante
      4 anos pras estrepolias da vaza-a-jato,, com esse trololó pra boi dormir.

  3. É tão escabrosa a situação da nação, que torna-se motivo de comemoração o Supremo reafirmar o que já está escrito nas leis. Tristes tempos.

  4. Este STF julgou o absurdo. Condução coercitiva já era ilegal a muito tempo no CPP. Continuo afirmando, São onze golpistas.

    1. Não é estranho que o STF só agora reconhece a CF? Justamente quando a turma do PSDB está às portas de processos por corrupção? Em Minas Gerais prenderam o homem que denunciou Aécio no esquema de Furnas. Coincidentemente, o processo do Aécio foi remetido para a 1a. Instância de Minas – pasmem – onde o “mineirinho” domina a Justiça. O STF quer enganar a quem, além dos coxinhas analfabetos?

  5. o stf está se tornando especialista em chover no molhado, geralmente fora de tempo. Refaço: no tempo adequado a que cumpram suas tarefas, como foi o caso do Eduardo Cunha e do JB.

  6. A elasticidade e a complacência do hímen do judiciário brasileiro somente poderá ser rompida com o povo nas ruas, cercando palácios e salas VIP blindadas de aeroportos. Mas tem que ser um povão do cara***! Um povão pra desvirginar até o Gilmar. Senão não adianta. O povão também… anda meio flácido e impotente. Alguma outra ideia?

  7. O hímen do judiciário está tão estuprado como a nossa pátria. E os estupradores estão no poder.

  8. Esse judiciário nosso é quase todo corrompido também, tenho quase certeza que tem muita gente, nele, que estão com as mãos sujas das propinas!!!

  9. STF: decidimos agora declarar que o gol da Inglaterra contra a Alemanha na final de 66 não pode ser considerado gol pois nem chegou perto da linha.
    E sobre as ADC’s e Auxílio moradia aguardemos os temas caducarem para darmos nosso parecer. Ou não. Canalhas hipócritas!!!!

  10. Fico-me a perguntar: como deve ser a imagem do çupremo tribunal perante as cortes superiores de Justiça do mundo “civilizado”. Imaginem a lógica associativa: se no “çupremo brasileiro”……que é a corte superior do judiciário, temos esses absurdos. O que será, então, nas cortes de 1 e 2 instância. Essa é a imagem mais vexatória que conseguiram produzir do país………

  11. O STF deveria mostrar seriedade e dar resposta à sociedade antes das eleições e recompor o tecido jurídico do país. As aberrações de Curitiba têm que ser extirpadas a bem da nacionalidade e da razão jurídica, e o seus autores devidamente responsabilizados e punidos pelos males que fazem ao Brasil.

  12. O STF proibiu o que já era proibido e legalizou os crimes que o juiz cometeu.
    Mais uma vez, o STF disse ao Moro:
    – O que passou, passou. A gente esquece os crimes que voce já cometeu. Mas, se você fizer de novo, você vai ver, viu?
    Mas alguém acredita mesmo que esses covardes de luxo tomarão alguma providência para valer diante de alguma nova transgressão ou crime do juiz?

  13. A “produtividade” e o desempenho destes senhores são justificativas suficientes para a extinção do STF, levando junto STJ, Tribunais de Contas e outros sorvedouros de dinheiro público. Na China, as famílias de suas excelências já teriam arcado com o custo da munição utilizada nos fuzilamentos…

  14. Só não contaram com a inteligência do povo. Subestimaram nossa percepção da realidade e nisso seu site foi crucial, nos oferecendo a “pílula vermelha” para nos livrar da nossa “matrix”.

  15. Acabar com a condução é fácil, agora os próximos a serem conduzidos eram os do PSDB, então agora é fácil falar que é inconstitucional, né não?

  16. O problema é que neste país quem faz as merdas detêm o poder e se auto-anistiam quando não se sustentam, em algum momento da nossa história o povo terá que tomar o poder em suas mãos e julgar estes usurpadores. No momento que vivemos a justiça, DF, MP´s, e alguns membros no STF, julgam de acordo com suas convicções políticas e conveniências momentâneas e não segundo as leis e a constituição.

  17. Tudo foi possível para os “Agentes dos EUA, da nossa Justiça”, condução coercitiva de LULA, prisão da cunhada de João Vacari,e ainda hoje, LULA se encontra sequestrado, na Polícia Federal de Curitiba, para não participar da campanha eleitoral, mesmo sem prova de crime, tudo conforme o interesse dos justiceiros “Demotucanos” da Lava Jato, conforme seus interesses de destruir a candidatura de LULA para Presidente, e destruir o PT. Esse barco vai virar, e Sérgio Moro tem que ir para a Cadeia. LULA É INOCENTE ! LULA PRESIDENTE, COMA A FÔRÇA DO POVO !

  18. Daqui a dois anos teremos a interpretação definitiva da mais abstrusa e complicada disposição constitucional:
    “Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória.”
    Em trinta anos da Carta Magna, ninguém conseguiu interpretar tão enigmática sentença!
    O descaramento dos golpistas ultrapassou todos os limites do ridículo na corte bananeira.

  19. O processo contra o LULA foi todo ilegal, tudo.
    Se baseado em um processo que todos sabem ser ilegal desde a definição errada do foro até a sentença que mostra a inocência e conclui pela condenação, o judiciário quer punir 50 milhões de brasileiros de votarem em seu candidato, que eles sabem é inocente, teremos o pior dos mundos a condenação do próprio país e destruição cabal da democracia.
    O judiciário fará esta loucura!? Se destruirá?
    Esta é a questão.

  20. O STF, guardião da CF, da Lei e da ordem pública, conseguiu ser contra uma causa pétrea da CF, o ”Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: |__LVII – ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”.
    Também, grave, é o fato desse Estatuto Constitucional acima citado, ser associado em função do assunto, ao Artigo 283 do Código de Processo Penal – Decreto Lei nº 3.689 de 03 de Outubro de 1941, que sobre o mesmo assunto diz: “Art. 283. Ninguém poderá ser preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada da autoridade judiciária competente, em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado ou, no curso da investigação ou do processo, em virtude de prisão temporária ou prisão preventiva. (Redação dada pela Lei nº 12.403, de 2011)”.
    E o nosso pobre povo, massa de manobra do dominador, através da imprensa impatriótica, em seu trabalho interno de desinformar e alienar pessoas, para o bem do império, foram para as ruas, redes sociais, etc, armados até os dentes de ignorância, preconceito e ódio transplantado em cada um, que, na ilusão e falsa indução de que o respeito à CF e à lei, era argumento de petistas para salvar o Ex-Pres. Lula.
    Ledo engano, provado e comprovado agora, os termos constitucionais são para todos os cidadãos. que aprendizado, né?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.