Cristiane sai sem entrar, mas Ministério segue com Jefferson

toin

Cristiane Brasil e Roberto Jefferson jogaram, finalmente, a toalha e desistiram da posse – nomeada ela está, há dois meses – da primeira no Ministério do Trabalho.

Mas não do ministério em si.

Helton Yomura, o interino que vai ser efetivado era Superintendente do órgão no Rio, onde Jefferson mandava e desmandava durante a gestão de Francisco Dornelles, no Governo Fernando Henrique Cardoso e onde voltou a dar as cartas  depois do impeachment.

Pouco mais de um mês antes da indicação de Cristiane Brasil, Yomura foi “elevado” a Secretário Executivo do Ministério para preparar o terreno.

Pois é quem vai ficar com a pasta, agora, até porque o trabalho sujo da demolição da CLT já foi feito.

Perto deste dano aos trabalhadores , as dívidas trabalhistas de Cristiane Brasil são café pequeno.

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

2 respostas

  1. Fora de pauta. Querem “extinguir” o fundo soberano. Leia-se. Querem ROUBAR O FUNDO SOBERANO. E os militares…NADA!!!!

  2. não irá nem se passar dois meses para que o que riem agora chorem para que tivesse sido ela. Pois não deve quebrar a regra eterna do brasilismo: por pior que seja, não faça nada, deixe como é, pois se tentar mudar apenas irá ficar pior

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.