Maia dá troco a Temer: “não se meta na pauta da Câmara”

bochecha

Rodrigo Maia mandou sinais – quase um coice, aliás – a Michel Temer de que não está disposto a ser atropelado como foi na decretação da intervenção federal no Rio de Janeiro.

Diate da pauta “fake” de “15 propostas econômicas” mandada distribuir ontem pelo Palácio do Planalto como “compensação” pelo fim da reforma previdenciária, soltou o verbo no G1:

“Nem conheço as 15 [propostas]. Nem li, nem vou ler”. 

Disse que a “pauta” foi “um abuso” e um “desrespeito ao parlamento, já que os projetos já estão aqui e nós vamos pautar aquilo que nós entendermos como relevante, no nosso tempo”.

Nem mesmo os remendos na Previdência que o governo espalhou na mídia – avisem à Miriam Leitão – vão ser votados, segundo Maia.

O governo não tem voto para votar a reforma da Previdência, não dá para ficar criando espuma com a sociedade num tema tão grave como esse. Ou o governo vai apresentar os votos ou eu não vou ficar discutindo, mesmo que por projeto de lei, algo que eu não sei se o governo tem maioria para votar.

Por quê isso? Tem eleição e Maia não vai dar de barato o tempo de televisão do DEM.

 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

10 respostas

  1. Os golpistas assumiram o poder simplesmente pra sacanear com o povo brasileiro. É um brigando com o outro pra ver quem leva a melhor financeiramente.

  2. É isso Sr Maia a sua postura é de um dos poderes da república e não esqueça do seu Povo carioca, já chega de sofrimento.

  3. A autofagia golpista continua…
    tic tac tic tac
    Temer sem perder o rebolado joga fora o figurino do vampiro neoliberal, condottiere das reformas pro business, e veste a do meganha verde oliva, e o mais incrível é que o Mercado gostou e aprovou (já têm claro que a mãe de todas as batalhas é mesmo a eleição de outubro)
    tic tac tic tac
    Temer vai acabar tirando o lugar do príncipe FHH e vai virando o maior cabo eleitoral do candidato(?) do Golpe.
    tic tac tic tac
    O mercado como sempre tenta (mas não consegue) mostrar tranquilidade e diz que Lula e a “esquerda radical” é carta fora do baralho e que todos os outros candidatos da “direita”, do “centro” e da “esquerda” todos carregam debaixo do braço a “agenda” das reformas pro mercado, um com Paulo Guedes, o outro com Pérsio Arida e a última com os economistas dos bancos (itau?).
    tic tac tic tac
    deixa chegar a próxima pesquisa de intenção de voto e ai vamos ver o histerismo tomar conta de vez do ambiente
    tic tac tic tac
    por enquanto Temer encontrou uma boa maneira de ganhar tempo

  4. BRIGA DE CRIMINOSOS ,NINGUÉM QUER SER PASSADO PRA TRÁS .
    TODO O MUNDO EM BRASILIA CAMINHANDO COM SUAS BUNDAS COLADAS NA PAREDE.
    O GORDO GOLPISTA CHILENO,SABE COM O TRAÍRA QUE ESTÁ LIDANDO.

  5. O kaiser Otto Von Bismarck aplicou um inédito estado de bem estar social na Alemanha, em favor do povo. Não, ele não era socialista, apenas estava em busca de apoio e empatia do povo. Hitler começou num partido de trabalhadores e mais tarde se mostrou um fascista admirador de Mussolini e seus métodos. Maia faz p seu jogo, o golpista faz o seu jogo, inclusive e irresponsavelmente envolvendo o exercito brasileiro. O Meirelles já disse que não tem dinheiro para sustentar o factoide destinado a retirar a bandeira do Bolsonaro. Estes fascistas nunca pensaram no povão. Estão fazendo um jogo para sair todos os dias no JN.

  6. nos cafundós do nordeste tem o que se chama de cachorro brigão com urubu; fica se cagando de medo enquanto os carcarás comem a carne da carniça e depois fica valente para urubu por causa dos ossos. O poder de fato do legislativo é o de mudar a constituição, sendo tudo mais perfumaria, inutilidade que uma assessoria de quinta categoria do presidente pode fazer ainda melhor. Se quiser, de intervenção em intervenção, a fila é grande, nem haverá legislativo e quanto menos eleição

  7. Os projetinhos que o vampirinho do jaburú levou á camara são caricaturais.
    É claro.
    E o Rodrigo M tem que parecer valente para sua clientela curiboca, de quem vai precisar em outubro/18.
    Na camara é faz.de.conta.
    No palácio é fim de feira.
    Já nos morros..
    no fim do dia, reza uma prece, affffe Maria.
    Pelo mundo afora, os golpes dentro de golpes terminam via de regra com mais fechamento e mais despotismo.
    Final de golpe é briga de foice.
    Jogai por nós, Lula.
    PS. Ciro, voce perdeu a antiga lucidez?

  8. Acrise fabricada brasileira, enche os cofres de três intuições poderosas: Bancos, igrejas e maçonaria.
    A América Latina é subjugada e colocada de joelhos pelo Vaticano que anda de mãos dadas com a maçonaria por aqui, e pelos EUA que estão a serviço dos Maçons Judeus Sionistas da grande loja da Inglaterra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.