Defesa de Lula: se vazamento não foi causa do pedido de nulidade não é causa de negá-lo

A defesa do ex-presidente Lula divulgou nota refutando os argumentos da Procuradora Geral da República para negar o pedido de nulidade feito ao Supremo Tribunal Federal, cujo julgamento está, em princípio, marcado para o dia 25. Raquel Dodge diz que as notícias apreentadas pelo The Intercept a  imprensa versam sobre material publicado [que] “ainda não foi apresentado às autoridades públicas para que sua integridade seja aferida”.

É curioso que a denúncia contra Lula tenha sido apresentada – como revelaram os próprios diálogos – com base numa notícia do jornal O Globo, sobre o apartamento no Guarujá, da qual nem sequer existiam mais anotações e e-mails arquivados, exatamente como alegam os procuradores que foram apagados seus arquivos do Telegram.

Os advogados de Lula, Cristiano Zanin e Valeska Martins dizem que o pedido de nulidade foi apresentado muito antes das reportagens do The Intercept e aponta como razões o grampo no escritório de advocacia que defendia o ex-presidente, a “imposição de condução coercitiva e diversas outras medidas excepcionais com o objetivo de rotular Lula como culpado antes do processo”, a interferência extra-legal para impedir o cumprimento dado pelo desembargador Rogério Favreto para soltar Lula e a aceitação por Sérgio Moro do cargo de ministro da Justiça.

A defesa diz que apenas fez a juntada das denuncias do The Intercept por se tratar de  fato público e notório — “e nessa condição independe de qualquer demonstração (CPC, art. 374, I. c.c. CPP, art. 3º) ” — que corroboram a argumentação feita antes de sua divulgação.

“Essa ação constitucional está amparada em graves fatos que antecederam as reportagens do “The Intercept” e que já são mais do que suficientes para evidenciar que o ex-Presidente Lula não teve direito e um julgamento justo, imparcial e independente — o que deve resultar na anulação de todo o processo contra ele instaurado, com o restabelecimento de sua liberdade plena”, dizem os advogados.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

    1. Perguntas básicas ,quase infantis, que denotam o nível de canalhice dessa quadrilha e de sua mídia cúmplice.
      Mas, o que esperar de uma massa que ve um delinquente vestido com uma camiseta em que tem escrito “jesús” (não sou religioso) fazendo arminha e aplaude ,e a massa é de uma festa evangélica !!!!!!
      Lidamos com uma massa burra,não são coitados como muitos progressistas teimam em considera-los,são imbecis mesmo e não tem solução !
      Não conseguir perceber o óbvio, que uma lógica simples aplicada nos mostra,fazer o qué?

  1. Que dizer sobre a IMORALIDADE de uma colaboradora do vampiro golpista????ela parece estar ansiosa por mostrar o que está disposta a fazer caso o DELINQUENTE bolsoasno a escolha.O que não duvidaría ,eles tem o mesmo caráter de nível de esgoto.

  2. Todos nós sabemos que não ´prosperaria toda essa aberração jurídica se não tivesse o conluio com os orãos superiores , a PGR , STF , e a entidades de controle ( CNJ , CNMP ) e outros . . Ela está fazendo o que lhe cabe na trama , além de que tem que agradar o chefe do executivo para ser reconduzida ao cargo . Com a trama em pleno funcionamento as partes vão seguindo o roteiro programada para deixar se extender o máximo possível a prisão de Lula . As coisas já são feitas as claras , como nós eles sabem que Lula é prisioneiro político e assim deve ser mantido .
    Eles só se esquecem de uma coisinha , por mais esquecido e sem memória é o povo , ficou aquele gostinho de quero mais do período da administração petista . E Lula Livre representa este gostinho de quero mais e não menos o que esta acontecendo .

  3. Imagino que Dodge também deve achar que aferir a integridade das mensagens não é prioridade. Nada que não possa ser feito daqui a onze ou doze anos.

  4. Brito, por mais que se evidencie as falcatruas legais executadas pela lava-jato, mais os “agentes da lei” afirmam que está “tudo correto”. Resta-nos irmos às armas, infelizmente.

  5. “ainda não foi apresentado às autoridades públicas para que sua integridade seja aferida”.
    O que o Intercept está publicando nada mais é que a cópia das mensagens, sejam elas hackeadas ou não. Querem tirar a prova basta quebrar o sigilo de comunicação fos envolvidos e recolher cópia do material original.

  6. Ela nem leu, a decisão já está tomada sempre que o Lula for beneficiado.
    A sua interpretação quanto ao objetivo é correta, quer puxar o saco do Bozo para permanecer no governo.
    A Marreca não vale porra nenhuma.

  7. Contra Lula vale tudo, até ticket de pedágio. A favor, não vale nada, nem prova documental.
    O Brasil só vai se livrar dessa quadrilha por via da GUILHOTINA!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *