Deltan e seu chororô: ‘não vão me julgar, mas à Lava Jato’

Em artigo publicado hoje em O Globo (onde mais seria?), o procurador Deltan Dallagnol dá uma de Luís XIV e diz que quem estará sendo julgado na sessão de terça-feira no Conselho Nacional do Ministério Público não é o seu afastamento da Força Tarefa da Lava Jato, mas a própria missão do Ministério Público, a qual se confundiria com seu papel de “astro-rei de Curitiba”.

Nos termos em que parece estar sendo cogitado, o afastamento seria uma punição pelo trabalho contra a corrupção, tornaria letra morta a garantia de inamovibilidade de integrantes do Ministério Público e colocaria em xeque a própria credibilidade e independência da instituição. É justamente para casos como a Operação Lava-Jato que as garantias dos membros do Ministério Público foram estabelecidas na Constituição de 1988.

É uma longa arenga em que Deltan se absolve por seus atos abusivos – “eventuais equívocos da operação não significam que os procuradores praticaram ilícitos, pois é natural a divergência na interpretação de fatos e da lei” – e diz que afastá-lo “significaria permitir que reclamações de cunho eminentemente retaliatório propostas em geral por investigados e seus aliados afastem os promotores naturais de investigações”.

Quer dizer que investigados que tenham sofrido injustiças e abusos não podem reclamar de um promotor? São mesmo os “intocáveis” que se faziam retratar em outdoors adquiridos de forma fraudulenta – o que já se provou, aliás – numa auto promoção doentia que, aliás, rendeu bons milhares de reais ao próprio Deltan?

Nada mais longe de Deltan, a propósito, que a discrição e o silêncio extra-autos recomendado aos procuradores.

De toda a forma, para usar a linguagem dos tribunais, a enxundiosa arenga de Deltan conta mais por ter sido escrita do que pelo que está escrito. É o jus esperniandi, um “latinismo nacional” para quem argumenta por uma causa perdida.

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

21 respostas

  1. Muito esclarecedor ele dizer ´´divergência na interpretação de fatos e da lei” ; Então realmente a lei não é igual e justa para todos ?
    E quem for prejudicado tem que abaixar a cabeça e aceitar tudo bovinamente ?

  2. Deltan sabe muito bem que as funções do Ministério Público não se confundem com seus crimes. Querer impingir aos incautos esta derradeira potoca é não ter grandeza nem no último minuto. Ele está ferrado, como se diz no Rio Grande.

  3. Ainda tenho minhas dúvidas de que Dallagnol vá pagar por seus desmandos, enquanto homem forte da Lava a Jato. Sinto cheiro de marmelada nesse lenga lenga todo. A ver.

  4. Brito, bom dia!

    Você poderia trazer a tona o caso de suspeita sobre o Barroso no caso Banestado. Este foi levantado no site duplo expresso, em meio a sua egotrip ele citou algo relevante em discussão com Cristiano Zanin e Rogério Carvalho. Sua suspeita é que Barroso esta sendo chantageado.

    Já está na minutagem, só clicar:
    https://youtu.be/132gmyHFPmI?t=8255

  5. CRIMES e faltas foram fartamente praticados e apontados, denunciados e PROVADOS ..aqui não há espaço pra tergiversação ou “convicção”.
    Pra mim DD é um CRIMINOSO, e como MORO, devem ser EXEMPLARMENTE punidos a afastados da vida pública do país, a bem do que nos resta de dignidade enquanto Nação (já que seus crimes feriram até a SEGURANÇA e interesses nacionais) ..uma vergonha ainda estarem livres, isso sim

    1. Mais grave ainda é que usaram o poder que o Estado lhes conferiu para formação de Organização Criminosa e para cometer os mais variados tipos de crime inclusive contra o próprio Estado visando destruí-lo.

  6. Esses caipiras da roça eletrificada não seriam ninguém sem o auxílio da mídia “porcorativa” suja e sabuja de interesses contra o povo brasileiro. Ficaram deslumbrados com a fama. A queda é proporcional à altura a que foram artificialmente elevados. Meros servidores, ainda que da cúpula e muitíssimo bem pagos pro trabalho (sujo) que executam, são apenas burocratas engravatados que deveriam ser discretos, mas resolveram ser pop star de uma campanha odienta. Dinheirol, seu lixo, volta pra tua insignificância, não vês que já foste usado e pra nada mais serve pras elites que te bajularam.

  7. A constituição de 1988 oferece muitas garantias aos brasileiros, inclusive e presunção da inocência, cumprimento de pena condenatóra com trânsito julgado, entre muitas outras garantias, e sempre violadas por esses agentes da CIA.

    Mas.., os agentes da CIA são assim mesmo: ARROGANTES… É parte do treinamento da CIA. Está no manual de treinamento da CIA.

    Pagarão, um dia, por alta TRAIÇÃO à nação brasileira.

  8. Pra crimes de lesa-pátria cometidos por DD e seus ex-intocáveis de Curitiba, não existe perdão, mas justiça.

  9. Estão querendo tirar o ” pirulito ” dele . Mas a ” ” , mamãe ” Fachin não vai deixar , se não ele entrega a “mamãe ” pro ” papai ” PGR .

  10. Este é só mais um dos tantos sujeitos desprezíveis, para ser ameno na qualificação, que galgaram o poder neste triste Brasil. Brasil cujo povo, em sua grande maioria, foi mais uma vez engabelado e passou a acreditar que a corrupção estava com os dias contados se deixasse tudo a cargo dos Dallagnoís, dos Moros, etc

    Ora, ora, uma vez mais deixaram de observar o alerta do grande Leonel Brizola: “Se a Globo for a favor, somos contra. Se for contra, somos a favor”.

    Se a Globo e os órgãos da mídia hegemônica como um todo – antros de corrupção já de há muito tempo – se dedicaram a fazer propaganda aberta e efusiva da Lava Jato, de Moro e dos procuradores, uma cambada de safados, cabia ao povo desconfiar, no mínimo, de que boa coisa não havia por detrás.

    Mas, não. Como de tantas outras vezes, caíram como patinhos nas mentiras propagadas pela avassaladora propaganda e acabaram apoiando a derrubada de um governo que, se esteve longe de ser perfeito, o do PT, estava sendo bem melhor, ou muito menos ruim, como queiram, que os anteriores, de Sarney, Collor, FHC.

    E agora estamos aí, diante do desmantelamento e da destruição do nosso país, que está para ser jogado no Quarto Mundo sem que vejamos formas, pelo menos por ora, de evitar que essa tragédia se concretize.

  11. Os cafajestes e canalhas sempre usam esse argumento em que as pessoas são boas e tentam fazer a coisa certa e quando falham, falham porque são boas demais e que não são reconhecidos por fazerem as coisas boas.
    O restante são somente julgamentos morais e o DD é especialista em fazer julgamentos morais Aleluia irmão.
    De resto, DD é simplesmente um mequetrefe bobinho de tudo, daqueles que não deve ainda ter perdido o prepúcio cognitivo.
    Eu gostaria muito de saber quem REALMENTE ESTÁ POR TRÁS DISSO TUDO , arranjadinho e encaixadinho mais que lego.
    DD agora vai virar, merecidamente, carne fresca para os abutres de sempre.

  12. Realmente não é ele o julgado, mas a Lava-Jato como um todo, incluindo aí MPF, PGR, STF e Juizes e desembargadores do TRF. Uma quadrilha que agiu ativamente na tentativa de destruir a independência do Brasil, suas indústrias, o PT e o ex presidente Lula. Junte-se a eles a mídia representada pela odiosa figura da rede globo.

  13. Vou repetir, com relação a DD, o comentário que fiz a respeito de Moro: tudo o que de ruim e negativo lhe acontecer será totalmente merecido. Só lamento a não existência de guilhotinas…

  14. Deltan sabe muito bem que as funções do Ministério Público não se confundem com seus crimes. Querer impingir aos incautos esta derradeira potoca é não ter grandeza nem no último minuto. Ele está ferrado, como se diz no Rio Grande.

  15. o sindicato dos servidores do MP, antes conhecido como Conselho, defende e acoita os seus, principalmente se forem estrelas e/ou tiverem trocentos terabytes de informações. A sério, esse elemento já devia estar afastado há muito tempo, a bem do serviço público

  16. Estão querendo tirar o ” pirulito ” dele . Mas a ” ” , mamãe ” Fachin não vai deixar , se não ele entrega a “mamãe ” pro ” papai ” PGR .

  17. “[…] promotores naturais de investigações”

    Naturais??? O que eles tem é jurisprudência absoluta sobre tudo o que se interessam em manipular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *