Desastre eleitoral para Macri: 15% de vantagem para Fernández

Neste minuto, no El Pais, a declaração do ministro do Interior argentino, Rogelio Frigerio, responsável pela divulgação dos resultados eleitorais:

Com 58,7% das mesas eleitorais computadas, os resultados são de 47,01% para a Frente de Todos (Alberto Fernández-Cristina Kirchner) e 32,66% para a Frente Pela Mudança (Maurício Macri)

É muito mais do que previam as pesquisas, inclusive as de boca de urna, e um percentual maior do que os 45% do que seriam necessários para que Fernández e Cristina ganhem no primeiro turno.

Macri reconheceu a derrota.

Que não é derrota, é massacre eleitoral.

PS: Atualização: apuradas 82,81%, das mesas , aumenta a diferença a favor do kirchnerismo: Alberto Fernández: 47,14%. Mauricio Macri: 32,44% Roberto Lavagna; 8,41%

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

20 respostas

  1. Vamos ter que aturar mais um cocô (ou melhor, cagalhão) vindo da boca do Boçal Nato: O perigo da reescalada bolivarianista, etc, etc.

  2. … Intensifica-se a derrocada do ‘presiMENTE’ DIABOzo!
    E capacho do ‘TRUMPaceiro’!

  3. Os argentinos nos dão o consolo que os brasileiros nos negam diante da ditadura de extrema-direita do miliciano. Viva a Argentina, viva a vitória de Cristina e Alberto Fernández!

    1. Bem, os argentinos não sofreram golpe. Sua democracia foi vacinada contra qualquer tipo de ditadura. Lá, eles elegeram o seu próprio Temer para dar uma chance à sua elite de provar suas teses, tão equivocadas quanto as da elite brasileira. Eles nem sequer cogitaram de pensar em eleger algum Bolsonaro, mesmo porque na sua política não existe este tipo de ator. A direita portenha teve sua chance, fez o que bem quis, radicalizou nas idiotices neoliberais, dançou um tango sobre os direitos trabalhistas e quase joga o país no mais profundo abismo. Agora os argentinos podem, também pelo voto, tirar o fanfarrão da elite de sua cadeira, com toda a elegância: “Desculpe, mas para você já terminou.”

  4. Obrigado Argentina
    É o começo da virada
    Que Uruguai e Bolívia nao nos decepcione.
    E trump vai fazer o que? Pintar o rabo de laranja?

  5. Gracias a TODOS !!!

    “”Gracias a la vida que me ha dado tanto
    Me ha dado el sonido y el abecedario
    Con el las palabras que pienso y declaro
    Madre, amigo, hermano y luz alumbrando
    La ruta del alma del que estoy amando

    Gracias a la vida que me ha dado tanto
    Me ha dado la marcha de mis pies cansados
    Con ellos anduve ciudades y charcos
    Playas y desiertos, montañas y llanos
    Y la casa tuya, tu calle y tu patio

    Gracias a la vida que me ha dado tanto
    Me dio el corazón que agita su marco
    Cuando miro el fruto del cerebro humano
    Cuando miro el bueno tan lejos del malo
    Cuando miro el fondo de tus ojos claros…”

    GRACIAS ARGENTINA !!!

  6. os paraguaios e os argentinos estão nos envergonhando.. Incrível a falta de isenção da imprensa argentina. Macri, o mordomo de filme de terror deles, e a bela esposa a todo momento tinham estampadas suas respectivas caras nos dois principais diarios, bem como a tal de Vidal, do partido de Macri e candidata à reeleição como governadora da maior província. Macri, num discurso raivoso e estapafúrdio chegoua reclamar q o diario Pagina 12 e um canal de notícias faziam campanha para Cristina e contra ele. Obviamentee descaradamente ele se ‘esqueceu’ de dizer q TODO o resto é zorronews (fox em espanhol é zorro) do Macri. Os dois principais jornalões não dão espaço para os outros candidatos. O candidato de Cris, caso eleito e não querendo ser amigucho do Bozonildo como começava a ser Macri, poderá conter o ímpeto de crescimento dos nossos walking deads q querem se espalhar pelo continente. Mas depois de eleito e por interesses de governabilidade Alberto tb pode mudar de ideia, esperemos q não

    1. Estou positivando, partindo do entendimento de que você está dizendo que os paraguaios e os argentinos, com sua postura patriótica, estão deixando os brasileiros envergonhados.

  7. Fernando, é fato que a Cristina Kirchner é a mentora desta chapa, mas seria mais adequado chamar esta candidatura de peronista e evitar a categoria kichnerista, porque justamente o acerto da Cristina foi sair da cabeça da chapa e convidar Alberto Fernández, quem atraiu outros peronistas não kichneristas para a campanha unificada. Sérgio Massa poderia ter perto de 15% dos votos se insistisse em sua candidatura, mas cedeu aos apelos de Alberto Fernández para compor uma frente ampla.. No palanque de Alberto Fernández tem gente que não ae bica mas colocou as diferenças de lado por um bem maior. Não é, creio, uma candidatura kichnerista.

  8. ok, Alecs, isto aí, a direita mostrou na Argentina toda sua prepotência e incompetência. Aqui tambem o maior cabo eleitoral da esquerda é esse estranho ser que hoje ocupa a presidência do Brasil. Manterá cá como cá seus 25% de alienados tipo oba-oba.

  9. Ao punir severamente os desgraçados ditadores de outrora, os argentinos nos dão uma lição de amadurecimento de sua democracia. Argentina 10 × 0 Brazil.

  10. Observem que, de manhã repercutiu a fala do mané que o capitão quer enfiar na goela do Brasil como embaixador nos EUA, em que ele – o mané – deixou claro que vai se inspirar nas lições de Frederico II – déspota da Idade Média – para exercer a diplomacia brasileira. Agora a tarde, curiosamente, apareceu a conversa de que a sabatina do moleque poderá ser secreta, se ele quiser.
    ENTAO TÁ!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.