Doria e a lei em causa própria: um ano de segurança privada grátis

causapropria

João Doria deu hoje um imenso tiro no pé.

Até agora podia dizer que sua vida de luxo e riqueza se devia ao seu sucesso profissional, muito embora tenha financiado, com juros subsidiados, o seu jatinho de R$ 44 milhões no BNDES.

O decreto que assinou, segundo a Folha de S. Paulo, concedendo aos ‘ex-prefeitos” de São Paulo, por um ano, os serviços de segurança dos policiais-militares cedidos à municipalidade, para sua segurança e a de sua família, durante um ano depois de deixar o cargo (inclusive para candidatar-se ao Governo do Estado) é de uma estupidez exemplar.

Será que quem tem um avião de R$ 44 milhões não pode, na campanha, pagar um ou dois seguranças?

Mas Doria se concedeu quatro policiais militares e até mais, se o seu sucessor, prestimoso, quiser  providenciar um reforço.

O decreto do prefeito só tem um destinatário: ele próprio, porque todos os demais ex-prefeitos paulistanos já deixaram o cargo há mais de um ano.

É legislar em causa própria na veia.

Acaba de criar o “auxílio-meganha”.

Não é apenas um abusado e imoral no uso do poder público.

É um arrogante, que acha que, em nome do “coxismo” o paulistano engole qualquer coisa.

 

contrib1

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

28 respostas

  1. Esse é mais um bucéfalo,entre tantos,que surgiu do nada pra mostrar que a ignorância parece não ter fim.Lástima!!!!

  2. Vocês podem não acreditar, mas já estão circulando pelo país carros com adesivos onde se lê com todas as letras: “Por um Brasil sem corrupção” e logo abaixo, sem a menor cerimônia, a sigla PSDB. Não é piada, não é brincadeira de mau gosto. É uma escandalosa verdade.

  3. “”” É um arrogante, que acha que, em nome do “coxismo” o paulistano engole qualquer coisa. “””””

    Mas ……

    O paulistano não engole qualquer coisa?????????????

    1. Engole e regozija.
      Tenho uma amiga que é pobre e negra, tivemos uma discussão porque ela falou que amava o Dória.
      Eu perguntei porque se ele era branco de olhos claros vindo da oligarquia e não gosta de pobres.
      Ela respondeu, não posso amar um branco?
      Não entendeu nada, como a maioria dos paulistanos, e se acham letrados.
      Eles tem o que merecem, o ruim é que todos pagam pela ignorância de outros.

  4. Esse Dória é um picareta sem igual. É incrível como o paulistano – a maioria – gosta de gente idiota.

  5. Votem nesse monte de estrume coberto de grife, votem! Só não com pareçam à zona eleitoral com a panela enfiada no rabo.

    1. A suprema degradação de uma Cidade, de um Estado, de uma Nação se mede pelo “sucesso” desses platelmintos.

  6. “acha que, em nome do “coxismo” o paulistano engole qualquer coisa.”
    E está errado, por acaso?

  7. Minha mensagem aos paulistanos eleitores desse sujeito é curta: todo castigo para corno é pouco!

  8. :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra??S??il e postando:
    Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, [consultado em 13-10-2016].)

    Poema acróstico para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos :

    L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor:
    U m homem simples, como as coisas boas da vida,
    Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor,
    Z elando sempre pelo bem da humanidade querida.

    I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
    N ascido do povo que muito o ama e admira,
    Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor,
    C onsciência plena de tudo que no mundo gira,
    I magem perfeita do homem de si senhor,
    O humano defensor de humana lira.

    L uz de nossa gente, lutador incansável,
    U m verdadeiro herói do povo brasileiro,
    L úcido e consciente do mais admirável
    A mor pelo ser humano e verdadeiro.

    D igno e sincero, fraterno e muito humano,
    A migo do povo, honesto e sempre lhano.

    S eja o meu/nosso canto para te louvar,
    I sso que a voz do povo já disse várias vezes:
    L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar,
    V itória da melhor sorte no número treze,
    A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.
    ::
    Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( poeta anarcoexistencialista )
    .:.
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?

    ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

  9. O prefake Dória, um playboy mimado e ladrão, foi eleito prefeito no auge do movimento em que os manifestoches seguiam cegamente aos chamamentos da criminosa famiglia Marinho. Nessa época os manifestoches era composto por integrantes da classe mérdia e muitos pobres da periferia que foram levados no papo da classe mérdia. Espero que muitos desses pobres tenham recobrado a sua lucidez, não espero isto da classe mérdia (que nunca teve lucidez), dessa forma o prefake Dória, se candidato, não terá nem vinte por cento dos votos que teve quando eleito prefeito.

  10. Fernando, o paulistano realmente engole qualquer coisa. Aguarde as eleições para governador.

  11. Ele está certo :o paulista/paulistano, em nome da coxice e da burrice , engole qualquer coisa, vide alckmim e doria vencerem no 1* turno.
    Que aguentem tanta fanfarronice e hipocrisia!

  12. Ah.mas ele abriu mão do salarinho de prefeito não foi? Então….
    Não sei quem é mais fdp. Ele, ou os que o elegeram.

  13. É que ele tem medo de sair sozinho, pois sabe que se sair fica ruim para o lado dele, como de tantos outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.