‘Estamos em guerra’ de Piñera atiça reação dos chilenos. Veja

Muitas praças do Chile estão assim, como a Itália, no centro de Santiago.

Multidões cada vez maiores se forma e há uma forte reação contra a ação brutal dos carabineros, a PM chilena, e aos militares do Exército postos a patrulhar as ruas, antecipando mais uma noite de toque de recolher imposta ao país, agora em mais cidades ainda.

Parece que há uma reação nacional contra o que o Chile não vê desde o fim da ditadura de Augusto Pinochet.

Acusa-se, por toda parte, o governo e a mídia de estarem amplificando as imagens de depredação como forma de desmoralizar o movimento de protesto.

É claro que tudo é confuso, por ser um levante, ao que se sabe, sem lideranças políticas aparentes.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. Esse bosta ja nao fez um bom governo de primeira e agora…
    Comparar com Bachelet? Sem comentarios. Esse cara vai enterrar a direita por 20 anos no Chile

    1. Tal qual aqui nestas paragens. O daqui está numa pressa para queimar essa arquidireita senil e o seu próprio deslegado político.
      Politíco? E miliciano é político?

  2. Adivinha se para os chilenos e chilenas futebol e novelas tem mais importância do que uma boa conversa de análise política nacional e internacional. Povo com cultura é outra coisa……..

    1. Falou tudo. Aqui na Bananolandia só o que interessa é futebol, novela e os 500 pilas “que o Bolsonaro deu”. Triste país….

  3. Primeiro os Argentinos nas prévias, depois os Equatorianos, agora os Chilenos…..
    Será que o Brasil vai seguir os nossos irmãos da América do Sul?

    1. Os brasileiros estão esperando por nós, da Esquerda. Desta vez, não, coxilhal de traidores!
      Quero ver a Direita com os dentes “arreganhados”, na lona! E esse dia está perto!

  4. Impressiona como a insatisfação estava represada. Liberalismo é isso, é bom só para quem é rico.

  5. Piñera, o ventriloco do bozo em fóruns internacionais, disse que seu governpo está em guerra contra um inimigo poderoso. Sim, o inimigo poderoso contra quem o neoliberalismo está em guerra é o povo.

  6. “Estamos em guerra contra um inimigo poderoso”. Pela primeira vez um presidente neoliberal reconhece que o povo é poderoso.

  7. Todo governo tirano usa seus cães e da força para permanecer no poder, só que caem quando o povo vai pras ruas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.