Estimativa do Bradesco antecipa nova redução no PIB esperado

O Bradesco anunciou que revisou para baixo, de novo, suas projeções sobre o desempenho da economia brasileira.

Em maio, rebaixou de 1,9% a estimativa de crescimento do PIB, para 1,1%. Agora, a reduziu para 0,8%, mesma taxa que é sugerida pela Consultoria Tendências, do ex-ministro Maílson da Nóbrega.

É certeza, pois, que o Boletim Focus que o Banco Central divulgará na segunda-feira deve trazer a 15ª queda consecutiva na previsão do mercado sobre a atividade econômica brasileira.

Enquanto isso, Guedes e Bolsonaro fantasiam a moeda única com a Argentina.

Quando a realidade não tem jeito, a fantasia sempre é uma tentação.

Embora, como diz o poetya, não seja uma solução.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email