EUA dão ultimato à Venezuela pelo Twitter

John Bolton, assessor de Segurança Nacional do governo Donald Trump, num gesto de extrema arrogância, fez um ultimato, pelas redes sociais, às autoridades venezuelanas.

O Ministro da Defesa, Vladimir Padrino, o presidente da Suprema Corte,  Maikel Moreno e ao comandante da Guarda Presidencial, Iván Hernández  foram instados a que retirem do poder Nicolás Maduro em troca de uma anistia e a serem, por sua vez,  retirados da lista de sanções norte-americanas.

“Seu tempo acabou”, disse, dirigindo-se aos três pelo Twitter. “Esta é a sua última chance. Aceitem a anistia do presidente interino, Juan Guaidó, e protejam a Constituição. Retirem Maduro, e nós os retiraremos da nossa lista de sanções. Fiquem com Maduro e e vão afundar com o navio”.

É evidente que, desta forma, nenhum dos três vai atendê-lo.

Pode ser, até, que a situação de Maduro tenha ficado insustentável a médio prazo, mas não há possibilidade de que as forças armadas entreguem o poder a Guaidó depois do “putsch” de hoje.

Muito ao contrário. Além dos 25 militares – nenhum de alta patente – que pediram asilo à Embaixada do Brasil, o líder oposicionista Leopoldo López, que foi libertado esta madrugada da prisão domiciliar que cumpria, entrou, há poucos minutos, na Embaixada do Chile.

Quem está prestes a derrubar um governo não procura asilo em embaixada.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

45 respostas

  1. Bota arrogância nisto! Que linguagem mais imprópria existe pior do que esta para um país falar com outro. Não há o mínimo respeito. Os americanos são caipiras ricos. E eles estão precisando de petróleo pertinho de casa…

  2. Esse bigodinho do século XIX do Bolton, sei não…

    Acho que ele deve ir secretamente nas madrugadas se encontrar com Olavo de Carvalho, em Richmond, para discutir coisas estratégicas como “mamadeira de piroca”.

  3. Russia e China precisam dar a resposta a Bolton . O mundo não está mais monopolizado , agora é oligopólio . Aqui na região o Brasil já é deles , vamos dividir .

    1. A arrogância esse sujeitinho é asquerosa. Os EUA nos carregaram junto para o fundo do poço dessa camarilha do Trump…com o Bozo de mascote latino na coleira.

    2. China e Rússia não precisam dar resposta a Bolton ou aos EUA. Eles se arrebentam sozinhos. São pessoas ridículas que não precisam de ninguém para por neles o nariz de palhaço. Eles mesmo fazem isso.

  4. Regra de 3: Os EUA estão para o século 21 assim como a Alemanha estava para a Europa nos anos 30; o brazil está para os EUA assim como a República de Vichy estava para a Alemanha na segunda guerra mundial.

  5. Como diria o Garrincha: “Já combinaram com os russos?”. Hoje teríamos que perguntar se o Tio Sam aloprado já combinou com os russos e com os chineses? Lá também tem bomba. E aos montes!

    1. A maior ditadura da história da humanidade ,nada será possível enquanto os povos não tomarem ciência disso.

      1. Roma era assim também. Demorou, mas caiu. Não tem nada nesse mundo que permaneça para sempre. Vai para o saco por um motivo ou outro.

  6. As patas fedorentas dos obesos porcos americanos,não serão colocadas em solo venezuelano.
    O lado bom da humanidade ganhou uma batalha,mas,a luta continúa,sempre será assim enquanto um único porco imperialista ainda estiver vivo.

  7. Ser idiota, não é monopólio do Brasil.
    Força Maduro. Mete bronca nesses traidores.
    Guaidó e Bolso na cadeia já.

    1. Maduro insustentável à médio prazo? Que porra é essa? É um governo de um só, de um ditador, Brito? É revolução bolivariana de um só? Ou é uma revolução social com apoio de grande parte da população, da intelectualidade e das Forças Armadas? E China e Rússia nesse processo? Não compre o discurso da direita internacional.

      1. E por que você acha que Maduro resiste? Porque a população pode não apoiar 100% de suas políticas mas apoia menos ainda uma rendição aos EUA. Até mesmo uma tentativa de golpe fajuta como essa de hoje, por exemplo, sairia vencedora se houvesse uma grande maioria da população pronta a lutar para escorraçar Maduro. Nesse caso o alto comando militar seria obrigado a capitular diante de uma ação desse naipe. Ainda mais tendo todo o apoio e ameaças dos EUA para derrubarem Maduro. Não, meu caro, não é uma ditadura de um só. Venezuela é assunto muito mais complexo do que isso.

        1. O governo da Venezuela é o governo democrático, eleito por um povo que não acredita mais nas mentiras da imprensa empresarial de sua elite, porque tem para se informar grandes meios de comunicação que rivalizam com ampla vantagem com aqueles meios claramente mentirosos. Estes meios, estruturados pelo presidente Chávez, são um fator de defesa popular ainda mais poderoso que os caças e os mísseis antiaéreos que a Rússia instalou por lá.

        2. Foi o que falei , nao se pode usar o jargao do ditador solitário para um homem eleito e com apoio popular . Pobre é esse discurso de retirar uma peça e tudo volta ao normal . A estratégia da imprensa mundial é fazer com que todas as forças se voltem para uma figura maior, o ditador , quando se trata, na verdade, de uma revolução social em marcha. Vc pode derrubar o líder , mas nao cai um regime. O regime cai por si só ou /e é derrubado como um todo.

  8. A Venezuela deveria prender e julgar esse pilantra Guaido, o boneco amestrado dos EUA. Como foi traição nacional e tentativa de insurreição armada (além das dezenas e dezenas de mortes que ele ajudou a causar ao povo venezuelano) esse traíra deveria ser condenado ao paredón. Mas, a esta altura o rato do Guaido deve ter se escondido dentro de alguma embaixada de país que se alia incondicionalmente aos imperialistas estadunidenses.

  9. Esse bigodinho do século XIX do Bolton, sei não…

    Acho que ele deve ir secretamente nas madrugadas se encontrar com Olavo de Carvalho, em Richmond, para discutir coisas estratégicas como “mamadeira de piroca”.

  10. Esse FDP arrogante acredita que as forças armadas venezuelanas são como as brasileiras que são golpistas, ante povo,entreguistas e que gostam de ser capachos dos militares norte americanos.

  11. esse um acha que está falando com capachos, como os militares brasileiros.

    estão enganados, parece que os militares venezuelanos não estão ávidos de se entregar de corpo e alma para o tio sam

  12. É como quem diz: “Façam como Sérgio Moro e a turma da Lava Jato, traiam seu país!”

  13. EUA: queremos seu petróleo e seu ouro. Entreguem seu presidente e deixaremos vocês viverem com migalhas. China & Russia, hora de agir!

  14. Esse Bolton é uma espécie de Ernesto Araújo com algum estudo, mas a sua nota desaforada para um país independente, merece uma resposta que certamente o Maduro não dará ,pois é um cara educado, mas nós podemos fazer por ele:
    MR. BOLTON ,FUCK YOU AND YOUR BUNCH OF SCHMUCKS.

  15. As Forças Armadas venezuelanas, verdadeiramente democratas, botaram os ridículos golpistas pra correr. Lopez já está na embaixada do Chile, os poucos soldados dissidentes pediram asilo ao palhaço que nos governa e Guaidó, com um tapa de luva de pelica na cara do Bozo, preferiu pedir asilo à França…hahahahaha É nisso que dá apoiar golpe vagabundo por ordem do presidente vagabundo dos EUA: não só o Bozo ficou a ver navios como nem o Guaidó quis vir pra perto dele! bem feito aos golpistas de lá e de cá!

    1. A intentona do Guaidó foi classificada por comentaristas imparciais como insignificante e até ridícula. Apesar disso, a volume de expectativas em torno deste golpinho eram enormes. Os Três Guerreiros (Mike Pompeo, John Bolton e Eliot Abrams) estavam certos de que a estas horas Maduro já estaria em Cuba, lambendo as feridas. A Globo, ainda hoje queria dar a entender que trinta soldados rasos e um capitão eram “grande parte das forças armadas”. A Globo, que mandou repórter para a fronteira Brasil/Venezuela, chegou a anunciar que o movimento na fronteira foi muito maior que o habitual, já que por dia passam no sentido do Brasil cerca de 200 pessoas, e ontem oitocentas pessoas haviam passado. A Globo não levou em conta que em véspera de feriado o movimento aumenta muito. O fato é que, se perguntassem aos que cruzavam a fronteira sobre os acontecimentos de Caracas, eles nem sequer saberiam do que se tratava. O Pompeo, ex-chefe da CIA e hoje Secretário de Estado, ficou tão decepcionado que espalhou esta história furada de que o Maduro “já havia entregado os pontos” e estava pronto para fugir, tentando dar a entender que o golpe quase deu certo. Ninguém acreditou nessa história, que deve ter sido inventada para minimizar o fracasso retumbante da guaidozada. John Bolton, depois do fracasso, vem agora dar ultimatos aos militares venezuelanos, para que eles mesmos deponham o presidente e se passem para o lado do caricato Guaidó, “para não afundarem com o Maduro” . Mas a situação hoje é muito, muito diferente daquela em que ele mesmo deu o ultimato a Sadam Hussein, para que entregasse as “armas de destruição em massa” que ele sabia que não existiam: “Se Sadam Hussein não cooperar, deixaremos claro que esta é a última chance para ele.” O New York Times chegou a dizer de Bolton que “o bom é que ele diz o que pensa. O ruim é o que ele pensa”. Pompeo, por sua vez, foi denunciado como defensor da tortura e da discriminação contra muçulmanos e homossexuais pela ONG Human Rights Watch, que pediu ao Senado que rejeitasse sua indicação ao Departamento de Estado. Quanto a Eliot Abrams, é criminoso condenado por ocultar do Congresso atividades de vendas de armas ao Irã para depois financiar secretamente os grupos dos Contras na Nicarágua, um dos mais cruéis grupos de extermínio que o mundo já viu. Se Trump se acompanha com tais pessoas, guerreiros de outras eras, é porque ele realmente quer guerra. Bolton é conhecido por pregar a guerra imediata contra o Irã, e talvez as guerras trumpianas comecem por lá. Isso certamente vai servir para que Trump veja que o mundo mudou e que com guerra ele não vai mais resolver nada.

  16. Já dizia o orador Péricles lá na arrogante Atenas( na antiga Grécia ) ” não há felicidade sem liberdade e o fundamento da liberdade é a coragem”. Sabemos das dificuldades que está passando o povo da Venezuela devido às sanções dos imperialistas americanos e seus sicários da américa latina e de outros paises. Mesmo assim, eles preferem o sacrifício,mas livres das imposições e do jugo americano a fim de que a sua liberdade seja mantida. O capitalismo está na sua hora de estertores e o neo liberalismo está dando os últimos suspiros. A Venezuela não aceita a coleira que o nosso pais tranquilamente estendeu o pescoço.
    Onde está a bravura daqueles brasileiros que juraram defender a nossa soberania e as nossas riquezas ? aqui foi e está sendo entregue tudo que os nossos antepassados e nós construimos.. Tem até autoridade falando que aqui tem mulheres à vontade para saciar o desejo sexual dos gringos.
    Até quando assistiremos passivamente essa ignomínia e covardia.
    Uma nação de covardes jamais será uma grande nação.

  17. E detalhe: segundo informado pela Reuters, já existe um plano em ação por parte da empresa de “segurança” (mercenários), BlackWater, para enviar uma força militar privada para a Venezuela, que iria auxiliar na derrubada de Maduro.

  18. Cuba se mantém até hoje, contra tudo e todos, porque Fidel pegou os quintas colunas traidores e os eliminou. Se os deixassem vivos, não teria triunfado frente ao imperialismo ianque. E educou o povo , que educado, tem consciência política e não fica marionete nem zumbi. O que Chaves fez também na Venezuela; por isso que mesmo estando passando por tantas privações, o povo Venezuelano ainda permanece ao lado de Maduro.

  19. Pelo que me consta George W Bush não perdeu tempo mandando ameaças pelo Twiter quando quis invadir o Iraque….Nem Trump, tuiteiro contumaz, perdeu tempo para interferir na Síria….Agora manda subordinados fazerem ameaça via internet???? Em fim de mandato louco para fechar um acordo com a China, vendo os acordos China/Russia, a ULTIMA COISA que Trump vai fazer é mandar tropas pra Venezuela…. Juan Guaidó morreu na praia….E o governo brasileiro deu mais uma bola fora.

  20. Maldito império americano, sem os EUA o mundo seria melhor. Bando de caipiras aloprados, se a Venezuela tivesse armas nucleares nem perto da fronteira os caipiras chegavam.
    Cultivam pro mundo a mentira de que venceram o nazismo na segunda guerra, sem a Rússia a turminha do Hitler teria ganho.
    Americano só se mete com quem é muito mais fraco que eles. E olha que tiveram que sair correndo do Vietnã.

  21. Continuo achando que se acontecer alguma reviravolta drástica no Brasil virá de fora, não de seu povo, ou do centro com Lula, pt, ou da esquerda (onde está a esquerda?). Este caldeirão fervente que é a Venezuela pode ser o estopim de grandes mudanças por aqui, principalmente se China e Rússia intervirem como o prometido. Por isso apoio estrategicamente a intervenção maluca, delirante e solitária do bozo, declarando unilateralmente guerra à Venezuela. As FA vão apanhar mais que cachorro surpreendido na horta e ficarão ainda mais desmoralizadas, se é que isso é possível.

  22. A arrogância, a prepotência desses valentões e ladrões de petróleo é só contra os pobres. Ameaçaram de sanções contra Cuba por apoiar a Venezuela, mas, como todo covarde, não dão um pio contra China e Rússia.

  23. Brito, como é que um país manda um outro tomar no… fiofó, em linguagem diplomática, para não ferir ouvidos mais sensíveis e castos? A Venezuela poderia iniciar essa fase da diplomacia internacional, mandando – diplomaticamente, repito – o governo Trump tomar no… monossílabo. Que tal?

  24. Como foi dito no twitter: o golpe começou de manhã e foi derrotado antes do meio-dia.
    Mais uma derrota do imperialismo na Venezuela. Tentaram uma “invasão” mas foi um fiasco monumental. Depois tentaram sabotar a rede elétrica, mas o povo venezuelano percebeu o truque. Agora tentaram um mini-motim, e o fiasco foi ainda maior.

  25. Dá para perceber que esta turminha que asilaram ou pediram asilo nas embaixadas querem é se dar bem . Viver a tripa fora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.