A filha de Jefferson, a moral e o direito

crusaecbon

A segunda decisão do TRF impedindo a posse de Cristiane Brasil  no Ministério do Trabalho, depois que Cármem Lúcia mandou dizer a Michel Temer que não liberaria a assunção da filha de Roberto Jefferson  no cargo, é uma decisão definitiva.

Tudo o que ainda ocorrer é pantomima, como faz o Jefferson “2.0”,  Carlos Marun, ao dizer que o governo irá “ao STJ ou STF” para tentar empossá-la.

Natural, Temer precisa fazer de tudo para tentar acalmar o furioso “Bob Jeff”.

Há, porém, uma outra questão, que o horror à escolha da ex-futura-ministra encobre.

Como dizem os advogados, tratemos de uma preliminar: Roberto Jefferson e sua filha são uma abjeção e seu controle sobre o Ministério do Trabalho é repugnante a qualquer um que compreenda o órgão como um instrumento dos direitos dos trabalhadores.

Mas este é um julgamento político e moral. O meu.

Do ponto de vista jurídico, porém, aquela senhora está em pleno gozo de seus direitos civis, pode votar e ser votada.

O seu  impedimento é de natureza moral.

E o Brasil se torna, cada vez mais, um país onde se julga de acordo com uma ordem moral e não pela ordem legal.

Julgamento moral é prerrogativa da população, não de juízes.

Ao se apossarem dele, servindo-se de casos em que a abjeção “legitima” a sua usurpação de poder, habilitam-se para outros esbulhos .

 
 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

16 respostas

  1. É mais um caso típico da Ditadura do Judiciário que estamos vivenciando. Como se o Judiciário pudesse traçar limites morais para o andamento do golpe que é seu também. Talvez esta proibição seja para reafirmar o poder de extrapolar, como foi feito com a posse de Lula na casa civil de Dilma. Como se já não houvessem quebrado a regra permitindo a posse do notório denunciado por corrupção Moreira Franco. Entretanto, condenar Lula sem qualquer prova ou base jurídica para tal, e manter sob proteção gente como Aécio Neves e José Serra, além de avalizar um governo de bandidos, são atos que desmoralizam TODO o Judiciário e que tornam seus arroubos moralistas contraditórios e ridículos.

    1. Não adianta Cristiane e seu papai devem ser empossados no cargo para q fique bem claro q o judiciariop tornou o Brasil um esgoto a céu aberto. O judiciário tenta em vão se desvincular da latrina q ajudou a criar. Não adianta. A história será dura e condenará os golpistas sem direito a recurso. Carmencita, gilmar, moro e demais golpistas não escapação do julgamento da historia q será uma juiza dura e implacável. Quem viver, verá.

  2. Bob Jeff é malvisto no consórcio golpista, senão como explicar a posso do Gato Angorá, liberado pelo STF ?
    Vamos ver agora se ele vai defender a ” honra ” da famiglia ou botar o rabo entre as pernas …
    Nada como um dia após outro…

  3. Eu sou leiga no assunto, mas, enquanto servidor público, eu tenho que atende alguns princípios constitucionais e entre eles está o princípio da moralidade, no famoso conjunto do “LIMPE”

    “O LIMPE é uma combinação interessante de letras, formada por alguns princípios encontrados na Constituição Federal da República Federativa do Brasil. São eles, respectivamente, os princípios:
    Legalidade
    Impessoalidade
    Moralidade
    Publicidade
    Eficiência”
    http://principios-constitucionais.info/direito-administrativo/principios-da-administracao-publica.html

  4. Enfim, uma certa luz. Qualquer pessoa pode ser processada e quase todo empregador já sofreu ação trabalhista neste país. O problema da Cristiane é o rancor dos petistas (e ainda há muitos deles infiltrados em altos escalões) contra o seu pai. E claro que não há como defender o que estão fazendo com ela e no instante seguinte querer subverter totalmente as leis do país para permitir que notórios criminosos possam se candidatar. Mas é óbvio que isso passa longe das preocupações do petista típico, um cara que pede para o governo se endividar e berra contra os juros que ele paga, que se diz democrata mas apoia ferrenhamente as piores ditaduras. E por aí afora.

    1. Tua opinião, seja qual for sobre qualquer assunto, vale menos que um penico cheio por aqui. Você insiste em manifestá-la só para encher o saco.

    2. Arnestinha Pederasta

      Sua opinião e uma gata cagando são a mesma coisa.
      Ninguém quer saber da tua opinião, vadia.
      Cadelinha.
      VAGABUNDA !

  5. O nojento agora quer dizer q a globo e folha, golpistas, são petistas. Larga o computador do patrão e vai trabalhar, arnesto

  6. Cristiane Brasil não poderia estar melhor retratada que nessa foto entre seu pai Roberto Jefferson e Aécio. Moralmente, não poderia estar em melhor lugar.

  7. … E falando ainda da “amoral do Direito”!
    Ou do “Direito imoral”!
    O(a) dileto(a) leitor(a) ainda recorda da antológica frase “bandidos de toga” cunhada pela magistrada Eliana Calmon?
    O(a) dileto(a) leitor(a) lembra do ‘cumpadi’ Zucolotto delatado – com provas documentais periciadas – pelo advogado Rodrigo Tacla Durán?
    (…)
    Que vergonha atroz, o golpe vagabundíssimo ‘DESmoroLIZOU’ peremptoriamente a ‘DESmoraLIZADA “Justiça” da imunda, mega corrupta, desumana, xucra e nazigolpista casa grande nativa!
    BOMBA ATÔMICA no CUnha do ‘mor(T)o’!

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    TRF4 cria precedente para mãe de Zucolotto que pode beneficiar Lula
    Por egrégio e intimorato jornalista e escritor Luis Nassif
    11/01/2018 – 07:24

    (…)
    Analise-se o seguinte caso.

    A mãe do primeiro-amigo de Sérgio Moro, Carlos Zucolotto Júnior e Thaís Milena Ribeiro, foi executada pela Secretaria da Receita Federal por dívidas fiscais.
    ?Foi penhorado um imóvel de sua propriedade.
    Logo depois da penhora, a mãe transferiu o imóvel para o filho, às pressas. O registro continuava em nome dela, a propriedade sendo do filho. A Receita entrou com denúncia de fraude fiscal. Com isso, o imóvel ficaria sujeito a um confisco e os Zucolotto incursos em crime fiscal.
    (…)
    Seguem-se inúmeras citações de autores alemães para defender o “bem de família”.

    Encerra a sentença com uma afirmação taxativa:
    “O titular do direito de propriedade é aquele em cujo nome está transcrita a propriedade imobiliária”.
    No mesmo TRF4, tramita a denúncia contra Lula, a respeito do triplex de Guarujá.
    A propriedade está registrada em nome da OAS. Lula insiste que é da OAS. E o TRF4, pela 8ª Câmara insiste que o imóvel é de Lula, em um caso esdrúxulo de lavagem de imóvel – a versão tupiniquim para lavagem de dinheiro.

    Conhece-se a lavagem de dinheiro. Isto é, colocar dinheiro em nome de terceiros. Isso porque o dinheiro é bem fungível. Pôde-se depositar dinheiro em um país e receber em outro. Agora, a OAS dar um apartamento para Lula e ficar com a posse, é demais. Até mesmo para a luxuriante imaginação jurídica do TRF4, é demais! Substituíram a lavagem de dinheiro por lavagem de apartamento.

    Agora, com o precedente aberto para a mãe do primeiro amigo, cria-se uma jurisprudência no âmbito do próprio TRF4, que certamente será seguido em outras ações. Afinal, o TRF4 é um tribunal sério, composto por juízes que se dão o respeito e respeitam a sua profissão.
    Ou não?

    FONTE [LÍMPIDA!]: https://jornalggn.com.br/noticia/trf4-cria-precedente-para-mae-de-zucolotto-que-pode-beneficiar-lula-por-luis-nassif

  8. PARABÉNS PELA COERÊNCIA DO ARTIGO ¨”A filha de Jefferson, a moral e o direito¨.Por mais abjetos que sejam, a venda da Justiça tem que funcionar também para esses seres escatológicos.

  9. Infelizmente o judiciário tem que ditar o andamento do executivo e legislativo….suprindo aquilo que não é conhecido de ofício…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.