Freixo se reúne com Lula: haverá uma esperança para o Rio?

O deputado Marcelo Freixo está reunido, neste momento, com o ex-presidente Lula.

Que, na prática, começa a operar a articulação para as candidaturas municipais de 2020.

Flávio e Eduardo seriam candidatos fortes pelo bolsonarismo mas, até o momento, estão impedidos por uma decisão do TSE – ironicamente tomada em razão da candidatura de um dos filhos de Lula a vereador em São Bernardo do Campo, há mais de dez anos.

Sem eles e com a monumental rejeição de Marcelo Crivella o campo está aberto para Freixo e para o ex-prefeito Eduardo Paes, atualmente no Dem de Rodrigo Maia.

As pesquisas, uma ao gosto de cada um, dão um cenário “embolado”, sem grandes favoritismos e se o bolsonarismo tiver candidato próprio, ainda que um ilustre desconhecido, vai tirar votos do atual prefeito.

Pode-se ter restrições a vacilações pregressas de Freixo – eu as tenho – mas é inegável que é ele quem parte em melhores condições no campo progressista.

O quadro em São Paulo também é confuso com a doença terrível do atual prefeito, Bruno Covas, a estrepitosa figura de Joice Hasselmann – uma pedra no caminho de qualquer aliança com o bolsonarismo e a movimentação de Lula para reaproximar do PT a ex-prefeita Marta Suplicy.

Enquanto a turma fala em radicalização, Lula costura um desempenho da esquerda que, senão vitorioso, marque o terreno da divisão do antibolsonarismo.

Os líderes das pesquisas até agora, Celso Russsomano e José Luiz Datena (que nem confirmou ser candidato) tendem a desinflar. Discretamente, o PT procura conversar com Marcio França, que divide com Marta a terceira posição na maioria das pesquisas, bem à frente de Bruno Covas.

A política vai substituindo a histeria e a esquerda deve estar madura para isso.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

24 respostas

  1. “A política vai substituindo a histeria e a esquerda deve estar madura para isso”
    Confesso que não é fácil digerir certas figuras

  2. tomara que a histeria seja colocada em seu devido lugar: no hospício e possamos ter de volta alguma normalidade institucional e democrática

    1. Os monstrengos jurídicos anti-Lula terminam por cair na cabeça de quem os fez. Até a Constituição pretendem mudar constantemente para atender as vontades ideológicas de um ou outro mandão, contanto que sejam mudanças contra o Lula. Que momento riquíssimo da história estamos a presenciar!

      1. riquíssimo e trágico. A CF? agora é publicada em fascículos semanais e com errata

  3. “Pode-se ter restrições a vacilações pregressas de Freixo – eu as tenho”. Poderia explicar quais as restrições e vacilações pregressas do Freixo. E explicar as suas restrições? Eduardo Paes ou Freixo são o caminho para tirar o Rio das mãos das milícias. Lula já apoio Paes, nunca apoiou Freixo.

      1. Nossa. Que coisa miúda. O Haddad no segundo turno elogiou a lava jato publicamente em uma entrevista na TV. O Lula apoiou Sérgio Cabral, Eduardo Paes, e contra Freixo.

          1. Particularmente sou contra candidato a Presidente disputar a prefeitura no ano seguinte.

  4. Espero que, desta vez, o PT seja maduro e realmente não confie tão cegamente no republicanismo, principalmente em se tratando dos aliados da direita e os paulistas .

  5. Caro Brito, quais são as “restrições a vacilações pregressas de Freixo” que você tem? Poderia compartilhar?

  6. esse é o problema Britto,sua frase
    ” A política vai substituindo a histeria e a esquerda deve estar madura para isso.:” ESSA SUA FRASE,É MAIS DO MESMO,E POR ISSO ESTAMOS NISSO QUE ESTAMOS !!! NÃO TENHO POR CONVICCÇÃO INSPIRAR SOLUÇÕES DIVINAS,MAS,O QUE É NECESSÁRIO PARA QUE DE UMA VEZ POR TODAS ESCAPEMOS DO MESMO DE SEMPRE !!!
    Sempre o mesmo papo, a mesma conversa, em que é que isso deu ??????????????
    DEVEMOS ATENTAR QUE JÁ QUE CHEGAMOS PERTO DO FIM DO POÇO ,PRECISAMOS RENASCER , QUEBRAR COM O ESTABELECIDO,”alianças,conversas,o que é possível, maturidade ,realidade”””””,POXA!!!!!TENHO 62 ANOS ANOS E SEMPRE ESTOU OUVINDO O MESMO,CANSEI,TÔ DE SACO CHEIO !!!!!OS CARAS SEMPRE GANHAM !!!!! PQP !!!!! PQP !!!!! É SÓ ISSO ??????????
    SEMPRE TENTAR E NUNCA CONSEGUIR ?????????????????????????????????????????????????

    1. estou com Brito. esqueceu que conseguimos 4 vezes seguidas e estávamos perto de conseguir a 5ª? O discurso de Lula, na abertura do congresso do PT foi bastante claro sobre a necessidade de se voltar aos trilhos do fazer política. Boulos também falou nisso

      1. Fazer política é substituir a indignação,o chega,o acabou ???? assim continuaremos a mendigar uma chance,ainda que nunca ,nem sequer na ditadura tenhamos caido tão baixo.
        Assim estamos ,e assim continuaremos.

        1. fazer política não substitui indignação. Acho até que a indignação é combustível pra fazer mais política, conversar mais, conhecer mais, argumentar mais. O “chega, acabou” não atinge todo mundo ao mesmo tempo, nem da mesma maneira. O judiciário, por exemplo, parece que ainda tem muito sapo pra engolir, sem reclamar.

  7. É curioso que Fernando Brito não considere as possíveis candidaturas de Marta Rocha (PDT) e Alessandro Molon (PSB).
    Quanto a Marta Suplicy: há dois meses ela foi achincalhada quando participou do evento “Direitos Já” na PUC SP. Para os petistas ela era uma traidora, golpista etc. Há 2 meses ! Agora é uma querida pessoa que tem as portas abertas no PT.

  8. Para que procurar inimigos fora da esquerda se o pt, com o namoro com a Marta, os encontra dentro do partido mesmo? Em tempos de pós verdade, pragmatismo adquire qualquer significado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.