Generais amarram a vaquinha para o ‘centrão’ mamar

 

A capa do Estadão, hoje, é o retrato da politicagem a que se entregaram os generais palacianos que usurpam o comando das Forças Armadas das suas estruturas oficiais.

E não só os generais – ainda da ativa – Luiz Eduardo Ramos e Walter Braga Netto, aos quais cabe tomar conta do balcão onde o governo é entregue aos apetites do Centrão. O nanogeneral Augusto Heleno, por seu turno, cuida das falanges de extrema-direita, os aglomerados de fanáticos em peio aos quais coxeia sua decrepitude.

Na ditadura militar havia a Arena, o partido pró-generais. Agora, há os generais pró-Centrão.

Vão se arrumando mesmo no varejo da Câmara, onde não há, como nas ruas das grandes cidades, restrições ao comércio, que está de portas e de bocas abertas.

Isto, porém, que se apresenta como fortalecimento do governo é, ao contrário, sinal de sua fraqueza.

Os generais palacianos, em nome de exercerem o controle da vaquinha Brasil, a amarram para que os aventureiros a ordenhem em seu benefício.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

12 respostas

  1. Sobre generais que “amarram a vaquinha para o ‘centrão’ mamar” justiça seja feita: muito antes disso, os generais delinquentes amarraram a vaca para eles próprios, bezerrões, e os seus milhares de bezerrinhos – coronéis, capitães, tenentes etc – mamarem. Na verdade, o caso agora é que os bezerros militares delinquentes estão, gulosos e muito contrariados, cedendo um dos peitos da vaca – ou talvez apenas meio peito – para os corruptos do centrão mamarem. Os maiores corruptos mamadores são, hoje, os militares delinquentes.

  2. Diziam ser uma facção de honestos, agora deixam de ser tropa para serem facção. Será que o Clube Militar a aceitará em breve membros das milícias? Porque não? Mudem aí o estatuto pois a postura já mudaram.

  3. Os nanogorilas estão enlameando definitivamente a imagem das Forças Armadas. E a maioria se cala por alguns trocados a mais no contracheque.
    Essa mancha ficará na História.

    1. Que imagem das Forças Armadas? Sempre foram entreguistas e contra o Brasil. Alguém pode citar alguma coisa que fizeram a favor do Brasil?

      1. Evidentemente, imagem se refere à opinião da população, constatada por pesquisas.
        O marketing do patriotismo derrete diante dos olhos do povo.

  4. As gerações atuais que, não conheciam os militares brasileiros, passam agora a ter conhecimento do que são capazes de fazer, do entreguismo que possuem entranhado em suas veias, aos Estados Unidos da América. As gerações nascidas a partir da década de oitenta, finalmente, conhecerão a verdade, não aquela contada por seus avós, saudosos ouvintes das mentiras contadas por nossa mídia monopolista escravagista encabeçada pela Globo, mas sim, a verdadeira, de caráter nefasto e deletério, para o povo brasileiro, proporcionada pelos militares do Brasil. Sempre foi assim, nossos militares sempre voltaram as costa para o povo deste país, não somos vistos como iguais, somos o INIMIGO.

  5. Quem, como eu, chegou a achar que os militares tinham ascendência sobre Bolsonaro deve ter se enganado.
    Vejam que na reunião dos horrores ministeriais enquanto Braga Neto apresentava seu plano Pró- Brasil, o presidente sequer lhe dirigiu o olhar. Bolsonaro em nenhum momento olhou para o general ou para o monitor de TV onde rolava a apresentação. No fim ele fez um sinal com a cabeça em direção ao ministro da Economia e disse: temos que escutar o Paulo Guedes. Este por sua vez reduziu o plano e se auto elogiou como de hábito. Mais tarde o Rogério Marinho voltou ao tema da necessidade de o governo investir e “afastar os dogmas”. De novo Paulo Guedes rebateu, assegurou que já tinha lido 3 livros de qualquer tema que fosse na língua original, ou seja, ele sabe tudo. Quem manda no governo, aparentemente é o Paulo Guedes, o que significa que vamos mesmo para o abismo.

  6. Isso é o que eu chamo de arrastão de milicianos. São os mesmos que limparam os pobres, aposentados, trabalhadores e BPC, na reforma da previdência e destruição da CLT.

  7. Esses generais fascistas estão pedindo ajuda ao centrão para manter a vaca amarrada para eles próprios continuarem mamando. Afinal estes generais fascistas são do partido da boquinha, antes de qualquer coisa.

  8. Aí está a razão pela qual o Estadão se sentiu compelido a atacar o Lula. Foi para equilibrar ideologicamente o ataque ia fazer aos militares bolsonarianos.

  9. “Generais amarram a vaquinha para o ‘centrão’ mamar”! Que manchete sensacional! Vale por uma aula de jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.