Haddad e o jornalismo Chico Xavier

Agora que a Veja está morrendo, preocupa-me que a Folha esteja assumindo o chamado “jornalismo Chico Xavier”, onde o repórter não se limita a escrever sobre fatos revelados por “fontes” – em geral personagens de segundo plano, que querem ficar “amiguinhos” de jornalistas – e passa a psicografar pensamentos dos personagens-vítimas  das histórias a serem contadas.

Nada contra o jornalismo com opinião e até com paixões confessadas – não só o pratico como acho um ato de honestidade com o leitor – mas eu não sou, confesso, capaz de saber o que Aécio Neves anda pensando com seus botões nem o que Alckmin conversa com Dona Lu.

Hoje há uma matéria sobre como Fernando Haddad “abandona perfil de professor e mergulha no PT“.

O que seria “um perfil de professor”? Não-militante? Será que a Folha aderiu ao “Escola Sem Partido”?.

E, logo em seguida, escrutina em detalhes o pensamento íntimo de Lula:

A preferência não era por ele. Nunca foi. Luiz Inácio Lula da Silva queria que Jaques Wagner assumisse seu lugar de candidato do PT ao Planalto quando a Justiça Eleitoral o declarasse inelegível.

Sinceramente, é algo de fazer inveja a diagnóstico de analista.

Alguém imagina que Lula fosse dizer: “ô, companheiro, num quero esse Haddad, não“?

Porque Haddad está sendo citado como o tal “Plano B” de Lula há exato um ano, desde quando a sentença de Sérgio Moro abriu a possibilidade – confirmada – de manobras que impedissem o ex-presidente de ser candidato, como registrava o El País:

Lula tem demonstrado estar pensando no assunto. E, ao que sinaliza, seu favorito é o ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação Fernando Haddad. “O Haddad pode ser uma personalidade importante se ele se dispuser a correr o Brasil. Já falei para o Haddad: você tem que botar o pé na estrada, falar da educação, falar do que você fez na educação”, afirmou Lula, em uma entrevista no dia 20 de julho. A fala do ex-presidente ocorreu poucos dias depois que ele publicou uma foto em sua página oficial no Facebook na qual aparece ao lado de Haddad. O texto que acompanha a imagem recorda do dia em que seu então ministro tomou posse no ministério da Educação. E enaltece seus feitos no cargo.

A reportagem atribui dotes maquiavélicos a Haddad, descrevendo atos e artimanhas que teria feito para envolver o ex-presidente – um ingênuo, como se sabe, não é? – até tomar o lugar do suposto “preferido” Jaques Wagner que, curiosamente, vinha sinalizando há meses ter pretensões eleitorais em seu estado.

(…)criou pontes com dirigentes da base, como o ex-presidente do PT Rui Falcão, o atual tesoureiro Emidio de Souza e o antigo chefe das finanças Márcio Macêdo.

(…)aproximava-se de amigos pessoais de Lula, como Paulo Okamotto, presidente do instituto que leva o nome do petista, e o advogado Sigmaringa Seixas.

O homem é uma víbora!

Quanto a Jaques Wagner, não parece óbvio que, alguém que pretendesse ser “o candidato do Lula” não sairia, é claro, admitindo que o PT poderia indicar “o vice do Ciro”?.

Será que se esquecem de que Lula foi o principal artífice da indicação de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo em 2002?

Haddad precisa ter a capacidade de não escorregar nas cascas de banana de ego que irão lançar à sua frente. Não resisto a usar a forma que Leonel Brizola empregaria: “vão lhe fazer bilu-bilu para ver se ele entrega a rapadura”.

Tem de deixar de lado a vaidade e dizer que “é do Lula”, haja o que houver.

Esta é a razão essencial da escolha de Haddad.

O resto é psicografia.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

38 respostas

  1. o que tem de gente que se diz PTista combatendo Haddad nem dá pra contar
    devem ser leitores da Falha

      1. O objetivo da Folha não é exatamente tentar passar para algum incauto leitor progressista a ideia de que Haddad seria falso, fingido, carreirista e desmedidamente ambicioso, espalhando assim a cizânia no campo progressista, como se ali ela ainda tivesse alguma credibilidade. Este é apenas um alvo secundário.
        O que a Folha está a mirar desesperadamente com suas invencionices de quinta categoria são os muitos e muitos empresários que conheceram de bem perto o Haddad e o admiram e respeitam por seu perfil de homem sério, culto, administrador experimentado e preparadíssimo, qualidades que a Folha enfeixa na classificação simplista de “professor”. Haddad teria deixado de ser “professor”, e portanto não mereceria mais o respeito dos empresários.
        A Folha está tentando extirpar do campo político empresarial qualquer admiração por Haddad, porque considera que a cabeça dos empresários lhe pertence e pertence ao projeto político fracassado de seu partido, o PSDB.
        Mas os empresários não vão cair nessa conversa furada. O Brito foi em cima da ferida quando comparou este tipo de jornalismo com o manjado jornalismo de esgoto da Veja. Até o estilo é escarrado e cuspido o do Eurípedes Alcântara.
        Pobre Folha. Já foi um jornal mais ou menos sério, hoje não passa de uma velha fofoqueira cheia de maldade.

        1. ótimo mesmo. o que vai ter de psicografia, fofoca, intriga, não vai ser brincadeira. os caldeirões devem estar fervendo nos subterrâneos, com vários bruxos e bruxas inventando poções maléficas

  2. Se Lula não quisesse Haddad, o deixaria coordenar o Programa de Governo? Quer algo mais estratégico numa campanha do que a coordenação do Programa? Só quem bate abaixo da linha da cintura para imaginar isso.

  3. Durante o tempo que Dilma esteve na presidência dia sim e noutro também a mídia dizia que eles estavam ‘abalados”. Vai faltar assunto assim lá na pqp.

    1. … O infame canalha do TCU nazigolpista “augusto ‘nARDES’ nos Infernos da Corrupção”!
      Somente este fato já seria suficiente para anular o ‘golpeachment’!
      No entanto, este bandoleiro é mais um criminoso inimputável porquanto enquanto pares nos putrefatos poder ‘judi$$$iário’ &$ ‘miniSTÉRIO’ PRIVADA!…

  4. Sou de S.André onde tivemos o falecido prefeito Celso Daniel do PT. Posso dizer que Haddad muito me lembra o Celso. E se hoje, vivo estivesse, seria, com certeza, o sucessor de Lula. Li na época da sua morte que Lula o tinha como se fosse seu filho. Por isso tenho certeza que o mesmo apreço que Lula tinha por Celso Daniel, também tem por Haddad.

  5. Nem dos esquerdistas da USP este ganha voto, na minha opinião um dos mais “tucanos” dos petistas, hoje atrás do privatarista Pimentel. Sua grande “obra” na política foi a criação das canalhas PPPs, passando gestão pública para o setor financeiro com garantias governamentais de lucro. Talvez o Itaú Unibanco esteja animado com sua candidatura.

  6. O recato, o respeito que tenho por esta página e o s seus leitores e minha própria educação me impedem de dizer com todas as letras (duas) o local obscuro de onde esses jornalistas (????) retiram suas informações. Fui assinante por mais 30 anos daquilo que algum dia foi um jornal mais ou menos. Cancelei a assinatura há alguns anos quando descobri que o preço que pagava para ler Jânio de Freitas, me divertir com as tiras do Laerte e fazer sudoku estava muito alto.

  7. O nome disso, Brito, é desespero da Folha. O Haddad é inteligente, além de muito competente, não caíra na casca de banana da mídia tucana, que já não sabe o que fazer pra desestabilizar o PT. Já estavam preparados para isso.

  8. Se Lula não quisesse Haddad, o deixaria coordenar o Programa de Governo? Quer algo mais estratégico numa campanha do que a coordenação do Programa? Só quem bate abaixo da linha da cintura para imaginar isso.

  9. A zóia já foi…o estadiquinhozinho tá no biquinho…a folhetinhazinha que não se cobre não prá ver…fica aí achando que todo mundo é trouxa, desinformado….

  10. Lula e Haddad!Haddad e Lula!Haddad no governo.Lula no poder!Lula Haddad Manu.o triple de cartas!da.lhes Lula .

    1. Preso
      ou morto
      eu só voto
      no TRIPLEX DE OURO:
      LULA/Haddad/Manuela!
      Viva o [verdadeiro] Brasil!

  11. Não consigo entender a discussão que vc está propondo Fernando Brito. Qual seu problema com Haddad? Fico imaginando porque vc não fez análise/debate Lula, Haddad, Manuela. Achei genial as inserções com Lula. Os comentários sobre as posições no debate da Band. Demarcou um outro campo. O campo contra o golpe ou contra os 50 tons de Temer conforme Boulos. Acho até que quem concebeu o programa nem previu um resultado tão bom.

  12. Falando em comediantes de togas imundas &$ nazigolpistas e na velha mídia eternamente criminosa…
    Com “ocês”, mais uma palhaçada da TV BANDida!

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    O que não perguntaram à *Bláblárina?
    *”A Fadinha da Floresta do ‘Mineirinho'”
    Ouça um aperitivo do que foi para os assinantes do Conversa Afiada – do genial jornalista e escritor Paulo Henrique Amorim
    publicado 10/08/2018
    https://soundcloud.com/user-552981375-955050382/teaser-o-que-nao-perguntaram-a-blablarina

  13. A Veja está “completamente” morta ,como diria o BolsAnarfa, já a Folha é um zumbi fedorento, que sabe que a direita está pra lá de detonada, ao assumir por meio de um Golpe de Estado o governo do Brasil, e ao contrário de todas as direitas do mundo, faz o papel de algoz do próprio pais e entrega suas riquezas.solo,sub-solo e espaço aéreo.
    No resto do mundo os ultra direitistas são ultra nacionalistas fanáticos,arrumando até guerra com nações alienígenas para preservar ou aumentar sua hegemonia, mas aqui os fascistas doam tudo e ficam de quatro para os estrangeiros.
    O povo brasileiro sabe que se votar neles, o país vai ser arrasado por esses ultra apátridas.

  14. muito bom FB. Haddad em 2018 é Lula. Se quiser ser Haddad, vai virar concorrente de Lula, daí perde feio. Vc matou a charada FB, parabens. FB para ministro da comunicação em 2019!

  15. O Brito tinha que psicografar urgentemente esse post para a turma do DE (mais conhecido como Duplo Estressante) que está construindo um dossiê sobre o “maquiavélico” Haddad e o “inocente” e “manipulável” Lula…
    Muito cansativo tbm o texto do Gustavo “Castanha” (algo assim o sobrenome; um Cirista PDTtista/ver no blog Viomundo) que ataca o Lula e o PT com um ódio e inveja impressionantes. Já não basta a direita neonazista – temos ainda essa “esquerda” ressentida e reativa que não para de chorar…
    SALVE #LULA LIVRE E CANDIDATISSIMO !!! ????????

    1. Hoje, tenho certeza de que Ciro Gomes não pode ser posicionado à esquerda, no nosso espectro político.
      Na verdade, a metamorfose ambulante (“dizer agora o oposto do que disse antes”) já me dava margem a muitas incertezas. Mas uma rápida análise de sua trajetória política (em que se vê na prática onde se situa o político) elimina qualquer dúvida.
      Ciro foi PSDB até 1997, afiliado a uma oligarquia cearense, ligado a Tarso Jereissati e Aécio Neves. Pulou de galho em galho até pousar recentemente no PDT, depois de figurar na sigla de Eduardo Campos. A sua militância antipetista é muito longa e discursos de campanha não constituem parâmetro confiável para se determinar o real posicionamento de um político.
      É certo que Ciro deixou de lado certas ideias daquele nefasto “liberalismo selvagem” que grassou na década de 1990. Seria burro se não o fizesse. E ele é sem dúvida muito inteligente para persistir no erro. Hoje, apresenta novos pensamentos, situando-se em torno do CENTRO com pitadas de liberalismo, em certos aspectos, e de nacionalismo, em outros.
      Mas, político tem que se testar na prática, para ganhar a nossa confiança. E Ciro perdeu uma oportunidade de ouro para se provar na prática com a oferta de Lula. Os reais motivos da recusa ainda não vieram à luz, mas reforçam ainda mais nossa incerteza sobre o candidato.
      Enfim, eu não troco o certo pelo duvidoso. Não abro mão daquele que foi testado e aprovado na defesa dos interesses da classe trabalhadora: LULA LIVRE-Haddad-PT. Voto 13.

  16. O Haddad além de muito inteligentes astuto. Conhece muito bem o presidente Lula. Aliás foi o melhor ministro da educação nos últimos trinta ano. O Haddad é craque. Quem escala o time do PT ainda é o Lula.

  17. :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra??S??il e postando:

    “jornalismo Chico Xavier” é ótima definição, exata, é o que TODA a ditadura midiática que assola o Brasil faz… É uma mídia que se acha com poderes “sobrenaturais”, supostamente divinos, para governar, as ações e até, ou principalmente, o pensamento de brasileiros e brasileiras em todos os setores da lascada vida nacional brasileira. Bom humor corrosivo contra os/as sabujU$$/A$$ sujos/as (com dois c(h)ifrões de SS (=$$) neofA$$cinazi$$ta) da ditadura midiática que ainda (por quanto tempo mais?!!???) assola o pátrio país, Brasil.

    Lula 2018 !!!!! Lula e/ou Haddad e Manuela, o trio do penta ? ? ? ? ? LULA LIV(R)E ! ! ! ! ! ? ? ? ? ?

    .:.
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    * * * * * * * * * * * * *
    * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
    * * * *
    * * * * * * * * * * * * *
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    ???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????? ::
    ???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????? ::

  18. Acho que seria bom senso arrumar outa analogia para comparar este tipo de jornalismo. O respeitável médium Chico Xavier tinha boas fontes e as revelava, não criava hilações como às da Folha.

  19. A Folha quer fazer com Haddad-Lula o que fez por anos a fio com Dilma-Lula: fabricar cizânia através de seu fuxiconalismo. Brinca com a inteligência do leitor ao descartar uma linha de pensamento que é: se Haddad era um candidato forte a “plano B” de Lula, não seria natural Lula aproximá-lo de seu círculo político mais próximo (e não o contrário)? E mais: sendo Haddad o coordenador do programa de Lula, não seria natural se aproximar de dirigentes do PT, como o tesoureiro? Não, para a Folha o que deveria ser natural no mundo do bom senso torna-se um espanto quando os atores são do PT.

  20. Nessa semana, numa reunião no btg pactual, Reinaldo Azevedo perguntou a Haddad se o PT apoiaria o picolé de chuchu num hipotético segundo turno entre picolé e o neofascista pop. Haddad respondeu que o PT não tinha “preconceito” e já apoiou e foi apoiado pelo psdb no passado. Muito petista não apoiou essa aliança e ela não foi necessariamente boa. Agora, hoje, sob um golpe que é também dos tucanos, ela deveria ser proibida!

  21. Haddad tem um derivado árabe-espanhol: Adad. Se refere a uma profissão: ferreiro. A política brasileira é um lixo. Mas há políticos dignos. Haddad é um deles. E foi um excelente prefeito em São Paulo. Muito diferente do esticado boneco de ventríloquo. Grande picareta. Adad, ferra eles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.