Helena Chagas: o Supremo “desamarelou”?

Na mesma linha do que este blog vem frisando, o artigo de Helena Chagas, n’Os Divergentes, vai ao ponto essencial: o vento virou no Supremo tribunal Federal, sempre tão cordato com os abusos de Sergio Moro, Deltan Dallagnol & Companhia. Moro vai sendo deixado só.

Vingança Suprema

Helena Chagas, n’Os Divergentes

Entre junho e agosto, passou-se julho, e o primeiro dia da volta do STF das férias mostrou que as revelações do The Intercept e de outros veículos da imprensa sobre os podres da Lava Jato, somadas ao episódio da prisão dos hackers, tiveram grande impacto nos humores supremos.

A conversa divulgada hoje pela Folha, sobretudo, parece ter provocado grande irritação.

E esse estado de ânimos já começou a se refletir nas decisões da Corte.

Na primeira delas, o ministro Alexandre de Moraes determinou que a Receita Federal suspendesse de imediato investigações que atingiram ministros do Supremo e outras autoridades por “ilegalidades e direcionamento”.

Trata-se do inquérito aberto pelo ministro Dias Toffoli para investigar ameaças contra ministros, incluindo aí ele próprio e Gilmar Mendes.

Foi, acima de tudo, uma reação à conversa veiculada por Intercept e Folha em que o procurador Deltan Dallagnol estimula colegas a investigarem o próprio Tofolli por supostas obras em sua casa.

Em outros trechos, são citados Gilmar e as mulheres dos dois.

Além de Moraes, o próprio Gilmar e o ministro Marco Aurélio chegaram hoje ao STF cuspindo marimbondos contra as evidências de que um procurador de primeira instância tentou investigar um ministro do STF por achar que decisões suas estavam prejudicando a Lava Jato.

Gilmar classificou o episódio como a maior crise vivida pelo aparato judicial desde a ditadura.

No plenário, onde se discutia outro tema, o STF resolveu infligir uma derrota acachapante ao governo: decidiu manter na Funai a atribuição de demarcação de terras indígenas, que Jair Bolsonaro tentou transferir para o Ministério da Agricultura.

Foi a vez de o decano Celso de Mello dar ser recado, apontando “resíduos de indisfarçável autoritarismo” no governo.

Pode não parecer, mas este é o mesmo Supremo que, nos últimos tempos, tantas vezes amarelou diante da Lava Jato, do governo e da suposta pressão da opinião pública.

A última delas, em junho, quando desistiu de conceder um habeas corpus ao ex-presidente Lula diante das primeiras evidência de parcialidade na Lava Jato divulgadas pelo The Intercept.

De lá para cá, a situação mudou bastante, seja pelas novas conversas reveladas, pela prisão do hacker que teria extraído as mensagem do Telegram ou pelas atitudes do ministro da Justiça, Sergio Moro, diante do episódio – quando avisou autoridades e disse que as mensagens deveriam ser destruídas.

No mínimo, ficou claro que as mensagens existem, que tudo indica que a PF tem cópias e que, portanto, são verdadeiras.

A Segunda Turma pode mandar periciá-las e tem, diante de si, um quadro completamente diferente.

A pergunta que não quer calar agora é quando vão soltar Lula

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

34 respostas

  1. Duvido muito que a grande parte dos ministros não soubesse que Dallagnol agiu de forma torpe contra a Corte. O que aconteceu é que o acordo de cavalheiros entre canalhas só funciona enquanto ninguém sabe de sua existência. A partir da divulgação do crime, o canalha-vitima ou canalha-autoridade deve manter as aparências. Azar de Dallagnol, parte mais fraca e destinado a ser boi de piranha. Interessante foi o bloco completo do Jornal Nacional que tratou desse assunto sem nem chegar perto de citar os nomes de Moro, DD ou Lava Jato. Um primor de cinismo calhorda. Essa novela está ficando muito interessante…

    1. DD não esperava por isto. Eu tive um cachorro que me submeteu aos maiores constrangimentos, durante anos, porque se imaginava um cachorro enorme; ele pesava sete quilos e atacava qualquer coisa que imaginasse ser inimigo. Perdi a conta das brigas em que o salvei, tomando mordidas dos colegas e dele mesmo e, graças a isto, ele morreu no início deste ano, de uma cardiopatia, aos onze anos. Tem cachorro que é grande, tem cachorro que jura ser muito grande. DD, mostra a barriguinha pra madame e monta na perna do velho dela. É o que te resta, DDzinho!

    2. O Brasil chegou onde está porque foi com Supremo, com tudo. Em tempo – além do Queiroz – onde está o Jucá?

    1. No dia que o sargento Garcia prender o Zorro. vai precisar de uma cela grande, aí vão soltar o Lula pra liberar essa cela pra ele.
      Inocência…
      Os gringos não tiveram um trabalho do cacete de tirar a Dilma e Prender o Lula pra libertar agora.
      Uma coisa é o STF salvar a própria pele. Outra é soltar o Lula…
      O lula só vai ser solto quando a comida radioativa que ele tá comendo na PF der um câncer terminal nele e vão soltá-lo por razões humanitárias pra morrer em casa.

  2. Não se enganem com essa turma do STF , eles estão se defendendo , essa é a primeira coisa que farão . Se nada disso estivesse ocorrendo estariam todos eles em berço esplendido . E o Lula estaria e está correndo os mesmos riscos que antes , não se deixa a covardia tão rapidamente , além do que o general está na sala do lado .É o corporativismo em ação e o Lula não é juíz.

    1. Perfeita análise. Por ter convivido com essa escumalha, na sala ao lado, por anos, eu endosso. Eles nada fazem, salvo admiráveis exceções, que possam se situar distantes do corporativismo e dessa execrável covardia, que destrói o idealismo dos seus primeiros dias na função, quando existe. São ratos, são seres execráveis. As exceções são algo tão inusitado que se tornam lenda e são citadas por anos a fio.

    2. Só soltarão o Lula quando encontrarem a fórmula de o anularem politicamente. Talvez com a morte.

  3. …Quem diria, os “hackers” de Araraquara irão ‘vazar’ o mentiroso ‘mor(T)o’!

    1. A Lava Jato é a maior máfia da história do Brasil!
      E ainda faltam 1999 áudios em posse do egrégio e impávido jornalista Glenn Greenwald!
      E os vídeos inéditos e acachapantes!
      TREMEIS, bandidos mafiosos cevados com o dinheiro público!

      Não bastarão ainda mais ‘Vaza Jato’ e os próximos áudios com a vozinha infame do ‘SUJO mor(T)o’!
      Sim, povo na porta do STFede!

  4. …Quem diria, os “hackers” de Araraquara irão ‘vazar’ o mentiroso ‘mor(T)o’!

  5. Só desamarela quando, além de soltarem o LULA, pedirem mil desculpas ao país e ao LULA.
    Foram chantageados, como vimos, e eles não podiam nem deviam aceitar a chantagem.
    Têm uma enorme dívida com o país e devem se declarar devedores. Ao LULA devem absurdamente.

  6. AOS MEMBROS ATUAIS DO STF,ALINHADOS A LAVA JATO FALTAM LHES: O RESPEITO A CONSTITUIÇÃO,A HONRADEZ JURIDICA,A COMPETENCIA E O RESPEITO AO CARGO DE MINISTROS DO STF,EXEMPLADOS POR;VICTOR NUNES LEAL,HERMES LIMA E EVANDRO LINS E SILVA,PUNIDOS PELO AI.5

    1. Eu acho que esta conversa mole do “peruquento” é muito mais para proteger seus pares , pois preocupação com o “destruir” as provas, nada mais é que protegerem a si mesmo e seus pares.
      Porque esta ânsia do “peruquento” em proteger as provas. Tudo isto é nada mais nada menos que jogo de cena.Será que depois de botarem as provas debaixo da bunda, não darão um jeito expulsar o Glen do Brasil??????

  7. Sejamos pragmáticos:
    Foram os militares que mudaram os planos ?
    Já chegaram ao nível do “salve-se quem puder” ?
    Querem esconder as mensagens,i especialmente da PF ?

  8. Eu não acredito que mude nada. É tudo jogo de cena. Agora é que querem dá uma de justos! Se fossem mesmo, não teriam deixado o país chegar onde se encontra. São todos farinha do mesmo saco! E o Brasil acanalhado com tudo isso que eles mesmos ajudaram e deixaram acontecer! È tudo para se auto preservarem. Só isso. Justiça mesmo, que é bom, necas!

  9. Não vão soltar Lula. Estão é salvando a própria pele. Não é que o STF “desamarelou”, o pessoal do The Intercept, dessa vez, mirou onde dói: a reputação de (mais de) um Ministro feito de gato e sapato por um juizeco de primeira instância.

    Lula só sai da cadeia se a gente derrubar a parede. O golpe foi “com o Supremo, com tudo”.

    A pergunta que não quer calar agora é quando é que vocês vão parar de acreditar nessa ladainha de que “as instituições estão funcionando”.

  10. usar a lei pra salvar a própria pele é muito diferente de usar a favor de Lula. Além do mais, a farsa jato, com conivência de todas as instâncias, criou legislação específica pra Lula. Vamos ver.

  11. O pessoal do Supremo descobriu que alguma coisa deles está na reta.
    Libertar Lula? Por que? O que indica que o Supremo deixou de fazer parte do golpe?
    O que vão fazer é uma operação de ajeitamento.
    E tudo seguirá como dantes no quartel d’Abrantes!

  12. Tudo bem, mas e o conteúdo não será investigado??
    Que as provas sejam preservadas, concordamos, mas e as coisas assombrosas que elas revelam. Este mau humor do Supreminho de frango nos passa a sensação que debaixo deste angu tem “coisas”. Que as provas sejam protegidas, concordamos plenamente, mas e estas provas serão ou não investigadas????

  13. E liberdade pra Lula?
    “Nas Forças Armadas há 300.000 homens”, no supremo de merda, só um e é General.
    Teremos que impedir na Rua outro “tem que estancar essa sangria, aí delimitava tudo como está e pronto… num grande acordo com supremo, com tudo.”

  14. Quando vão soltar o Lula? Essa pergunta deve ser feita aos donos daquele jeep na porta do STF. Ou a CIA, que resolve esses assuntos de interesse nacional.

  15. “A pergunta que não quer calar agora é quando vão soltar Lula”

    KKKKKKKKKKKKKK… Precisamos acordar LOGO, antes que o trem descarrilhado nos atropele…

  16. Foi só mexer com os “poderosos” que eles ficaram possessos, mas quando foi com o Lula ficaram miando como um gatinho.
    Bando de acoelhados.

  17. As aspas no “desamarelou” foi providencial, porque na minha leitura o STF pratica o mesmo jogo de aparências que a PGR, o CNJ e CNMP. Da boca pra fora afirmam no conforto e poder de seus mantos especiais, digo, na toga, um categórico e repetido à exaustão “As instituições estão funcionando”. Até que o The Intercept deu a real da promiscuidade da Lava-Jato, que esses doutos bem sabiam e são conscientes do funcionamento dos porões do judiciário. Como ficou difícil de manter as aparências diante dos fatos, estes exibem essa “desamarelada” de fachada, porque contingente, e não de mérito fundamentalmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.