A imundície de Joesley só tem uma diferença: foi gravada

flechajan

É patética a declaração do precocemente ex-Procurador Geral da Justiça, Rodrigo Janot. Digo “ex” porque é evidente que ele não tem condições de tomar nenhuma decisão lúcida e equilibrada de agora em diante.

Janot disse hoje:

“Na verdade, o que eu tenho é medo. E o medo nos faz alerta. E medo do quê? Medo de errar muito e decepcionar minha instituição. E todas as questões que eu enfrentei, eu enfrentei muito mais por medo, medo de errar, medo de me omitir, medo de decepcionar minha instituição do que por coragem de enfrentar esses enormes desafios”.

Há razões de sobra para ele deixar o tom soberbo e agressivo que usou desde que brandiu o “modesto” cartaz de “A esperança do Brasil

O grau de banditismo rastaquera dos diálogos de Joesley Batista não deixa a menor dúvida de de que o “negócio” com a PGR  foi feito sem o menor cuidado .

Conversas semelhantes, certamente, foram mantidas nas cúpulas das empreiteiras que discutiam as delações de seus dirigentes presos ou acusados, com negócios e arranjos para que todos delatassem “combinadinhos”, com versões capazes de agradar ao Ministério Público.

Ou alguém acha que nas conversas da cúpula da Odebracht, da OAS e de outras tenha sido menos na base do “vamos destruir Fulano” ou “Beltrano está na mão”. Afinal, em multas de bilhões, sempre sobre um trocado para os lubrificantes.

Dentro da polícia, do MP e do Judiciário e das cúpulas empresariais, tudo é conduzido com ambições e conveniência. Tanto quanto a Temer, não poderia ter escapado a Janot que lidava com bandidos.

Mas a saga insana segue. Horas depois da admissão do erro, os áudios que saíram da PGR diretamente para o ministro Luiz Edson Fachin vazaram que nem cano em rua da periferia.

Na maior parte, puro lixo, sem qualquer interesse público, simples conversas de bebuns grosseiros sobre “surubas” e “quem comeu quem”.

É ridículo o que ouço agora “vai decidir” sobre o sigilo dos áudios que, a esta altura, estão reproduzidos numa imensidade de sites de notícia ou de simples sensacionalismo, porque a isto se prestam plenamente.

Janot, o ex-valentão, agora gagueja e se omite de fazer o que deveria fazer: propor a anulação dos benefícios a Joesley Batista e a preservação das provas factuais que lhe chegaram, o que é já algo bem difícil.

Ninguém é intimado a depor diante de evidências, ao contrário do que se fez, por exemplo, com Lula, conduzido coercitivamente numa operação espetacular a partir de simples suspeitas – ou convicções, como preferirem.

O medo de Janot não foi coragem alguma. Deu-se a flechada no peito antes que a dessem outros.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

23 respostas

  1. “Afinal, em multas de bilhões, sempre sobre um trocado para os lubrificantes.”
    pela conversa publicada no PHA, rolou, também, um bom troco para as lubrificadas.

  2. Esses picaretas dos palácios (justiça e assemelhados, executivos e legislativos) são valentes quando se trado povo, do povão do PT, do LULA, do Genoino…

  3. Tiraram uma pessoa honesta e idealista para colocar bandidos da pior espécie. Todo mundo junto com o stf e tudo, como disse o Jucá. Acho que a nação acabou.

  4. O Objetivo do Janot e toda esta corja do Dr. Moro, MPF, PF e Judiciário foi apenas destruir a democracia , cassar os 54 milhões de votos na Dilma em 2014. . E destruir o Lula. Aconteceu apenas isto até agora. O golpe de Estado ainda está em andamento !

  5. Estes aí da toga só não tem medo de incriminar o Lula, por ele não estar atrelado a correntes poderosissimas do capitalismo selvagem e perverso. A justiça tem sido no geral capacho do poderio econômico. A ele se curva e produz todas as suas sentenças sem ter em conta o que é e o que não é realmente justo. Quanto mais poderosos mais agraciados são. Está história de dizer que a Lei é para todos é conversa pra boi nanar. Nana boizinho, nana.

  6. Excelente post, FB.

    Sempre que comentei, e desde o início, achava que os alvos e o timing eram visivelmente estudados.

    E que muitas das delações eram para soar agradável ao ouvido dos “operadores da Justiça” e da mídia amiga, caso contrário não iriam prosperar até a premiação.

    Tudo isso não obedecia que a interesses políticos dos justiceiros e de seus patrões.

    De repente voltar-se contra e armar pra cima do Temer, gravando-o em casa, não foi, creio, uma decisão só do PGR. Há alguém maior por trás e tudo leva a acreditar que foi quem divulgou em cadeia nacional o áudio.

    1. Aragão, sempre excelente, arrasa com o golpista Janot e seus métodos lavo-jateiros

      http://www.diariodocentrodomundo.com.br/nu-des-e-bao-nao-ha-como-salvar-rodrigo-janot-por-eugenio-aragao/

      Combate à corrupção é bom e altamente necessário.

      Porém, e tomo emprestado a imagem final a um post que li:
      – dentro do estado democrático de direito
      – com isenção e senso de justiça
      – baseado em provas (não em convicções); e
      – atingindo o cavaleiro (o corrupto e o corruptor), mas não o cavalo (a empresa, a economia do país)

  7. Com a lambança do Janot o TEMER Golpista GARANTIU O MANDATO COM A GLOBO ATÉ 2018.,O país é uma merda só.

  8. A PGR deveria ter recebido o áudio junto com explicações detalhadas e já com indícios de alguma prova de ilícito
    Mas os caras não querem investigar é só para fazer barulho midiático com áudios de putarias genéricas.

  9. 99 milhões de reais no.apartamento de Geddel segundo os investigadores Tacla Durán e compadre Zucolotto Júnior.

    Aliás como estão as investigações que é desdobramento da Lava Jato,sobre os atentados ocorridos em Barcelona a poucos dias?

    Como estão os estudos da Lava Jato para encontrar a cura da perda da visão?

    Como estão as investigações da Lava Jato para saber quem matou J.Kennedy?

    Essas respostas domingo no programa Lava Jato Maior depois do fantástico.

    1. A Lava Jato também já sabe o real motivo da morte da Princesa Diana,se foi atentado,acidente mesmo e se Charles era ou não corno.

      Isso vai ficar para o Globo Repórter Especial do dia 15/09.

      Não percam,por favor!

  10. “Na verdade, o que eu tenho é medo”.
    Ele não precisava ter dito isto porque nós já sabiamos que se trata de um covarde e vendilhão da pátria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.