Inadimplência de microempresas é recorde. E o Governo caça os pequenos

vermelho

Márcia De Chiara, no Estadão de hoje, mostra um retrato bem diferente do “fim da recessão” tão apregoado pelo Governo.

 Em agosto, 4,8 milhões de micro e pequenas empresas estavam inadimplentes no País. É uma marca recorde. Em um ano, o número de companhias desse porte que não conseguiram pagar em dia as suas dívidas aumentou 14%. No período, 600 mil, em todo o País, engrossaram a lista de inadimplentes, aponta um estudo da Serasa Experian, consultoria especializada em informações econômicas e financeiras.

Em outra matéria, ela reproduz o drama do pequeno empresário Humberto Gonçalves, dono de uma pequena estamparia  que nem “quer calcular o quanto deve de impostos, entre ICMS, Imposto de Renda, IPI, PIS/Cofins. Para o governo, ele explica que “está pagando só INSS e o FGTS dos funcionários”.

Tivemos, esta semana, mais três situações tributárias escandalosas.

O primeiro, um perdão de multas e juros enorme, num Refis “burro” como tantos, que dá descontos proporcionalmente iguais aos grandes e aos pequenos e não tem a lucidez de promover uma anistia de débitos dos pequenos condicionada aos recolhimentos subsequentes, eliminando esqueletos “incobráveis” e garantindo as contribuições futuras, por período significativo.

O segundo, a suspensão do registro (e do CNPJ) de  quase de 1,5 milhão de microempreendedores individuais  que não entregaram a Declaração Anual Simplificada referente aos anos de 2015 e 2016 ou não cumpriram com as contribuições mensais durante os anos de 2015, 2016 e 2017, não por acaso os anos da crise.

Finalmente, o corte do acesso de 100 mil micro e pequenas empresas ao programa do Simples por supostamente terem se valido de abatimentos irregulares para reduzir o imposto a pagar.São 1,6 milhão de declarações entregues nos últimos cinco anos, o que aponta para uma sonegação em torno de R$ 1 bilhão.

Veja só: 1,6 milhão de micro e pequenas em presas teriam (teriam, porque sempre podem ter abatido regularmente) sonegado R$ 1 bilhão. Mas o CARF perdoou, de uma única empresa, o Itaú, numa só tacada, R$ 25 bilhões em R$ 25 bilhões em Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) na fusão com o Unibanco, em 2008, num processo rumoroso onde houve casos de corrupção envolvendo alguns de seus responsáveis.

Estamos com a economia em frangalhos, o emprego em frangalhos e as cabeças tecnocráticas não conseguem pensar na importância desta multidão de pequenos e médios empreendedores, que respondem por mais de 90% dos postos de trabalho do país.

E o pior é que parte  deles ainda pensa que a culpa é de quem os protegeu, permitiu que se regularizassem e os tornou membros de uma classe média masoquista.

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

12 respostas

  1. Ué mas os economistas da FGV disseram ontem que a recessão chegou ao fim em dezembro de 2016…. QUA QUA QUA QUA…..
    Pelamordedesus.

  2. … E se o CUnha do MT for acometido de uma ‘Geddelite crônica maligna’?…

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    MESMO SALVO, TEMER SEGUE AMEAÇADO PELO CASO GEDDEL

    Apesar de ter gasto R$ 32 bilhões para comprar sua anistia na Câmara pela segunda vez, Michel Temer ainda não pode respirar aliviado; Temer poderá balançar outra vez no cargo, a depender dos desdobramentos do caso Geddel Vieira Lima, seu ex-ministro dono do espantoso bunker de 51 milhões de reais na Bahia; da cadeia onde está preso desde 8 de setembro, Geddel já cansou de mandar recado de que não aguentará muito tempo
    28 DE OUTUBRO DE 2017

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.cartacapital.com.br/politica/salvo-temer-tende-a-voltar-a-ser-2018decorativo2019-e-ameacado

  3. Você está sendo MANIPULADO:
    passagens aéreas aumentaram 35%; gasolina 15%;
    energia 51,7%; gás 19,9%. INFLAÇÃO CAI 12,8%.
    KKK!!!.
    Fez-me lembrar do cebenista Sardenberg.

  4. … Aqui em Feira de Santana, placas de vende-se e aluga-se adornam (sic) as áreas comerciais!
    E por aqui a economia local praticamente gira em torno do comércio!
    Portanto, nós podemos inferir que “‘tá’ tudo um colosso” no reino da ‘Republiqueta do CUnha do mundo’, também conhecida por ‘República da Cloaca’!

  5. São 9 meses para nascer ( deveria ser RÁPIDO, mas não É), e exemplos de paciencia: foram 400 anos de cativeiro no Egito mais 40 anos de peregrinação. O Brasil só foi ficar livre em 2002 ( desde o descobrimento em 1500). Calma! Águas descem para o mar e só sobe quando evapora. Paciencia é VIRTUDE. Se não sai de um jeito, vai a base de reza e excomunhão. Só não pode praguejar!

  6. Pequenos negócios não importa para o governo de golpistas que estão vendendo o pais para transacionais too big to fail.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.