Janot está sem arma e proibido de aproximar-se de ministros do STF

O ministro Alexandre de Moraes, atendendo a pedido de Gilmar Mendes de suspender o porte de arma pelo ex-procurador geral da República, Rodrigo Janot e expandiu o que havia sido solicitado, proibindo que ele chegue “a menos de 200 metros” de qualquer ministro do Supremo, além de ser proibido de entrar no prédio.

Tudo depois da entrevista de Janot dizendo que foi armado ao STF para assassinar Mendes.

Ainda não há retorno das operações de busca e apreensão, sabendo-se apenas, segundo noticiou a Globonews, que pelo menos uma arma foi apreendida.

Segundo o site Conjur, “a PF já apreendeu uma pistola, três pentes [de munição], celular e o tablet de Janot.”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

8 respostas

  1. Porra!
    Podiam marcar um duelo na esplanada e a estátua cega da justiça fazer a contagem.
    A ameaça é a arma dos covardes.

  2. É A OPORTUNIDADE DE InVESTIGAR O QUE JANOT E DINHEIROL FORAM FAZER NOS ESTADOS UNIDOS. FALA-SE DE TRATATIVAS PRA FERRAR A PETRBRÁS.

  3. “Num discurso feito em julho deste ano (2017), no qual felicitava a si mesmo, o subprocurador geral estadunidense Kenneth A. Blanco, que dirigia a Divisão Penal do Departamento de Justiça (porque logo o Secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, o escolheu para encabeçar a Direção de Investigação sobre Delitos Financeiros), se referiu ao veredito condenatório ditado contra o ex-presidente do Brasil, Lula da Silva, como o principal exemplo dos “resultados extraordinários” alcançados graças à colaboração do Departamento de Justiça (DOJ, por sua sigla em inglês) com os promotores brasileiros na operação “anti corrupção” chamada Lava Jato.

    (…) Na ocasião, Blanco deu as boas-vindas ao seu amigo Rodrigo Janot, quem foi há até pouco tempo, e durante anos, o Procurador Geral da República do Brasil, e um dos principais sicários da Lava Jato.

    “É difícil imaginar, na história recente, uma melhor relação de cooperação que esta entre o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e os procuradores brasileiros. Esta cooperação nos ajudou de forma substancial com uma série de temas públicos que agora estão resolvidos, e continuamos juntos em uma série de investigações”, afirmou Blanco.

    “Os procuradores brasileiros conseguiram um veredito condenatório contra o ex-presidente Lula da Silva, acusado de receber subornos da empreiteira OAS em troca de contratos com a Petrobras. Casos como este são os que colocaram o Brasil no topo do ranking dos países que trabalham para combater a corrupção tanto dentro quanto fora do país”.”

    https://www.revistaforum.com.br/2017/12/25/clarin-estados-unidos-manejam-lava-jato-para-destruir-o-brasil-e-america-latina/

  4. O Janot na sua condição de ex procurador da República (se quiser e tiver dinheiro) pode comprar um arsenal de guerra. É só querer. Esta conversa de mandar prender a arma dele é pura enganação como esta espalhafatosa bomba que circula na mídia. Vamos esperar a semana entrante para ver onde vai tudo isto. Pura “truta”!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.