“Juiz” Bolsonaro já “condenou” Greenwald: “cometeu crime”

Jair Bolsonaro acaba de emitir seu julgamento sobre o que aconteceu no episódio dos vazamentos da Lava Jato.

Decretou que o jornalista Glenn Greenwald, no seu “entender”, praticou um crime.

O vasto “entender” de Sua Majestade, o juiz acima de todos, se espraia em conclusões absolutas:

“No meu entender, isso teve transações. No meu entender, transações pecuniárias e, pelo que tudo indica, a intenção é sempre atingir, no caso aí, atingir a Lava Jato, atingir o Sérgio Moro, atingir a minha pessoa, tentar desqualificar, desgastar”.

O papel da Polícia, diz ele, é só “juntar os pontos”.

Polícia, claro, que é subordinada a ele e a Sérgio Moro, com total liberdade de agradar os seus chefes.

Os personagens de Araraquara são um molambos, metidos até as tripas em tudo quanto é caso de estelionato.

Inventar histórias é uma moleza para eles.

Afinal, já não foi aberto o caminho de que não se precisa de provas, apenas de convicções?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

25 respostas

  1. Mas do que é mesmo que Bolsonaro entende além de pesca ilegal, relações com milicianos, exploração de “laranjas”, disseminar notícias falsas, fazer apologia da tortura e fazer sexo com animais?

  2. O CPF – Código Penal dos Fascistas, condena a Democracia, que para eles é um regime criminoso, e condena todos que criticam regimes autoritários, já que governos autênticos para eles são aqueles cujos governantes têm poder absoluto para decidir o que está certo e o que está errado. Eles são os escolhidos por Deus, por isso recebem esse divino poder. Quem não consegue enxergar isso, e porque está tomado pelo capeta.

  3. O Caphetão do BraZil, Jair Milicias Bosalnaro, é um boçal, que não tem vergonha de ser boçal …
    O Combate à CORRUPÇÃO, foi para …, AUMENTAR a CORRUPÇÃO !!!
    Quem manda nesta BAGAÇA é o Tio Patinhas, de Wall Street !!! … via seu representante, GOOFY Bosalnaro !!!
    TáOkey ???

  4. O que que o juiz Bolsonaro acha do Queiroz e do Flavio Bolsonaro, juiz é juiz né? Canalha é canalha, né?

  5. Para os jornalões da opinião publicada, nenhum dos crimes cometidos por Moro e seus “comandados” na Lava Jato são “suficientemente graves” para anular a prisão ilegal de Lula. O Cartel da Mídia se mantém firme na condição de comparsa do golpe contra a soberania e a democracia brasileira.
    Cinismo e cara de pau no suporte à ditadura fascista que se consolida. Globo, Record, Estadão, Folha de São Paulo, todos os magnatas da velha mídia estão unidos pela mesma hipocrisia. A maior vítima é o pobre povo brasileiro, que, em sua grande maioria, nem sabe o que está acontecendo.

  6. Moro deu uma fantástica declaração, que serve como perfeita confissão: Ele reconheceu que a delação de Palocci que ele divulgou seis dias antes da eleição não trazia nenhuma novidade. Nenhuma novidade que justificasse sua divulgação naquela data. E disse que ele considerou necessária a divulgação da delação, porque não queria ajudar o PT na eleição presidencial. Se ele não queria ajudar o PT, é porque queria ajudar o concorrente do PT, ou não existe mais a matemática.

    Esta é uma confissão que espanta pelo desabrido descaramento. Uma coisa é certa: Neste momento, depois de tudo o que foi divulgado pelo Intercept, Moro só poderá ser salvo por um ato de força governamental, que iria inaugurar claramente uma ditadura bolsonariana. Tal ato de força dará azo a outros e outros atos de força que se sucederiam até que esteja estendida a teia ditatorial que apagaria os últimos vestígios que ainda restam de democracia.

    Entraríamos inteiramente na era ditatorial bolsonariana, que pela qualificação já se pode entender como seria. Uma era que só trará desemprego, violência, falta de direitos generalizada, falta de estatística, ruína econômica, degradação cultural e entrega a outros países da riqueza nacional.

  7. Nesse caso o jornalismo da Globo vai todo para a cadeia, acho que a pena cumulativa de alguns poderá chegar a dezenas ou centenas de anos. Do início da Lava Jato até recentemente, era um vazamento ilegal por semana.

  8. Todos os aletras foram dados por esse empresário, Ricardo Semler, sobre o risco Bolsonaro. Mas naturalizaram o monstro e agora pagamos um preço caro.
    Alô, companheiros de elite. Por Ricardo Semler
    Ter, 02 de Outubro de 2018 16:57

    Na Fiesp, quando eu tinha 27 anos e era vice do Mario Amato, convidávamos outsiders para uma conversa no bar. Chamei o FHC, que estava na mídia com a pecha de maconheiro. Chamamos os 112 presidentes de sindicato, vieram 8. Ninguém topava falar com “comunista”.

    Alguns anos depois, fui ao Roda Viva para alertar contra a eleição do Collor, queridinho passional das elites.

    Recentemente, realcei que a ida das elites à Paulista para derrubar a Dilma equivalia a “eleger” o Temer e seus 40 amigos. Ninguém da elite quis ir às ruas para pedir antecipação de eleições. Erraram feio, como no passado, ou como quando deram as chaves da cidade ao Doria. Quanta ingenuidade.

    Agora, estremeço ao ouvir amigos, sócios e metade da família aceitando a tese de que qualquer coisa é melhor do que o PT. Lá vamos nós, de novo. As elites avisaram que 800 mil empresários iriam para o aeroporto assim que Lula ganhasse. Em seguida, alguns dos principais empresários viraram conselheiros próximos do homem.

    Sabemos que, em vencendo Haddad, boa parte da Faria Lima e da Globo se recordará subitamente que foi amiga de infância do Fernandinho –“tão boa pessoa, nada a ver com o Genoino, gente!”.

    A reação de medo e horror da esquerda, Ciro incluso, é ignorante. Vivemos, nós da elite, atrás de muros, cercados de arames farpados e vidros blindados, contratando os bonzinhos das comunidades para nos proteger contra favelados. Oras, trocar vigias com pistolas por seguranças com fuzis é um avanço? Ou é melhor aceitar que o país é profundamente injusto e um lugar vergonhoso para mostrarmos para amigos estrangeiros?

    Vamos continuar na linha do projeto Marginal, plantando ipês lindos para desviar a atenção do rio?

    Não compartilho com os pressupostos ideológicos do PT e —até pouco— fui filiado a um partido só, o PSDB. Nunca pensei em me filiar ao PT, nunca aceitaria envolvimento num Conselhão de Empresários, por exemplo.

    Apenas reconheço que as elites deste país sempre foram atrasadas, desde antes da ditadura, e nada fizeram de estrutural para evitar o sistema de castas que se instalou.

    Nenhum de nós sabe o que é comprar na C&A e ser seguido por um segurança para ver se estamos para roubar, por sermos de outra cor de pele. Todos nós nos anestesiamos contra os barracos que passamos a caminho de GRU, com destino à Champs Élysées.

    Este é um país que precisa de governo para quem tem pouco, a quase totalidade dos cidadãos. Nós da elite, aliás, sabemos nos defender. Depois do susto, o dólar cai, a Bolsa sobe, e voltamos a crescer. Estou começando três negócios novos neste mês.

    Qual de nós quer pertencer ao clube dos países execrados, como Filipinas, Turquia, Venezuela? É um clube subdesenvolvido que foi criado à força, mas democraticamente, bradando segurança e autoridade forte. Soa familiar?

    Quem terá coragem, num almoço da City de Londres, de defender a eleição de um capitão simplório, um vice general, um economista fraco e sedento de poder, e novos diretores de colégio militares, com perseguição de gays, submissão de mulheres e distribuição de fuzis à la Duterte?

    Lembrem-se desta frase do Duterte, a respeito de uma australiana violentada nas Filipinas: “Ela era tão bonita —eu deveria ter sido o primeiro”. Impossível imaginar o Bolsonaro dizendo isso?

    Colegas de elite, acordem. Não se vota com bílis. O PT errou sem parar nos 12 anos, mas talvez queria e possa mostrar, num segundo ciclo, que ainda é melhor do que o Centrão megacorrupto ou uma ditadura autoritária. Foi assim que a Europa inteira se tornou civilizada. Precisamos de tempo, como nação, para espantar a ignorância e aprendermos a ser estáveis. Não vamos deixar o pavor instruir nossas escolhas. O Brasil é maior do que isto, e as elites podem ficar, também. Confiem.

    Ricardo Semler

  9. Bozonazi já investigou, processou, julgou e condenou.

    E está disposto a ser o carrasco.

    Té quando o Brasil vai tolerar esse elemento?

  10. Este imbecil tem que ser retirado do Planalto por bem ou por mal. Meu neto de 5 anos é mais capaz que ele e os 4 filhos somados…aliás meus 4 vira-latas também.

  11. kkkkkkk e desde quando ele se importa com crimes? ele não roubava ouro quando era 2° e 1° tenente? ele não se beneficiava do golpe da rachadinha como político? ele não se beneficiou da trapaça pelo Whatsapp?

  12. No meu entender, Jair Messias Bolsonaro e Sérgio Fernando Moro, não passam de dois criminosos contumazes. Nomeu entender, cadeia é pouco para eles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.