Kotscho: Haddad saiu maior do que entrou na Globonews

O grande repórter e ainda maior boa-praça Ricardo Kotscho escreveu hoje  com a angústia de, como eu, um velho jornalista constrangido ao assistir a exibição grotesca de transformação de nossa profissão num espetáculo de prepotência e de grosseria.

Temos estilos diferentes: ele, mais jornalista que militante político; eu, o contrário. Mas ambos, sempre, desde os 30 anos em que o acompanho, jamais misturarmos as estações. Tanto descrever fatos quanto expressar opinião nada têm de errado, desde que não se queira confundi-los para fazer das opiniões fatos indiscutíveis nem moldar fatos às balizas da opinião.

Por isso, transcrevo o post  de Kotscho em seu pluralíssimo Balaio, blog indispensável à discussão política. Com o sentimento de tristeza, creio eu, que partilhamos em ver isso ocorrer à profissão à qual dedicamos uma vida.

Haddad no palco da inquisição: na
Globonews, só faltaram Moro e Dallagnol

Ricardo Kotscho, em seu Balaio

A imprensa brasileira, sempre tão independente e isenta, acaba de criar uma nova modalidade de entrevista: o jornalista pergunta e ao mesmo tempo responde.

Levado ao palco da inquisição da Globo News, Fernando Haddad parecia um monge tibetano meditando, tentando se defender, nas poucas brechas que lhe davam, enquanto seus ansiosos inquiridores se alternavam nas acusações contra Lula, Dilma e o PT.

Foi um bombardeio sem tréguas, na mesma quinta-feira do atentado a Jair Bolsonaro, sem dar tempo para o entrevistado respirar e falar com quem lhe interessava, ou seja, sua excelência, o eleitor.

Em Curitiba, nem Sergio Moro e Daltan Dallagnol eram tão implacáveis com os petistas, a ponto de anunciar a sentença antes mesmo que o acusado e seus advogados pudessem se defender.

Nem se pode falar em debate, como se os entrevistadores fossem candidatos também, porque neste formato há pelo menos um mediador e regras mínimas de civilidade.

Isolado num canto do palco, sem direito a defesa nem moderação, Fernando Haddad, que é também o coordenador do programa de governo do PT, ainda no papel de vice e virtual substituto de Lula na próxima semana, saiu maior do que entrou no estúdio, e o jornalismo brasileiro mais uma vez se apequenou.

O programa serviu apenas para revelar, a quem ainda não o tinha visto nos palcos globais, que o ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo é um dos mais preparados e competentes políticos da nova geração.

Nem deram chances de o candidato petista apresentar suas ideias e projetos sobre o que pretende fazer caso seja eleito, contrariando as pesquisas e o desejo dos jornalistas da GN.

Como diria Moro, programa de governo com propostas para o país, não vem ao caso.

Com base na fajuta pesquisa Globo/Ibope sem o nome de Lula, divulgada pela emissora na véspera, os jornalistas queriam lhe provar que o PT não tem mais chances nesta eleição, depois de todos os malfeitos cometidos nos últimos anos.

O que mais me chamou a atenção nos colegas que o entrevistaram foi a uniformidade de pensamento, o interrogatório padronizado, como se um único jornalista tivesse preparado as perguntas.

Parecia um jogral bem ensaiado, sem direito a dúvidas ou ao contraditório.

Faltam agora exatos 30 dias para a mais bizarra e imprevisível eleição depois da ditadura militar, que nunca foi tão lembrada pelos saudosistas do regime fardado.

Jair Bolsonaro sobreviveu ao atentado de Juiz de Fora e está fora de perigo, mas nossa jovem democracia continua na UTI, correndo sérios riscos de vida, antes e depois da apuração dos votos.

Entrevistas como esta da Globo News com Fernando Haddad certamente não contribuem para que o eleitor possa serenamente fazer as suas escolhas.

Só tornam o clima ainda mais beligerante nas ruas e nas redes sociais. É uma pena e é um perigo para todos, candidatos e eleitores.

Bom final de semana, se possível.

Vida que segue.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

41 respostas

  1. Não consigo ver nada mais na tv brasileira. Uso meu equipamento que era para ser uma televisão apenas para ver meus filmes de dvd, blu-ray e canais de streaming. Aboli totalmente o hábito de ver tv em prol de minha saúde física e psíquica e não sinto falta nenhuma das inutilidades televisivas. Recomendo a todos.

  2. Os globóides (andróides da Globo) não podem ser chamados de jornalistas. O que fazem pode ser chamado de várias coisas menos jornalismo. O Brasil decide sua existência como país daqui a tinta dias. Porque um país com Globo, Moro e Bolsonaro na presidência, não tem futuro nenhum.

  3. Vamos um a um:

    Fernando Gabeira: perdido, não sabia exatamente o que estava fazendo ali. Misturou estações. Ganhou do Haddad um sorriso de “quem diria?”.
    Camarotti: mais inseguro, só na “entrevista” que fez com o Papa Francisco. Ganhou do Haddad uma expressão de dó.
    Andréia Sadi: precisava lembrar ao Ali Kamel que estava ali. Aki Kamel, olha eu Aki, Aki Kamel….
    Cristiana Lobo: idem Camarotti, exceto a entrevista com o Papa Francisco.
    Merval Pereira e Miriam Leitão: estes juntos porque estavam juntos na roda e resmungavam um para o outro o tempo todo. Coisas assim: ah, eu não vou perguntar mais nada não…ele não responde…tá chato aqui…que tosse héin Merval?….É que eu engoli um Ministério Público inteiro..cóf…cóf..pára Miriam, ele é bom mesmo…..ah Merval, nós temos que pegá-lo….mas não dá, Porcão….então eu não brinco mais….tô ficando nervosa……vamos parar, fala para o Heraldo parar….de quem é última pergunta?….cóf…cóf…o Ali vai matar nóis….

  4. O Merval Pereira e a Mônica Leitão são os expoentes deste jornalistas de esgoto.Eles não querem proposta do Haddad , apenas acusar o governo petista Lula/Dilma o tempo todo.

    1. Só pra não deixar o equívoco se repetir, a “jornalista” não se chama Mônica, e sim Míriam. A Mônica é a Bergamo, da Folha, que também pertence à confraria de “promotores-jornalistas”. No mais, 100% de razão. Saudações!

  5. A Globo pensa que ainda tem o poder de fazer seu freguês achar que aquilo que seus melhores “jornalistas” falam é a expressão da verdade. E que se ela junta vários deles para dizerem a mesma coisa, isto significará para o freguês que “todo mundo” pensa daquele jeito. O resultado, quando sua turma global pegou para acuar alguém mil vezes mais lúcido, consciente e preparado que todos eles juntos, foi este mico extraordinário que a Globo News pagou com sua suposta entrevista.

    1. O Merval quando ouve a verdade do Haddad fica com pigarro e tosse para disfarçar sua estupidez na pergunta !

      1. Esta turma da Globo ao perguntarem ao entrevistado,eles já vem com a resposta pronta. São ruins de serviços mesmo. Mas, a vaca já está toda no brejo, viram o Alkimin espinafrar o Themmer e o Themmer respondendo ali na bucha., que o PSDB é dono de seis ou ministério no governo. Etc e tal e tome tiro. A briga tá começando a ficar boa.

    2. É Alecs, concordo, mas grande parte da população está cega, hipnotizada, anestesiada, e acredita piamente em tudo que eles falam e nem desconfiam (ou não querem, não aceitam).

  6. 7/9 – 23:37 – Já a presença do general Mourão na Globonews foi um bate-papo entre amigos, até quando Mirian perguntou sobre torturas e aceitou a respostas de que heróis matam.

  7. Haddad se saiu bem e mostrou-se preparado. E a Globo mostrou-se a mesma, é a dona da verdade. Não gosta do PT e odeia que defende seu projeto para o país. Mas o eleitor já está calejado.

  8. Os acima citados “jornalistas” aprenderam a falta de educação do Faustão… amigão deles …

  9. Venci meu asco e assisti ao debate. Foi a vitória da civilização contra a barbárie. Muita gente critica a ida de Haddad à Globo, e sua diplomacia frente aos ataques. Mas sua estratégia é correta. Ele foi falar ao público da emissora. Gente que compra a visão política que a Globo vende. Se ele devolvesse a grosseria, o acusariam de desequilibrado como fazem com Ciro. Mas Haddad desmontou os estafetas de Kamel com elegância e inteligência. Respondeu o que lhe foi perguntado. Calou bocas com palavrinhas chaves como Tacla Duran, e chegou a afirmar categoricamente que os empregados da emissora estavam “do outro lado”, ou seja: não fazem jornalismo, mas política.
    Aproveito para parabenizar Fernando Brito, por sua militância política e jornalística de tanta importância e qualidade.

  10. Aquilo (globo news) não é um programa de jornalismo, é uma destilaria de ódio, e a bancada não é composto por jornalistas mas por línguas de aluguel. Haddad não só os desmoralizou, os humilhou com sua tranquilidade e preparo.
    Não senti penas daquelas hienas porque não merecem compaixão. E eles nem se envergonham pois para envergonhar-se precisa ter um mínimo de dignidade, que não tem.

    1. Infelizmente os jornalistasnão prestam um serviço com isenção à sociedade.Tudo leva a crer que esles se preparam numa “Universidade “tendenciosa e parcial,onde ficalaropara que lado eles estão a serviço.Infelizmente!!!

  11. Haddad é muito inteligente e articulado! Está preparado para assumir a campanha presidencial. Contudo, é amargo não ver o presidente Lula disputando a eleição.Os golpistas, de certa forma, conseguiram mais uma vitória ao obrigar Lula a “desistir” de sua candidatura a favor de Haddad. Por isso continuo dizendo “Guilhotina neles”! É imperativo que Haddad vença as eleições e deixe esse gosto amargo aos golpistas. E se, por um milagre, soltarem Lula, deve convidá-lo para ser ministro. A direita infartaria… Imaginem Merval, Tucanhede, Fofrette, Camarotti entre outros asseclas tendo que chamar Lula de ministro… E pior, tendo pesadelos com a possibilidade de Lula ser candidato a presidência novamente.

    1. Se Lula-Haddad ganhar será com certeza Lula no PODER e Haddad no governo. É essa idéia q tem q ser difundida. É afinal o q Lula quis dizer sobre “ser uma idéia” em seu último discurso antes da prisão. Se alguns esquerdistas prestassem mais atenção no q ele diz do q no q dizem articulistas e ativistas diversos, as pessoas poderiam entender melhor sua lógica e seu trabalho junto ao Haddad, Gleisi, etc. Ninguém pensa q aos 73 anos ele possa preferir passar seu legado para as mãos de um quadro q ele vem preparando há anos? Ou todos acham mesmo q ele será eterno? Eu votaria no Lula pela eternidade pq ele é único e ninguém chega mesmo aos seus pés. Contudo, só podemos lidar com fatos e considerar q a eternidade não existe. O Golpe tem q ser enfrentado na marra! E como Lula é um democrata, ñ vejo como poderíamos pensar num levante revolucionário.

    2. A coisa tá ficando deste jeito:Se for o Lula será melhor, mas se for o Hadad também estará de bom tamanho.

  12. Esses “jornalistas” não tem nada por iniciativa própria; são todos uns paus mandados.
    Peço licença para fazer um pedido a quem gosta de música dos anos 60/70: não deixem morrer a rádio Route 66, do Rio, acessando a página, ouvindo, ajudando e divulgando. Obrigado.

  13. Ontem, o candidato a vice de bolsonaro foi entrevistado e não sabatinado. Merval, sorridente, parecia num chá da abl, trocando amenidades, e o general falando em paz e amor. Pelo tom da prosa e pelos semblantes todos pareciam crer na vitória no primeiro turno. Plim-plim!

  14. :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra??S??il e postando: Mas esperar o que da Goebbelsnews ? E$$a FakeNews é assim mesmo e só piora cada vez mais, só vai melhorar se estatizar (oficialmente), em favor do povo. Viva Lula 2018 ! ! ! ! ! Lula/Haddad/Manuela, o trio parada dura rumo ao penta 2018 ! ! ! ! !
    Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários (!??!!!????) em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia.) : Poema(s) acróstico(s) para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos: Luiz Inácio LULA da Silva :

    L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor:
    U m homem simples, como as coisas boas da vida,
    Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor,
    Z elando sempre pelo bem da humanidade querida.

    I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
    N ascido do povo que muito o ama e admira,
    Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor,
    C onsciência plena de tudo que no mundo gira,
    I magem perfeita do homem de si senhor,
    O humano defensor de humana lira.

    L uz de nossa gente, lutador incansável,
    U m verdadeiro herói do povo brasileiro,
    L úcido e consciente do mais admirável
    A mor pelo ser humano e verdadeiro.

    D igno e sincero, fraterno e muito humano,
    A migo do povo, honesto e sempre lhano.

    S eja o meu/nosso canto para te louvar,
    I sso que a voz do povo já disse várias vezes:
    L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar,
    V itória da melhor sorte no número treze,
    A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.
    ::
    Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( PoeTa anarcoexistencialista )
    .:.
    L uz do povo brasileiro,
    U m digno e fiel lutador,
    L astreando com real valor
    A honra do BraSil inteiro.
    .:.
    L ula livrou 36 milhões da pobreza,
    U m feito memorável, sem precedentes,
    L utando contra a mídia venal, teve e tem a certeza
    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes.
    .:.
    L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros,
    U m feito sem igual, que, por si só, já bastaria,
    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia.
    .:. ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? * * * * * * * * * * * * * ? ? ? ? * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
    * * * * ? ? ? ? * * * * * * * * * * * * * ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????? ::
    .:. ???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????? ::

  15. os merdinhas queriam que Haddad ajoelhasse no milho e implorasse perdão por todos os pecados do Mundo

    eita gentinha mais cretina – mas que continuem assim, são eles mesmos os melhores apoiadores do PT (e são tão burros que não se deram conta disso)

  16. A breve democracia política acabou com o impeachment de Dilma (1988-2014). Breve mas longuíssima para nossos padrões. Desde o Golpeachment navegamos outros oceanos e mares. Mas está claro que pluralidade e liberdade de imprensa é uma matéria pendente em nossa educação cidadã. Não me surpreende em absoluto, apenas confirma nossas enormes deficiências políticas e democráticas.

  17. Uai, por que ele não fez como a Katia Abreu?Ela, sim, soube enfrentar aquele bando de hienas Tem hora que a pose de monge tibetano não funciona.

  18. Muita atenção na análise: o potencial número de eleitores cobertos pela Globo News aproxima-se de 11,2% do total do eleitorado brasileiro. Considerando, por outro lado, que nem todos, certamente, assistiram à referida entrevista, o poder de influência dela não pode se dizer “determinante” para nenhum dos candidatos. (JAR/)

  19. Deu tossideira no Merval , a Miriam se esganiçava que nem uma galinha correndo pra lá e pra cá tentando defender os pintinhos. O da Sunga que mais parece um maracujá de gaveta decerto tava sem cueca e sem sunga. O Camarote , (aquele tal que a vem com opinião formada, pois nunca negou que é tucano) Com aquela cara de mamão macho pendurado no no cacho, só perguntavam abobrinhas.
    Foi um espetáculo grotesco praticado pelos puxa da Globo.

  20. Logo de inicio uma aberração “A imprensa brasileira, sempre tão independente e isenta..”
    Quando?Onde?No nosso pobre País não é…Ainda bem que dispomos de “blogs sujos”, por mim escolhidos a dedo para as minhas habituais leituras e reflexões.
    Moço, se há uma característica inexistente na imprensa brasileira é a independência e isenção, infelizmente.
    Com raras exceções, jornais como o Movimento, Pasquim, no passado, representavam de fato a informação independente mas nem tão isenta, afinal, naquela quadra, era necessária a contraposição a tudo quanto ocorria no País e revelado de forma torpe, pela imprensa venal de ontem e de hoje.
    Atualmente, podemos nos orgulhar de haver uma Carta Capital, Carta Maior, Blogs como Tijolaço, Conversa Afiada, 247, Luiz Nassif, Diário do Centro do Mundo, O Cafezinho, Vi o Mundo e muitos outros, que não propriamente Imprensa, mas compõem uma força muita poderosa para levar a informação sem deturpação para as pessoas.

      1. Eu havia respondido ontem, mas não sei porque minha resposta não seguiu.
        Você tem toda a razão, risos…
        A precipitação e ansiedade me fez ter uma leitura errada e quando percebi ja havia enviado o comentário.

  21. HADDAD precisa colocar esses golpistas na parede e faze-los recuar, nossa foi muito manso deveria ter dado uma resposta dura neles.

    O PT toma uma golpe e parece que gosta de apanhar. Deveria tomar umas aulas com o troglodita do boçalnaro, que quando tentaram coloca-lo nas cordas deu uma resposta dura que os fez mudar de assunto na hora. Em plena globo golpista desmascarou esses canalhas jornalistas perante todo o país! Ou aprende ou será a nova Dilma, a geni que tomava porrada e afinava, sedia em tudo que a globo golpe e seus tentáculos queriam até cair de joelhos!

    Quando a esquerda e o PT vão parar de fingir que lutam e vão para a luta de verdade, desmascarando e dando nome aos golpistas?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.