Lula não é abstrato para o povo, é concreto

Vejo, com o coração pulsando forte, o esforço de gente de bem em demonstrar a verdade: que o enfrentamento à ameaça Bolsonaro é a defesa da liberdade, da democracia, da convivência civilizada do povo brasileiro.

É, sim, e eles têm toda a razão em dizê-lo e não devem deixar um minuto de afirmar que se trata de proteger toda a construção civilizatória do Brasil desde a Constituição de 1988, ameaçada por uma mídia e um Judiciário que a violam e maldizem.

Acho, inclusive, que este será, adiante, um fator de crescimento da candidatura de Fernando Haddad.

O eixo da campanha eleitoral de massa, neste momento, porém, é outro.

Ensina qualquer manual de propaganda que o essencial na comunicação é apontar o benefício concreto.

O benefício concreto do voto em Fernando Haddad, antes de ser um dique contra a ascensão da direita, é a volta da “Era Lula”, a de inclusão, a de (ainda que mínima) ascensão a direitos, a da sensação de pertencimento a um país.

Lula mostrou ter pleno entendimento disso, inclusive na definição do nome de sua chapa.

“Feliz de novo” é a exata remissão às políticas do governo Lula.

Concreto, palpável, vivido.

Lula não é uma abstração ideológica, é uma experiência concreta.

A análise política convencional costuma deixar isso de lado, porque distanciada do povão.

A campanha de Haddad,  por isso, vai focar na exclusão do povo na mídia.

O movimento antifascista será nas redes e já ocorre.

É neste universo que se caminhará na questão do “voto útil”.

Na  propaganda de massa, nesta e na próxima semana, o eixo é a transferência do “lulismo” a Haddad.

Por isso o bilhete de Lula, hoje, dizendo que “é hora de defender nosso projeto, de bater de porta em porta, lembrando o Brasil que construímos juntos.”

A polarização vai se dar aí, entre o passado recente e a história de dominação.

O povo acredita na vida real.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

36 respostas

  1. Será que foi o Ex-Presidente Lula quem escreveu esses últimos bilhetes? Sem exames grafotécnicos distintos – e mesmo com eles, se forem feitos pelos Ricardos Molinas e Badans Palhares da vida – tenho seríssima desconfiança. comparem esses bilhetes de um parágrafo com as cartas anteriores de Lula. Observem o alinhamento e “busca por perfeição” nesses bilhetinhos recentes, de um ou dois parágrafos. Os textos são “limpos”, sem quaisquer rasuras, erros de ortografia, palavras intercaladas depois, como aqueles observados nas cartas que pessoas que estiveram, de fato, com Lula fizeram publicar há alguns meses.

    Notem também, caros leitores, que esses bilhetinhos foram publicados pouco depois que ficou demostrado que a “quilométrica carta” lida pela turma do plano B, quando jogaram Lula aos leões não havia sido escrita por ele.

    Essa tentativa de forçar a barra, atribuindo a ao Ex-Presidente Lula a escolha de Fernando Haddad como seu “substituto”, parece tão verdadeira quanto o “esfakeamento” de um candidato no último dia 5, em Juiz de Fora. Eu trabalho com análise racional de fatos, não com paixões. Não me prendo a crenças, vieses, dissonâncias e disfunções cognitivas.

    1. Procurando pêlos em ovo ???? Quanta preocupação heim???
      Então….
      É 13 !!!!! HADDAD É LULÃO Lá !!!!!

      1. Desculpe-me, meu caro, mas “pelo em ovo” é o mesmo argumento que o PIG usa para desqualificar os eleitores e simpatizantes de Lula – para vender a ideia de que a Farsa a Jato é séria e que as instituições “funcionam normalmente”.

        1. Sabia não…. é muito difícil eu perder o meu tempo vendo a grobo….
          É 13 !!!! E isso é o que importa, e o que temos no momento…então precisamos mesmo é trabalhar muito para deixar claro P ara T odas as pessoas que
          HADDAD É LULÃO, e LULÃO É HADDAD , 13 !!!! 13 !!!!! 13 !!!!!

      1. Pois é, esse tipo de fofoca q o Lula sempre evitou. Nunca fulanizou e qdo o fez foi para demarcar o terreno político enquanto homem fruto da política teórica e prática, com seriedade e responsabilidade. Salve #LULA. Tamo junto.

    2. Eu costumava gostar das coisas que voce escrevia, Joao de Paiva, mas de umas duas semanas para ca’ voce comecou a desandar, a nao fazer sentido. Agora, com esta, voce atravessa o samba de uma maneira majestosa.

      “Eu trabalho com análise racional de fatos, não com paixões. Não me prendo a crenças, vieses, dissonâncias e disfunções cognitivas.”

      Adeus, seja feliz, mas leve seu ego pra ser arrogante assim la’ no botequinho da esquina, quando nao tiver fregueses, para nao aborrece-los..

    3. Lula não se entregou a uma embaixada, onde provavelmente teria mais capacidade de fazer vídeos e postá-los – além de receber visitas.

      Fica a dúvida: Ele se entregou à PF porque quis ou porque foi mal aconselhado?

      PS: A carta realmente está com uma perfeita caligrafia, sem nenhuma rasura. Será que ele passou a limpo o texto inicial?

  2. Durante todo o processo do impeachment grande parte da imprensa internacional corporativa teve um comportamento vamos dizer pro “justiça”, pro Lava Jato. Entendiam que tratava-se de um processo de virada, de fortalecimento das instituições e da democracia brasileira. O primeiro choque de realidade veio com um momento que vai ficar marcado para sempre como um dos piores momentos da história do nosso Congresso: a votação da admissibilidade do processo de impeachment. Foi quase unânime a perplexidade e a preocupação dessa mesma imprensa diante daquele triste espetáculo. Depois todos os escândalos do governo Temer e seus resultados concretos, fez acender o sinal de alerta para o problema da democracia Brasileira. Agora a prisão e a inelegibilidade de Lula definitivamente provocou um câmbio na cobertura que agora lança uma série de questionamentos sobre a atuação do Judiciário em todo esss processos. Ver como exemplo de uma matéria de um jornal espanhol politicamente centrista.

    https://www.elperiodico.com/es/internacional/20180916/cuatro-mandatarios-azote-justicia-7034023

  3. OFF topicGalera, voces viram o ciro irritado com o
    reporter e xingando ele? Parece que ciro ficou com raiva do haddad
    passar ele nas pesquisas. kkkkkkkkkkkk

    1. O Ciro expulsou um jornalista canalha a mando do Romero Jucá. Se Ciro for eleito ele disse que o Jucá vai para cadeia. Pelo visto o Jucá vai ficar solto.

    2. O Ciro expulsou um jornalista canalha a mando do Romero Jucá. Se Ciro for eleito ele disse que o Jucá vai para cadeia. Pelo visto o Jucá vai ficar solto.

    3. CIRO é uma tristeza. Num momento assim grave ñ para de nos assustar. Sem cacife para a presidência.

  4. O Lula é líder mundial que com as injustiças que está enfrentando elegerá o companheiro Haddad. Lula Livre.

  5. Eu quero ver a cara do Merval Pereira e de muitos da extrema direita , quando o Lula ganhar duas eleições preso e sem comunicação com seu povo. O mundo inteiro já oomenta que Haddad será eleito com apoio do Lula . A outra vitória do Lula será ganhar o prêmio Nobel da paz .

  6. Perfeito Brito. Confio no teu feeling e tbm confio na inteligência do povo. Devemos todos trabalhar sem arrego para informar as pessoas sobre o governo Lula e fazer de Haddad um candidato do #SomosTodosLula. Qto as redes sociais, a esquerda dividida assusta. Foi o erro na França, nos USA e do Brexit. Espero q nossas esquerdas acordem. É #LULA Haddad Manu 13????

    1. Atineli! É necessário jogar o BOSONARO para uma posição que ele merece. RIDÍCULA. Espalhem que ele é FILHO DA MULA SEM CABEÇA e a MULHER DELE é UMA ANTA. E, que uma peça teatral usou-o como figura central. Nome da peça, da década de 60, é o FILHO DA BESTA TORTA DO PAGEÚ. Espalhem a gozação, que vai atingir as mulheres que votam neste debiloide.

      1. BOA ????????????????…
        O dificil rapaz é entender q alguém como bozonazi, o COISO, possa ter seguidores. Imagino q devam ser ainda piores q o Coiso. As mulheres já recuperaram a página do site anti-COISO q havia sido estuprada pelos adeptos do dito cujo. Ele é seguido principalmente por homens jovens, brancos, machistas e hackers, robôs. Q COISO, não engana.

        1. Não só. O latifúndio, por exemplo, vem apostando tudo nele (Veja Notícias Agrícolas) já que l Alckmin não funcionou. E obviamente há o exército de insensatos que o segue: ontem li um comentário de um deles que me fez duvidar da sanidade mental do cidadão. É bom tomar cuidado para sua reação quando forem derrotados. Lembremo-nos das “guaribas” venezuelanas que chegaram a queimar vivos alguns chavistas

  7. Se querem realmente derrotar a escória fascista votem em Ciro Gomes pois ele derrota de forma folgada Bolsonaro no segundo turno enquanto que Haddad perde.

  8. O projeto de poder do PT baseado na” negociacao “entre muito pobres e muito ricos venceu ha pelo menos 4 anos sendo sacramentado no golpe de 2016. Fato é que a “busca sem limites pelo poder” leva desgraça a maioria.

  9. Temos que votar de ponta a ponta no PT e não basta isso, pedir e convencer os amigos e amigas a fazerem o mesmo. É preciso conversar com as pessoas nas ruas, bares, praças, filas, pontos de ônibus, etc., da necessidade de votar no PT e do porque.

  10. Tem gente, com pinta de pau mandado da direita, que anda disseminando que os bilhetes não são de Lula com o objetivo de colocar em dúvida a sua veracidade. tipico de estratégia fascista. Isso tem sido amplamente noticiado nas redes sociais. Não caiam nessa! Lula Livre! Lula Inocente! Haddad Presidente! Lula é Haddad! Haddad é Lula!

  11. O que eu mais temo é a ” ‘dilmazação’ do Haddad”, ou seja, estelionato eleitoral de novo. O PT ainda não fez autocrítica do erro do governo Dilma, que foi eleita com uma plataforma e, assim que assumiu, aplicou a plataforma do candidato derrotado. O que o povo quer de volta são os dois governos Lula. Haddad anda em muito más companhias – professor da UNIFER, ninho de neoliberais – e já andou falando em convidar seus colegas para cargos-chave no governo. Na dúvida, vou de Boulos no primeiro turno, que expressa muito mais o que acredito. No segundo turno, óbvio, qualquer coisa contra o “coiso”!

  12. A hora é agora, vamos expulsar os golpistas que entregaram nosso Pré-Sal, Nossa Indústria Naval e nossa Amazônia, para as multinacionais estrangeiras. HADDAD E MANUEIA são os legítimos representante de LULA, são os legítimos representantes do povo brasileiro. Pior do que contra o PT “13”, os golpistas são contra o povo brasileiro, são contra o Brasil, basta ver um “outro” candidato fazendo continência par a “Bandeira dos EUA”. Só o PT “13”, com HADDAD E MANUELA defenderá o povo brasileiro e resgatará nossas riquezas assaltada pela multinacionais estrangeiras.

  13. Cidadãos brasileiros, a hora é chegada, para que cada um, conforme sua consciência e seu conhecimento das obras dos concorrentes, faça a sua escolha responsável, com referência ao que que querem para o Brasil. Não se desesperem e nem deixem de acreditar em Deus, Ele, parece não está vendo o que acontece com o Brasil, né? Mas, é engano nosso Ele, tem um plano para nós e, Seu plano, está fora do nosso entendimento, porque Ele não age conforme o nosso entendimento. Ele deixa as coisas acontecerem e, quando menos esperamos, Ele agirá e cobrará responsabilidades dos Seus pastores (homens públicos que têm a obrigação de cuidarem bem da nação, de fazerem o bem e de promoverem a verdade e de fazerem justiça imparcial ao Seu povo, que somos todos nós, cidadãos brasileiros) aéticos no momento certo e, de Seu julgamento, o injusto, o soberbo, o autossuficiente e o tirano, não escaparão.
    Escutem, a propósito da reverência respeitosa que todos nós, cidadãos comuns, temos e, por respeito, devemos ter por nossos juízes públicos e demais autoridades do judiciário, a qual, é plenamente merecida, quando essas autoridades jurídicas, são exemplos éticos, no cumprimento correto de sua função sagrada, de guardião da Constituição, das leis, dos direitos dos cidadãos, da justiça imparcial e da paz social e, como árbitro imparcial na solução de conflitos de direitos de pessoas e instituições, etc.
    Fora disso, todos, seja cidadão-juiz, ministro, como qualquer cidadão-excluído, pobre, miserável, marginalizado, coxinha, mortadela, milionário, empresário, religioso, mulher, branco, negro, índio, nordestino, etc, são todos iguais perante a lei e a justiça. É fato que, cada um, tem apenas um voto na constituição do poder nacional, expressado pelo §Único do Artigo 1º da CF, que assim se expressa: “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos diretamente ou nomeados, nos termos desta Constituição”.
    “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, etc”, conforme dispõe o caput do Artigo 5º da CF, que é a gênese dos direitos dos cidadãos, assim também, como o seu Inciso LVII, é a gênese da liberdade dos cidadãos, quando diz: “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”.
    Concluindo, como leigo, esse é o nosso entendimento, sobre o poder político natural do Ministro, do juiz, do desembargador, do procurador, defensor, etc, pertencentes ao judiciário, na hora de votarem, como cidadãos, eles são como os demais, são donos de apenas UM VOTO ( https://www.brasil247.com/pt/colunistas/carlosdincao/337148/Sobre-a-ignor%C3%A2ncia.htm ). Agora, o seu poder e autoridade institucional quando investido na função jurídica, não é mérito seu, como alguns chegam a fazer crê mas, da confiança, do respeito, da necessidade e da consideração do povo, que são outorgadores desse poder e dessa autoridade a ele, que é remunerado de forma justa, com subsídio adequado por lei à sua função pública, para ajudar no progresso integral da sociedade e fazer o bem e justiça imparcial para todos .
    Deve ser lembrado, no entanto, que quando um juiz desrespeita a Constituição, desrespeita a ética e as boas práticas jurídicas, desrespeita as leis e, a sua condição de árbitro do povo, imparcial, desrespeita os direitos dos cidadãos, desrespeita a justiça imparcial e igual para todos, não promove a paz social, perdem a credibilidade do povo, etc, esse cidadão, perde a confiança do povo que é seu patrão e, por isso, não merece e não é mais digno da função pública, de juiz de direito do povo.
    Tudo isso, que expusemos, serve de parâmetros para que o povo brasileiro, na atual conjuntura de dificuldades para o país, conclua por sua consciência e opinião própria, se é justo o Poder Judiciário pleitear e aprovar aumentos para si, uma vez que é sabido por todos que, por ser o subsídio do Presidente do STF, referência de teto salarial público, para a nação, essa atitude estimulará aos demais segmentos de poder do país, a exigirem o mesmo direito, desestabilizando ainda mais, o orçamento público. Eu, como cidadão, não acho justo e você?.
    Que os parlamentares e o Congresso Nacional que representam o povo e o Estado brasileiro, ajam com racionalidade, justiça e coerência com as dificuldades do momento do Brasil e com os anseios do povo que representam.
    Ao juíz injusto, considerando-se que, muitos se dizem cristão, és a advertência que que vem da Bíblia Sagrada: “Tu não queres nada com juízes desonestos, pois eles fazem a injustiça parecer justiça, ajuntam-se para prejudicar as pessoas honestas e condenam à morte os inocentes. Ele ( Deus ) castigará esses juízes por causa das injustiças que eles têm cometido; o Senhor, nosso Deus, os destruirá por causa dos seus atos de maldade.” (SALMOS 94 v. 20-21, 23).
    Sobre esse acontecimento vergonhoso, no calor do processo eleitoral, o judiciário, apenas mostra porque ele apoiou o golpe e, porque ele com seus aliados, tudo tem que fazer para, se manterem, a qualquer preço, como donos do poder do povo sequestrado assim, como manipulando a CF ao seu bel prazer e interesse.
    Se o judiciário quer interferir no resultado da eleição, sem concorrer e sem submeter o nome de seu representante, de forma transparente e democrática, ao crivo do povo, não deveria fazer isso que faz com a democracia e com os direitos e vontade dos cidadãos livres, por que, o povo que tem consciência do Brasil melhor, que acreditou que pode construir, que quer e, já testemunhou que ele é possível, vota e votará por seu direito constitucional, por sua liberdade e por sua vontade própria, no Programa, no candidato e no partido que lhe apouver, porque os conhece, confia e acredita neles, até porque, um é patrimônio do outro, num sistema democrático, como o do Brasil.
    São esses, o nosso comentário, observações e contribuição à democracia, ao estado de direito e à consciência cidadã de nosso povo. Paz e bem.
    Sebastião Farias
    Um brasileiro nordestinamazônida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.