Maia manobra para Bolsonaro não controlar Câmara

 

O anúncio, hoje, de que o MDB e o DEM deixam de integrar o “blocão” – nome parlamentar do “Centrão” – é um duro golpe na ilusão de Jair Bolsonaro de que teria, senão o controle, ao menos grande influência sobre o comando da Câmara dos Deputados, fazendo de Arthur Lira, do PP, presidente da Casa.

Mal e porcamente, teria agora apenas – e na conta do chá – os 172 “não-votos” para barrar um impeachment, se este fosse colocado em votação, aos que se lembram que para evitar o impedimento é dever obter os 342 votos – 2/3 da Câmara – favoráveis a ele.

E o Centrão cooptado pelo governo passou a ter agora 158 votos e todos estes agora subiram de preço.

O grupo de Maia, somando MDB, DEM e PSDB chega perto de 100 deputados. Com os de outros partidos, talvez 120. Os partidos de oposição de esquerda e centro esquerda, uma centena ou pouco mais.

E há um “varejo” de meia centena de deputados que oscila entre o governismo e a autonomia para negociar o que lhe for mais conveniente.

A política, sem mobilização popular, ficará por algum tempo neste impasse: ninguém tem força para afirmar suas posições.

O maior partido político, neste momento, é o ‘PSTF”, com seus 11 integrantes, uma distorção que não sabemos quanto tempo irá durar e até onde pode ir.

 

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

7 respostas

  1. E o povo brasileiro que vá eleger mal assim lá no inferno. É IMPRESSIONANTE a quantidade de excelentes políticos que não conseguiram se eleger, em contraste com a LIXARADA que os brasileiros colocaram no poder.
    Nenhum país resiste a esse nível de imbecilidade. NÃO há desculpa possível, além de uma estupidez patética.

    1. Tenho absoluta certeza que as eleições são fraudadas. Não posso te afirmar em todo lugar, mas em BH e grande parte de MG as urnas já vem prontas para Aécio. A prova disso é a não eleição de Dilma, praticamente eleita para a vaga de Senadora (só os petistas davam a ela o primeiro lugar). Todas as pesquisas a mostravam eleita com o segundo a perder de vista, no entanto surgiram 2 Senadores que ninguém n unca ouviu falar (eu mesma nem sei quem são) e ficaram com as 2 vagas. O governador Gema é outra incógnita. Nem uma propaganda em BH, eu nem sabia que ele existia, tampouco o número dele. Pesquisei com amigos e parentes de outros locais e foi surpresa geral, todos pesquisaram quem ele era após as eleições. Nisso, Aécio que não apareceu foi eleito deputado, Zema/ BOZO entrou, Anastasia continuou senador, eliminaram Dilma e Pimentel. O que quero dizer é que o povo elege mal, MAS EM PARTE.

    2. Sou pela não reeleição continuada de congressistas, no máximo uma reeleição! Dito isso, gostaria que me desse nomes desses, na sua visão, “excelentes políticos”, Se for atendido, o meu muito obrigado!

  2. Ora, o congresso é um puxadinho do desgoverno miliciano, ali todos os projetos que ferram os brasileiros trabalhadores são aprovados, tanto que o botafogo cobrou o envio da reforma administrativa do desgoverno…………a briga é pra saber que f…. mais a vida do trabalhador…

  3. Maia é o próprio centrão, Boldonaro é tão burro que quer substitui-lo, ele é o maior trunfo do Bolsonaro no congresso, aquele que parece oposição, só parece. Vem negociando com o poder desde nascido, que o diga o papai Cesar Maia.

  4. Esse chileno excomungado vai levar tudo em banho maria e ano que vem tira do rabo flatulento uma dúzia de pedidos de impeachment dessa chapa maldita.

  5. Esse chileno excomungado vai levar tudo em banho maria e ano que vem tira do rabo flatulento uma dúzia de pedidos de impeachment dessa chapa maldita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *