Mais uma queixa crime: ‘diálogo’ entre poderes agora é ‘na delegacia’

A nova queixa-crime contra Jair Bolsonaro enviada pelo Tribunal Superior Eleitoral ao Supremo Tribunal Federal é só mais uma prova daquilo que se tem dito aqui: o stress causado pelas ameaças golpistas do presidente tornou disfuncional o sistema de harmonia entre os poderes da República e, em consequência, o próprio funcionamento do país.

Alguém tem dúvidas que, de agora em diante, o governo perderá em qualquer decisão polêmica que seja levada ao Judiciário.

Exemplifico: alguém acha que a “pedalada” de R$ 40 bilhões em precatórios adiados passará com tranquilidade na Corte Suprema?

Alguém acha que os ministros são tão ingênuos de acreditar que qualquer coisa que seja capaz de alimentar o monstro seja aceitável em nome de um “liberalismo judicial”.

Que eles verão as colunas de tanque, amanhã, pelas vidraças do STF, como uma “manifestação cívica” que vise proteger as instituições?

E aos poucos mas barulhentos maníacos que vão se aglomerar na Esplanada, com gritos e cartazes. apoiando a tal “intervenção militar”.

É natural que isso aconteça, porque Jair Bolsonaro tornou-se, ele próprio, a ilegalidade e a ameaça à Constituição.

Sobrou pouco ou nada do governo, não apenas porque ele não tem projetos como, aos que tentar implementar, ficarão travados na Justiça.

 

 

 

 

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email