Mais uma queixa crime: ‘diálogo’ entre poderes agora é ‘na delegacia’

A nova queixa-crime contra Jair Bolsonaro enviada pelo Tribunal Superior Eleitoral ao Supremo Tribunal Federal é só mais uma prova daquilo que se tem dito aqui: o stress causado pelas ameaças golpistas do presidente tornou disfuncional o sistema de harmonia entre os poderes da República e, em consequência, o próprio funcionamento do país.

Alguém tem dúvidas que, de agora em diante, o governo perderá em qualquer decisão polêmica que seja levada ao Judiciário.

Exemplifico: alguém acha que a “pedalada” de R$ 40 bilhões em precatórios adiados passará com tranquilidade na Corte Suprema?

Alguém acha que os ministros são tão ingênuos de acreditar que qualquer coisa que seja capaz de alimentar o monstro seja aceitável em nome de um “liberalismo judicial”.

Que eles verão as colunas de tanque, amanhã, pelas vidraças do STF, como uma “manifestação cívica” que vise proteger as instituições?

E aos poucos mas barulhentos maníacos que vão se aglomerar na Esplanada, com gritos e cartazes. apoiando a tal “intervenção militar”.

É natural que isso aconteça, porque Jair Bolsonaro tornou-se, ele próprio, a ilegalidade e a ameaça à Constituição.

Sobrou pouco ou nada do governo, não apenas porque ele não tem projetos como, aos que tentar implementar, ficarão travados na Justiça.

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *