Mão atada, pé amarrado

Depois da visita do casal Moro a Jair Bolsonaro no hospital, ontem, não creio que se sustentem os apelos a que o ex-juiz deixe o Governo, por não estar disposto a aceitar que o “chefe” interfira (mais) no Ministério da Justiça e na Polícia Federal.

A foto bem que merecia a legenda de “uma mão amarra um pé”, pois tanto serviu para amarrar a mão de Jair Bolsonaro para “ir de leve” com a intervenção na Polícia Federal como ata os pés de Sérgio Moro para qualquer desembarque do Governo.

O jogo de gato e rato entre ambos está longe de terminar, porque interessa a Bolsonaro deixar que Moro encolha mais antes do fim e a Moro apavora ficar sem o cargo, pelo que lhe podem fazer, a partir daí, os tribunais superiores.

Repito o que disse na sexta-feira, à TVT: Moro não tem para onde ir e quem não tem as vértebras duras da dignidade não sai sem ter abrigo.

Para quem achou que seria dono do governo, talvez a frase que Moro postou em seu twitter seja apenas uma amarga constatação: “o homem é forte”…

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

26 respostas

  1. Só fico imaginando o que diria a culta, elegante e sóbria Brigitte Macron sobre a estética dos seres dessa fotografia, já que beleza não se aplica em nenhum julgamento moral.
    A esposa do juizeco ultrapassa todos os limites da feiura pessoal, não quero nem questionar sua aparência, só a comportamental basta.
    Lula Livre.

  2. Eu não sou conhecedor profundo da política, mas acho que o “projeto de Moro” é deixar que Bolsonaro o demita, para sair do governo como “aquele que não deixaram trabalhar”. E daí partir para 2022, seu único objetivo, além é claro do futuro exílio (fuga) nos EUA.

    1. Ele não sai do governo porque não tem para onde ir. Mas o dia que sair, seja do jeito que for e pelo motivo que for, também não tenho a menor dúvida de que dirá que não fez nada porque bozo não o deixou trabalhar.

  3. como dizia o poeta: “O homem que nesta terra miserável mora entre as feras, sente inevitável necessidade de também ser fera”. Não estaríamos todos nós também caminhando a passos largos e acelerados para ser fera também? A destruição e o ódio parece uma força irresistível, imparável, como um buraco negro a absorver tudo, a todos, a qualquer luz, a qualquer esperança. Mas, como dizem por aí, não há treva que dure para sempre. Já não sei de onde tirar forças.

  4. Perfeito Fernando Brito, sobre Moro, o pano de chão de Bolsonaro: Moro não tem para onde ir e quem não tem as vértebras duras da dignidade não sai sem ter abrigo.

    1. De pleníssimo acordo. Moro é um ser humano medíocre, pouco inteligente, sem dignidade nenhuma e com índole de psicopata social, pois gosta de humilhar as pessoas. Sua aura de herói sempre foi 100% falsa, forjada por uma grande mídia nada ética ou profissional.

  5. O semblante da dona Moro não é mais tão sorridente como em tempos anteriores em que o marido era o rei da cocada branca.

  6. A cara de um, focinho do outro
    Como já dizia o velho ditado
    Um não sobrevive sem o outro
    E o Brasil é quem está ferrado
    Vão viver nesta dependência
    E o povo vai ficar na sofrência
    Ao mão atada e pé amarrado.

  7. O Moro é uma figura patética, vejam só, quem se ancora em Jair Bolsonaro para manter popularidade, fica a fazer poses ao lado de um sociopata descarado é considerado o quê? Em um lugar em condições normais de temperatura e pressão, um canalha ou um também sociopata, uma pessoa sem brilho, um indulgente intelectual. Tenho pena dos filhos do casal ao ver, no futuro e nos livros de história, os pais ao lado de uma figura tão repugnante, eu sei que eu teria uma vergonha imensa. Esse é o estado das coisas aqui no Brasil, onde posar ao lado de um criatura desprezível como o Bolsonaro pode ser considerado algo prestigioso para alguns.

  8. Aquele que, ele Moro, tentou subjugar na sua masmorra de Curitiba, é forte e suplantará a todos os canalhas que, farsescamente o colocaram lá. Se prepare falso, sua hora está próxima e a verdade se revelará.

  9. Moro, deixe de ser bobo. O Boçalnaro não é forte coisa nenhuma. Você é que é um fracote, um franguinho d’água medroso sem um pingo de vergonha nas fuças.

  10. Ôh Moro, deixe de ser bobo. O Boçalnaro não é forte coisa nenhuma. Você é que é um fracote, um franguinho d’água medroso e mentiroso.

  11. Com a Vaza Jato, Moro perdeu a boquinha nos Istaduszunidos. E nem em Escobares, no Texas, dará palestrinha.
    Aqui a “Maçonharia”, os clubes sociais do interior e as privadas faculidades ainda o chamarão. E é só!

  12. Em biologia o relacionamento Moro&Bolsonaro é chamado de “simbiose”. Quando duas espécies precisam uma da outra para sobreviver. Moro não pode desgrudar de Bolsonaro porque foi jogado no vento pela chefia estadunidense e teme ir em cana casa perca o cargo, e Bolsonaro sabe que não pode jogar fora a escada da LavaJato e diminuir o numero de seus apoiadores (em viés de queda). É a famosa sinuca de bico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.