‘Marola’ de Bolsonaro não detém deslizamento da economia

O quase-ex- ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje a investidores estrangeiros que, com a cartinha que Temer escreveu para Jair Bolsonaro, também “tudo de volta aos trilhos”, também nas atividades econômicas e que, embora estejamos vivendo “o pior da inflação”, ela baixará para “algo entre 7,5 e 8%” no final do ano.

Se o senhor Paulo Guedes tiver uma destas calculadoras de camelô, mesmo com ela será possível se novembro e dezembro tivessem uma inflação de ,menos de 0,5%, metade da que se vem registrando hoje. As projeções da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, a Abima, datadas de ontem, já são de 0,99% para o IPCA de novembro.

Inflação de 1% no mês, dada como certa, só tem como dúvida se e o quanto ficará acima disso.

Podem fazer a pantomima que quiserem, traz efeito apenas aos que lucram com espertezas , temores e falsas euforias, como os que, ontem, se aproveitaram de uma euforia no câmbio e na bolsa que não durou um dia e devolveu os ganhos de ontem.

O aumento dos preços dos alimentos é forte e contínuo: subiram frango, café, carne suína, bovina. Nos grãos (arroz, milho, trigo, café, soja, feijão) extinguiram-se os estoques reguladores públicos, que impediam altas alucinadas de preços. Em consequência, no que ainda havia alta, agora elas se elevam a até 30% m dois meses.

Pequeno produtor não estoca para acompanhar cotações internacionais, vende na baixa ou na alta porque não tem fôlego para especular por cotações.

Mas os grandes, não, ganham no preço muitas vezes mais do que aplicam na construção de um ambiente de conflitos, como estes que patrocinaram entre os caminhoneiros, que não desobedecem aos frotistas que, por sua vez, não desobedecem a seus clientes do agro.

Estamos praticamente sem comando econômico que, se houvesse, já teriam dificuldades em conter a inércia altista dos preços livres e, pior ainda, estamos acima de 11% de inflação nos preços administrados pelo governo.

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *