Mercado financeiro volta a afundar com situação da China

Vai ser outro dia de “segura, peão” no mercado financeiro.

O dólar abriu roçando os R$ 4,25 e o Ibovespa futuro – o mercado ainda não abriu – tem queda forte, sinalizando que a Bolsa – lembram do recorde? – pode perder hoje os 113 mil pontos, o que representa uma perda de 4,6% desde a quinta-feira da semana passada.

Coisa de fazer tremer os nervos dos amadores que entraram na onda do “agora a coisa vai”.

Porque os profissionais, sobretudo os gringos, sabem muito mais deste jogo. Tanto que os investidores estrangeiros, até o dia 27, já tinham tirado nada menos que R$ 14 bilhões da Bovespa, quase um terço do que sacaram no ano passado inteiro, que já tinha sido de saídas “nunca antes na história deste país”.

A situação da China continua se agravando, por enquanto no mesmo ritmo dos últimos dias, mas o isolamento (inclusive econômico) se acentua.

Mas ainda tem gente achando que isso é “uma gripezinha que até o fim de semana passa”.

Quando – e se – os mercados de ações abrirem na China, na segunda-feira (será?), o tombo será imenso.

Os espertos estão se precavendo, os trouxas, repetindo aquela história de que, em chinês, “crise é oportunidade”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

11 respostas

  1. Segundo o PIG ainda tem muita banha p queimar…

    Para bater o recorde real, o dólar hoje precisaria passar de R$ 10,79, de acordo com cálculos da empresa de informações financeiras Economatica. Esse valor corresponde à cotação de R$ 3,954, atingida em 22 de outubro de 2002, corrigida pela inflação acumulada no Brasil e nos Estados Unidos desde então.29 de ago. de 2019
    https://economia.uol.com.br › d…
    Com inflação, dólar só bate recorde de 2002 se fechar acima de R$ 10,79 – 29 ..

    1. A mortandade do coronavirus é até agora muito menos impactante do que o surto de gripe 2019-2020 nos EUA. A diferença é a mortalidade entre 20-40 vezes maior, por isso o grande esforço em conter o contágio. Enquanto o coronavirus tem uma mortalidade de 2% o surto de Influenza nos EUA tem uma mortalidade de 0,05-0.1%.
      As estimativas preliminares do CDC para o período entre 1 Outubro 2019 e 18 Janeiro 2020, são de que entre 15-21 milhões de casos de Influenza, com 8.200-20.000 mortes. https://www.cdc.gov/flu/about/burden/preliminary-in-season-estimates.htm

      1. Exato. O que torna o surto atual mais preocupante, pois os 2,1% de mortalidade esperada pelo observado até o momento vai se dar sobre um número absoluto bem maior que os casos de SARS e MERS, as últimas epidemias de coronavirus ocorridas, e muito mais disseminado geograficamente. E, o que se fala muito menos, é o número bastante baixo de pessoas consideradas já recuperadas da doença, cerca de 1,9% dos infectados. Isto significa que muitos ainda estão clinicamente doentes, incluindo-se aqui os casos considerados graves, com insuficiência respiratória mais significativa e que podem engrossar a contagem de vítimas fatais. No momento, nenhuma notícia alvissareira, a OMS fez bem em declarar emergência Internacional. Aguardemos.

  2. Perder os 113.000 pontos ????? Nossa ! Eu não acompanho a bolsa há uns dez anos mas, pelo que conheci, é SURREAL ela ter chegado a esse nível nesse país estagnado.
    “Segura peão” vai ser quando ela perder os 100 mil, 80 mil, 50 mil……. Aguardem ! Esse dia chegará com certeza.

  3. enquanto nos distraímos com os weins e traubs, o dólar já vai a R$ 4,27. o pais segue desgovernado, os direitos trabalhistas sendo exterminados, assim como os trabalhadores, estudantes e aposentados. as estatais sendo vendidas e o estado liquidado. e o gado aplaude…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.