Miriam Leitão reconhece que “rombão” pode superar nova meta

miriammeta

Mesmo Míriam Leitão, defensora das privatizações e dos arrochos fiscais mais pesados, reconhece hoje que haverá dificuldades em cumprir a nova meta de “rombo” fiscal de R$ 159 bilhões.

Meta fiscal estratosférica parece ousada diante do rombo que se materializa para o país, disse, agora de manhã, na CBN.

É uma oitava acima do que foi admitido, ontem, pela própria Secretária do Tesouro, Ana Paula Vescovi, que acha o “rombão”, ainda, ” uma meta ousada e apertada“, embora creia ainda que possa ser cumprida.

O leitor e a leitora certamente se recordará que a dita “área política” do Governo defendia a elevação da meta para R$ 170 bilhões, como se afirmou aqui há um mês.

O valor não saiu do nada: saiu do Ministério do Planejamento, em função da programação de gastos públicos até o final do ano.

Como nada indica que haverá dinheiro a mais para entrar, não haverá dinheiro para sair.

Há, nas contas do mês passado, sinais preocupantes de que pagamentos comecem a ser retidos, como o fato de as despesas de pessoal e de benefícios – que, mesmo sem reajuste, têm um óbvio crescimento vegetativo – terem ficado abaixo do planejado.

A impossibilidade, em princípio, de “acertar”  com um “extra” um estouro da meta vai levar, à medida em que se aproximar o final do ano, a cortes ainda mais profundos nas despesas de custeio da máquina pública federal.

O ousado fica por conta dos tecnocratas. O apertado, na conta do povo que usa os serviços públicos federais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. A verdade é que o Povo Brasileiro precisa tomar Providencias contra esses Políticos , vamos exigir cortar as mordomias dessa Classe que não representa a nossa sociedade. São Usurpadores da Nação. Vamos pedir para extinguir a manutenção do SENADO, pois só serve para dar Prejuízo ao PAIS em maior parte não traz beneficio ao Brasil, só serve como (casa de negócios pra os próprios).

    1. Agora tem que perguntar a quadrilha que está no poder? vendendo o BRASIL, para os estrangeiros por falta de competência Politica; o mais fácil é privatizar tudo para atender aos RENTISTAS DO EUA.

    2. O Michel Temer é de extrema direita, partidário do estado mínimo, porta voz do mercado financeiro, despreza o servidor público e povo de maneira geral, todos sabemos que quer resolver problemas a toque de caixa p/não deixar um legado tão ruim para o PMDB (já que para o povo ele, pessoalmente, já foi “pro saco”), é tão corrupto quanto Maluf, José Dirceu, Collor, Renan Calheiros, Romero Jucá, entre outros, e toda pessoa razoavelmente politizada sabe disto, ….mas convenhamos, não foi ele quem criou esse rombo! Sabemos que ele não teve tempo para fazer esse estrago. Os petistas devem dar graças aos céus pela saída da Dilma, pois hoje essa batata quente estaria nas mãos dela e talvez de maneira pior, já que era cabeça dura e não dava ouvidos a assessores, apesar de não saber nada de Administração Pública. Ela teria enterrado o PT! Creiam: ela ajuda a criticar o governo atual, e é natural que o faça, mas deve pensar todos os dias, “graças a Deus que saí dessa em tempo”!!

  2. E a manipulação da Globesgoto a todo o vapor: analisa-se a política econômica, o Rombo, e nem um pio sobre os motivos do endividamento. Propinas para ganhar votos, propinas para evitar processo criminal, perdão de dívidas fiscais das megaempresas, bilhões e bilhões do dinheiro do país caindo feito chuva nas contas bancárias dos deputados e amigos.

  3. Erros em cima de erros. O pior não é contabilizar os erros da política econômica atual, regida pelos representantes da banca internacional, ou lembrar os equívocos cometidos por Dilma. O mais grave é que o desgoverno golpista não tem compromisso algum com a opinião pública e portanto não dá a mínima para a rejeição do povo porque não foi eleito para isso. Temer não foi eleito para ser presidente e, muito menos para implementar um programa econômico que é justamente o avesso do programa eleito nas urnas em 2014. A falta de legitimidade do governo e sua indiferença em relação ao que pensa a sociedade são os grandes dramas porque nos levarão a descalabros crescentes da “equipe brilhante” de gênios do mercado que seriam expulsos de Wall Street pela opinião pública americana caso ousassem impor suas gracinhas nas terras do Tio Sam. Lá, por mais que o mercado mande e comande, ainda há respeito às regras democráticas e alguma inteligência da mídia, que tem vergonha na cara para denunciar a estupidez governamental.

    1. Tudo o que foi dito sobre o Temer é verdade, é corrupto, trabalha para o mercado financeiro é insensível aos problemas do servidor público e do povo em geral, e gostaria muito que ele saísse do governo, mas sem ser substituído, é claro, por qualquer dessas figurinhas carimbadas que vemos na TV e na imprensa em geral, pois todos são igualmente corruptos! Mas dizer que é ilegítimo, isto é um contrassenso, pois, no Brasil atual o Presidente da República é eleito em chapa casada com o Vice, sendo que a constituição diz que na ausência do Presidente, assume o Vice, simples assim! Quem votou na Dilma, votou no Michel Temer. Se o PT, casuisticamente, adotou o PMDB como parceiro por causa do seu tamanho e prestígio no interior do país, assim como se aliou ao Maluff, Collor, Sarney, Renan Calheiros e outras excrescências políticas, hoje colhe o que plantou. Eu não ajudei a botar o Temer lá!

      1. O sujeito simplesmente deu uma guinada de 180 graus no programa de governo.

        As pessoas votam no presidente, ponto. Vice apenas para o caso de falecimento ou doença do titular. O impeachment foi forjado para colocar o vice na presidência e dar o “meia volta, volver” em relação ao que o povo votou. Logo, é ilegítimo, simples assim.

        1. Na verdade Temer é fruto das escolhas dos coxinhas e dos deputados e senadores que os representam para seus bel-prazeres. Nada a ver com a escolha democrática que fizemos em 2014 para ter Dilma até 2018. Todos os rombos, roubos, descasos com o povo, reformas malditas, desmantelamento da máquina pública, privatizações perversas, estancagem daquela porra de sangria da Lava Jato deve ser atribuída a eles, exclusivamente a eles e a ninguém mais.

          1. Aliás Dilma está vivinha da Silva. Estaria no poder até hoje se uma certa raça de parasitas do voto alheio, associado a uns pobres diabos perdedores de várias eleições não tivessem se adonado do que jamais lhe pertenceu. O golpe não passou de um grande desastre da nação. Alguém aí tem alguma dúvida?

      2. Ajudou sim, se foi pra rua bater panela foi você e outros idiotas quem botou ele lá. Agora que a merda tá feita quer tira o corpo fora e colocar a culpa nos outros e, como todo coxinha, é um fdp e covarde.

      3. “A culpa não é minha, eu votei no Aécio”
        kkkkkkkkkkkkk

        O temer está governando com o psdb, conhece? aquele partido de gente honesta e íntegra que você sempre vota… Esse programa de governo é neoliberal, é a mesma merda que o psdb sempre pregou, não tem nada a ver com o pt.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.