Moro e sua convicção sem provas

Apesar da “torcida” – e quem, a esta altura não torce por alguma chance de se afastar da Presidência um desastre como Jair Bolsonaro? – parece ser unânime, nos jornais, a impressão de que o depoimento de Sérgio Moro à Polícia Federal desenha um caminho que, nesta direção vai dar em nada.

Mal acostumado por seus tempos de juiz, o ex-ministro não apresentou o principal: a razão que estaria fazendo Jair Bolsonaro em insistir, durante meses e com os métodos mais agressivos, na troca do superintendente da PF no Rio de Janeiro.

Como sabe qualquer leitor de romances policiais, o interesse é a força motriz do crime e é impossível que Sérgio Moro não soubesse, afinal, porque o atual presidente tanto cobiçava o controle da PF no Rio.

Se não as revelou, tudo indica, foi cúmplice disso.

Mas acha que pode manter esta estratégia de “verdade parcial”, com base na sua autoridade que, agora, resume-se ao seu prestígio na Globo e nos seus comentaristas.

É claro que o que ele contou é suficiente para que se saiba o já sabido: que Bolsonaro pretende blindar a si e a seu núcleo familiar. Mas falta o “ato de ofício” claramente vinculado a isso e mesmo os praticados de mudanças na PF não terão vinculação a desvios se não se apontar a que objetivo espúrio eles se destinam.

Vai se manter um estado de agitação, claro, e não é impossível que logo surja uma versão plausível destas finalidades. Mas Moro, ciente delas, recusou-se a dizer.

Ou não tem coragem ou não tem provas. E, em todos os casos, preserva-se no inescusável ato de cumplicidade que, desde agosto do ano passado, conhecer o que seria um grave crime e ter se abstido de agir em proteção a seu próprio cargo de ministro.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

19 respostas

  1. O mais engraçado, pra não dizer, absurdo, será ouvir o gado bolsonarista dizer que “as provas” ou “índícios” apresentados pelo Marreco de Maringá, não valem nada.
    São os mesmos idiotas, que anos atrás, sustentavam que os “indícios” contra Lula eram muito fortes, como por exemplo, o apartamento NÃO ESTAR no nome de Lula.
    Se não estava no nome de Lula, ERA EVIDENTE que era de Lula!!!!!!
    Agora, como o Bozo nega a interferência, É PROVA DE QUE É INOCENTE!!!!
    Ou seja, Bozo e seu gado acabaram com a lógica e a inteligência.
    Ser burro e estúpido, passou a ser legal.
    Ser inteligente e analisar os fatos, passou a ser…. “COMUNISTA”!!!!

    1. Mais do que nunca, aplica-se a frase de Requião: “Nem toda pessoa que é contra o Bolsonaro é petista ou comunista. A maioria é só inteligente mesmo.”

  2. QUERO, ARDENTEMENTE, QUE BOSOSSÁURIO, ESTE ESTÚPIDO E TORPE PRESIDENTE, CONTINUE DESGOVERNANDO O BRASIL!
    ELE ESTÁ FAZENDO UM ÓTIMO TRABALHO DE DESTRUIR O DISCURSO DA DIREITA BRASILEIRA!
    VAI SOBRAR SÓ O ESQUELETO DA ECONOMIA BRASILEIRA!
    QUEM VIVER, VERÁ!

  3. QUERO, ARDENTEMENTE, QUE BOSOSSÁURIO, ESTE ESTÚPIDO E TORPE PRESIDENTE, CONTINUE DESGOVERNANDO O BRASIL!
    ELE ESTÁ FAZENDO UM ÓTIMO TRABALHO DE DESTRUIR O DISCURSO DA DIREITA BRASILEIRA!
    VAI SOBRAR SÓ O ESQUELETO DA ECONOMIA BRASILEIRA!
    QUEM VIVER, VERÁ!

  4. Moro arregou. Sabe que se informasse o “ato de ofício” que levou Bolsonaro a trocar o diretor de PF, seria arrolado como cúmplice.

  5. Golpear é preciso, provar não é preciso. Não se você é amigo do rei.

    Bolsonaro é irresponsável e merecia ser amordaçado, mas ser derrubado no tapetão só mostra que as instituições continuam funcionando como funcionaram no impixe. Comemoração: nenhuma.

    1. Excelentes as suas charges, Berzé. Parabéns. Pena que o Fernando Brito não as utilize para ilustrar suas matérias, dando-lhe assim maior e merecida visibilidade. Você já conversou com ele sobre isso?

      1. Verdade, Francisco. Tb apoio essa ideia. Essas charges são ótimas para gente mandar pra aquelas pessoas, que sofrendo das faculdades mentais (ou sendo picaretas mesmo), votaram no Bozo. Eu acho ótimo mandar essas charges para pessoas que eu conheço, para depois ouvir o …… silêncio da resposta.

  6. Caro Fernando Brito, caros leitores do Tijolaço,

    Toda essa farsa, esse telecatch, já tinha sido percebido por muitos de nós, acostumados às atiladas, estratégicas e visionárias análises do duplo Expresso. A canastrice dos atores é evidente. Mas muitos jornalistas, comentaristas, analistas que se dizem “progressistas” insistem em participar desse circo, manipulando como gado/rebanho o público leitor/espectador. A milicalha, a juristocracia, a banca, o latifúndio, a burguesia podre e fétida, o PIG/PPV, todos esses operadores locais do golpe sao sabujos e vassalos do ACI, que é composto pela finança transnacional, Deep state estadunidense e oligarquias do capital dos países centrais (com EEUU à frente). Bozo, Torquemada Araucariano, os generalecos, essa juristocracia, a canalha do do Congresso (parceiros ou herdeiros de Eduardo Cunha, Roberto Jefferson, Aécio Cunha e quejandos), a podre e fétida burguesia tupiniquim, mídia corporativa (PIG/PPV), todos eles não valem um tostão de mel coado, nem mesmo aquilo que os gatos enterram.

  7. Quando Moro disse na mensagem a deputada Zambelle: Não estou a venda! Ele já tinha articulado com a TV Globo e afins esse teatro do absurdo, onde só um canalha sórdido e frio da marca dele articula.

  8. Análise honestíssima do Fernando Brito! Todos torcemos pra que esse “distinto senhor” (pra manter o nível e o decoro) caia fora o quanto antes. Entretanto, não podemos achar certo hoje os mesmos métodos que usaram contra a Presidente Dilma.

  9. Criminoso Moro cometeu pelo menos 2 atos de ofício para proteger Genocida Bolsonaro e sua família: 1) intimidou o porteiro do condomínio, usando a PF; 2) intimidou Ronnie Lessa, assassino de Marielle, usando a PF.

    Estes atos de ofício provam um dos interesses do Genocida no Rio (existem muitos outros, como, por exemplo, controlar o porto de Itaguaí): evitar ser investigado, junto com os filhos, como mandante do assassinato de Marielle Franco.

    Mostram claramente o interesse de Bolsonaro em ter o controle da PF no Rio. E, ao mesmo tempo, provam que Moro foi cúmplice do genocida, com seus atos de ofício.

    Moro, portanto, só poderia abrir os interesses do Capo numa delação premiada, pois criminoso um, criminoso o outro. Deve ser exigido de Celso de Mello e do PGR que façam a proposta para o bandido Sergio Moro.

    Seria a ironia das ironias ver o criminoso – vulgo Marreco de Maringá -, covarde e mau-caráter como sói ser, se tornar um delator premiado para escapar da cadeia, um Alberto Youssef da vida.

    E seria delicioso assistir os interrogatórios desse miserável desgraçado na TV Tijolaço, cuspindo – quén-quén por quén-quén – os feijões e os ratos (*) da sua infame carreira criminosa.

    (*) V. charge do Berzé

    1. Foi um depoimento tão inútil que o PGR amigo já está esfregando as mãos para jogar tudo no lixo !
      O que no fundo sempre foi o objetivo… aparecer no PIG, não se comprometer com nada e nem se auto-comprometer…

    2. Bela lembrança, a da intimidação do porteiro e do pistoleiro. Estão a passar em branco estes importantes detalhes.

  10. Sempre achei Moro de uma burrice monumental. Mas nunca imaginei que ele fosse tão ou ainda mais estúpido do que o capitão morte que assola o Planalto.

  11. No casa Michel TemerxJBS as provas apresentadas eram bem mais robustas (com audio e tudo) e vejam o que aconteceu, agora o marreco de Curitiba presenta apenas convicções, como sempre nos tempos de juiz, e acham que pode dar em alguma coisa, tolinhos…

  12. Vendo o desastre preferiu o “sacrifício” de deixar (?) o desgoverno mitológico. Mas percebeu que ( e aí está a razão) sem atritos e desgastes com a área militar, caso haja a ida do desastre para a reserva ( insanidade? qual o motivo para a inimputabilidade?) outro militar tão primitivo como ele assume e o indica ( será que é esse o acordo?) para a tão sonhada vaga no STF. Aposentadoria garantida, benesses para o serviçal da subversão, destruição e golpe. IN MORO WE TRUST Seu prêmio está garantido e, quem sabe, a Presidência. Serginho sabemos o que vc fez no verão passado…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.