Moro, entre o não ser e o ser um nada

 

Em seu magnífico Os Trabalhadores do Mar, Vitor Hugo fala na diferença em “ser nada e não ser”.

É nesta situação em que se encontra o sr. Sérgio Moro agora com as informações de que Sérgio Moro não teria pedido demissão, mas dito que, se fosse trocado o diretor geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo por Jair Bolsonaro.

Sair será o “não ser”: não sendo ministro e não sendo juiz para projetar-se como algoz de seus réus e faz sumir as últimas barreira para que o Supremo Tribunal Federal, sem piedade, o declare suspeito e abale o que restar ser sua fama de paladino judicial.

Ficar, será o ser nada, com um sepentário de cobras na polícia e na política para deixá-lo só e apavorado com as armadilhas que lhe prepararão, sem que possa socorrer-se das hordas moralistas, agora agregada ao rebanho bolsonarista, já quase sem distinção.

Se sair, o que lhe restará é ir para os braços de Dória, cujo governo é o pouso dos excretados do bolsonarismo.

Se ficar, vai murchar mais do que já se enrugou, exalando o odor da pusilanimidade, da covardia, do arrogantemente poderoso que se verga, e crê recuperar em migalhas a altivez que perdeu.

Algo, porém, terá de entregar ao Moloch bolsonariano para devorar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

25 respostas

  1. Sergio Moro é pior que Bolsonaro, pois é frio, calculista, desumano, um traidor contra os reais interesses nacionais, talvez não bata continência à bandeira americana pois burro ele não é, mas faz mais que isso, dilacera as maiores empresas brasileiras pelo interesse externo, ele é muito pior que o alienado presidente.

    1. Nunca podemos nos esquecer que Bolsonaro não é a causa dessa tragédia brasileira, é a consequência. Quem nos trouxe até aqui foram os moros, os dallagnol, os aécios e gilmares mendes ( minúsculas e plurais propositais)do Brasil. O Bozo nada mais é do que um erro de cálculo.

    1. Esse Meyer Nigri não é o amigão do atual Ministro da Saúde, o sr. “Reich”? Que coincidência!!!

  2. Ele não sai, estou certo. A menos que seja demitido continuará rastejando para atingir seus objetivos.

    1. Ibsen, meu querido, essa é pule de 10. Só sai se o Bozo meter-lhe o sapato. Vai fazer biquinho depois declarar em voz fraca e esganiçada: se é para o bem de todos (exceto putas, pretos, pobres e, especialmente, petistas) e para a felicidade geral da Bozolandia Lavajateana digam ao gado que fico!

  3. De dois sujeitos aberrantes que perderam o pudor,que carecem de limítes morais ,se espera tudo.
    Até que terminem o dia trocando o script e jantando no Alvorada ,como velhos amigos.

  4. o moro para recuperar o q perdeu ao abrir mao do cargo de juiz, teria q conseguir a indicacao para o Supremo. Aos 47 anos e caso ganhasse a presidencia nao teria uma aposentadoria. A nao ser que. mas nao com ele q eh o paladino da justica… Viver de palestras acho q cansaria rapidinho aos possiveis clientes. Logo, tudo leva a crer q ele tera q engolir todos os sapos q o Minto puser na goela dele

    1. Enquanto existir a Lava Jato (ou outra operação que venha a sucedê-la), não faltarão megaempresários multimilionários dispostos a pagar fortunas por “palestras” ministradas pelos membros e amigos da força-tarefa, para demonstrar vontade de “cooperar” com o grupo “anti-corrupção”.

  5. Com tantos crimes nas costas, com tanta sordidez de caráter, ainda me revolta q o juizeco tenha no horizonte os privilégios de um stf. Ou uma boquinha política entre a extrema direita. Impunidade é o seu nome?

  6. Existe aqui a mera possibilidade de lançarem uma notícia-bomba, suficientemente grande para impactar a explosão das mortes pelo vírus a se confirmar nas próximas horas. Posso estar enganado, mas percebo aí apenas mais um “eletrizante capitulo’ da radio novela que minha avó ouvia, recostada na cama, enquanto eu, no assoalho brincava com meus jogos de madeira. Faz algumas decadas, mas a cena é muito familiar. Enquanto isto, pastores e o gabinete cor-de-rosa ganham tempo para encantar os idiotas e os perversos.

  7. Com sua ameaça de demissão, Moro fez ver a Bolsonaro que não pode trocar o diretor da Polícia Federal. A PF é a garantia que Moro tem contra as manobras de Bolsonaro. E assim Bolsonaro fica em situação de xeque. Entrou por uma via que parecia uma avenida, mas era um beco sem saída. Agora vai ter que voltar de ré, com muito sacrifício. E parece que não vai ter outra rua para se meter nela.

    1. Ré é com o bandido BOSTA mesmo … não viu o Mandetta ?
      Agora o CONJE é outro bandido rastejante … faz tudo por uma vaga no ÇTF …
      Uma história de bandidos, em que o poderoso chefão fica no chinelo …

    2. Pelo visto, a vaidade maior dele é pelo STF, a permanecer capachão do bozo. Porque, se for a candidatura a presidência, pra ele esse seria o timing perfeito: sair no momento em que a economia se implode e que bozo aproxima-se de Bob Jefferson e Valdemar da Costa Neto. Acho melhor ele ficar, pra afundarem juntos, criatura e criador.

      1. Ao que parece, o Bolsonaro vai dar de ré, tomar impulso e meter seu fusca em cima do muro do fim do beco. Vai demitir o cara da PF, para tentar evitar a prisão de seu filho e o desmoronamento de seu aparelho de propaganda ilegal chamado de Gabinete do Ódio. É uma coisa deveras interessante. O Senado ou o Supremo vão ter de mandar um beleguim para estourar o mafuá. E o indigitado pensa que pode se safar trocando o beleguim por outro que possa chamar de seu. E o Moro, depois da troca, se ficar, vira mingau. Se sair, adeus candidatura à presidência. Vai ter que se abrigar nos braços do Dória, e esperar que este se eleja presidente, para então suspirar novamente com a miragem da vaga no STF. Só que o Dória, que vai faturar com o resto de prestígio do ex-juiz, se eventualmente vier a se eleger, não terá por que colocar um Moro já sem gás no STF. Um tapinha nas costas lhe será suficiente.

        1. Também tem emprego garantido em consultorias de compliance usando as informações da Vaza Jato.

    3. Pelo visto, a vaidade maior dele é pelo STF, a permanecer capachão do bozo. Porque, se for a candidatura a presidência, pra ele esse seria o timing perfeito: sair no momento em que a economia se implode e que bozo aproxima-se de Bob Jefferson e Valdemar da Costa Neto. Acho melhor ele ficar, pra afundarem juntos, criatura e criador.

  8. O bandido mafioso “Robert(o) GÂNGSTER jefferson” exigiu a saída do moleque…
    … Esse canalha SUJO ‘mor(T)o’ é pior do que o congênere monstro psicopata Bozovírus!…
    O energúmeno glutão suarento félix fischer dará ao infame o cargo de escrivão em qualquer repartição de Maringá!

    1. “O Brasil é um país medieval” Por mestre Mino Carta
      E o país da pior e mais escrota e mafiosa classe dominante do universo…

  9. Não precisa de palavras, só ????????????????????????????????????????????????????????????????????

  10. O chefe dele entrou no modo impedir o degeneral definitivo do seu desgoverno, “O general da banda”, que já vem catucando por baixo. Mas não se iludam com este último, é mais uma viúva da ditadura de uma geração de milicos que, por anacrônica e falta de projeto para o país, é mais reacionária do que aquela de 64.
    Seu chefe quer salvar a própria pele e manter o mandato, por isso anda à procura de seus antigos pares da vida pRalamentar, aquela corja que não se pode nem chamar de baixo clero da casa, mas de bas-fond, do submundo do congresso.
    https://youtu.be/gBngDkqiE5U

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.