Mortes e novos casos têm pior semana na pandemia

Os dados oficiais do Ministério da Saúde, liberados há pouco mostram que a semana encerrada hoje é a de maior número de novos casos e de novas mortes desde o início da pandemia.

Foram, com os 1.211 mortos das últimas 24 horas, 7.677 óbitos na semana, segundo o MS, ou 7.714, segundo as secretarias de Saúde dos Estados. A média semanal, portanto, chegou próximo a 1.100, a mais alta de todos os tempos.

O mesmo aconteceu com o número de casos, que ficou, nas notificações de hoje, a mais de 51 mil e totalizaram 320 mil na semana, ou quase 46 mil em média diária.

No nosso “modelo” de relaxamento, os Estados Unidos, registrou-se um recorde de casos em 18 Estados e no total de novas contaminações em um único dia, 78 mil.

Estamos correndo o risco evidente de uma elevação impensável da epidemia do vírus, sob o completo descaso dos governantes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

3 respostas

  1. Os militares entreguistas que ocuparam o Ministério da Saúde são, junto com Bolsonaro, os principais responsáveis pelas dezenas de milhares de mortes de brasileiros. Mas eles estão mais preocupados com os interesses dos EUA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *