Não adianta a matilha uivar, Dallagnol está perdido

Até vídeo de um suposto encontro do presidente do Supremo Tribunal Federal , Dias Toffoli com alguém que é identificado como o jornalista Glenn Greenwald ( e, claro, não é, mas o desembargador Walter Piva Rodrigues, do TJ/SP) os lavajateiros estão pondo para circular nas redes sociais.

É o desespero de quem se viu atropelado pela revelação da conspiração da República de Curitiba para derrubar Gilmar Mendes ( e o próprio Dia Toffoli) do STF e que selou, definitivamente, o afastamento de Deltan Dallagnol da Força Tarefa, não importa o que se faça para adiar o inevitável.

Mendes -para seus padrões – reagiu com relativa moderação às revelações, repetindo que a Força Tarefa se tornou uma “organização criminosa” e que não se surpreenderia se os promotores “tivessem aberto uma conta em meu nome na Suiça”, para incriminá-lo. E, então, segundo o site jurídico Jota, falou a frase mais importante: “imagina o que não fizeram nas delações, nas combinações sobre delações”.

Aí está a “obra” de Dallagnol e sua turma: a credibilidade de tudo o que foi apurado, agora, está em xeque, pelo que se mostraram capazes de fazer para alcançar seus objetivos.

A Veja fala em “clima de funeral” na sede da Lava Jato em Curitiba.

O que os “minions” não conseguem compreender que a questão não é ter simpatia ou não por Gilmar Mendes e nem sequer o julgamento sobre seu comportamento, mas a prova inequívoca de que os promotores da Lava Jato não apenas descumpriam a lei e suas reservas de poder como, jocosamente, debochavam disso.

Salvo na insensatez absoluta, não vão achar quem os defenda, agora que nem sequer dúvidas restam de que os diálogos são verdadeiros.

Pior ainda, com a proximidade (e a promiscuidade) entre Dallagnol e o então juiz, o efeito de sua queda é o de um pino de boliche ao lado de Sergio Moro.

Amanhã ou depois, certamente, mais aparecerá, na bem sucedida estratégia de publicação que o The Intercept e seus parceiros seguem, necessária num país onde as indignações éticas da mídia e da Justiça chegaram a um pavoroso entorpecimento que ainda enfrentamos.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

27 respostas

  1. Passaram 5 anos vazando manchetes para a imprensa. Destruíram o país e colocaram no poder um governo de fascistas. O que querem mais?

  2. Em qualquer país medianamente civilizado, o que não é o nosso caso, estes delinquentes da Farsa a Jato já teriam sido demitidos do serviço público e acionados judicialmente por crimes contra o Estado. Estes traidores conspiraram, desavergonhadamente, com autoridades de um país estrangeiro para derrubar nossa jovem e frágil democracia em 2016 com o golpe de Estado que patrocinaram contra a Presidenta eleita constitucionalmente. Se o nosso desmoralizado sistema judicial não se importa com isso, os brasileiros que amam seu país cobrarão implacavelmente uma exemplar punição para estes bandidos de Curitiba cujos crimes não podem ser perdoados e nem esquecidos para que nunca mais se repitam.

  3. Se o Gilmar tem conta na Suíça é preciso ser averiguado ,agora o que falta para Deltan cair ? . . É o vazamento que ele não paga os 10% do dízimo de tudo que ganhou com as palestras ?. Acho que quem vazou não recebeu a sua parte , além da igreja .

  4. Não teríamos chegado a esse ponto se Gilmar não tivesse interferido monocraticamente na prerrogativa do Executivo (nomear ministros), ao impedir Lula como ministro da Casa Civil.

    Neste (des)governo atual, está cheio de ministros com pendengas no judiciário – e o silêncio a respeito é ensurdecedor.

    1. O GOLPE já estava em andamento,e não sería logo o Gilmar Dantas o “corajoso” a se opôr a ele.
      Fez com gosto,mas,sem ligar para o monstro que eles com seu consentimento estavam criando.
      Quase os devorou ,ou não,quem sabe ainda tem suas cabeças em perigo.Os fardados soltarão a mão dos seus parceiros de GOLPE,aqueles que tiraram do jogo o “comunista” nacionalista Lula????
      São eles que sustentaram essa farsa,se percebe pelos vazamentos que os togados do STF até atrapalhavam ,portanto eram periféricos na quadrilha golpista.

      1. uma ação,a LJ, sem a articulação de poder mais fundamental,o STF, mas apenas circunstancial,só poderia dar com o burros e todos jumentos n’agua
        que graça!!!!

  5. Estou adorando, e torcendo para o Lula Livre. O eterno Presidente foi vítima da maior fraude da história do Brasil. E o povo perdeu o direito de escolher livremente o seu Presidente. Agora estamos perdendo nossas riquezas e nossa soberania.

    1. Eu também, mas não tenho esperança nenhuma na liberdade do Lula. Quanto ao povo estar perdendo direitos…merece, votaram embalados pela mamadeira de piroca e todos estamos pagando.

  6. Aproxima-se a última oportunidade para que o STF assuma responsabilidades e atitudes como órgão máximo do Poder Judiciário. O retrospecto não inspira grandes expectativas, mas, desta vez, o que está em jogo é a sobrevivência do próprio órgão. Abaixar a cabeça e omitir-se, antes, condenou Dilma, Lula e tantos outros. Agora, os próprios membros da corte estarão sob risco.

  7. Todos os partícipes do Golpe cairão, um a um, é o tal efeito inevitável da verdade: em algum momento irá aparecer. P. ex., Hélio Bicudo teve que passar dos 90 anos para revelar-se um clássico golpista paulista. Por que Moro, Dallagnol, Villas-Boas, Janot, Mourão e Bolsonaro deveriam sair melhor que Aécio, Cunha, Temer e o restante da “elite pálida” que frequentava a embaixada da Sra. Liliana Ayalde? O mundo gira, e a verdade aparece. De que adianta o Temer ter prometido ao General da intervenção do Rio de que não haveria Comissão da Verdade? Haverá e saberemos quem matou Marielle! LulaLivreJá!

  8. Estão perdidos Delatão Durinol ,seus comparsas de Curitiba que é a sede do nazismo tabajara e seu chefe o juiz mega corrupto Moro. Estão todos(as) na lata do lixo, agora só falta despejar no aterro para os corvos e urubus comerem.

  9. Afastar o DD da Lavajato? O cara tem é que ser demitido, não é possível transferir o cara para qualquer outro cargo do MP. Como se faz em um exército decente: é baixa desonrosa. Por sinal, vale para todos os generais do golpe e da entrega do país.

  10. E se o “AHÁ! UHU! o Fachin é nosso” foi conseguida através de uma dessas investigações irregulares da Lava Jato?! Lembremo-nos que o Fachin tem batido muito duro contra o Lula… Efeito de uma possível chatagem? Talvez o Salvador da Pátria, Glenn Greenwald, venha, em breve, eu espero, a nos responder.

  11. O menino prodígio do Power Point se derretendo como um cubo de gelo ao sol.Poder(sic)demais dá nisso.Quanto maior a árvore……. Quantos mais arrastará em sua queda?

  12. Gostaria de chamar a atenção para um ponto que está passando despercebido.
    Observem que o vídeo foi produzido por profissionais pagos para gerar fake news. Quem dispõe da imagem do encontro de Toffolli com o desembargador de SP ? Quem continua financiando esse criminosos que produzem diariamente fake news ? Há uma organização com recursos milionários atuando no Brasil. Quem os financia essa organização ?

  13. Mas ficou claro que ali há uma quadrilha. Nem precisamos do “domínio do fato” para incluir o chefe moro.
    Por que vão afastar só o delanhol? Aí sou contra. Estão com medo do chefe da quadrilha?
    Por que só o coitado do delanhol que sempre cumpriu o que lhe ordenavam? E a pgr, não é claramamente cúmplice?

  14. O sujeito não tem de ser só afastado.
    Tem de ser demitido, processado e preso. Se fosse possível, fuzilado.

    Ele e todos os outros lavajateiros, esta sim a maior organização criminosa deste país.

  15. Organização criminosa? E só agora o ministro percebe isso? A maioria dos que comentam aqui neste blog sabem disso desde o primeiro instante desta desgraça.

  16. Eu não fico satisfeita com o afastamento de Deltan apenas da lava jato. Ele tem que ser demitido do Ministério Público Federal a bem da justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *