Não é que o Temer tem razão?

É-me obrigatório concordar com o que diz o sr. Michel Temer, hoje, no Estadão, numa entrevista onde a vaidade e a pretensão só faltam escorrer pela tela do computador.

Diz ele que “o governo [Bolsonaro] vai indo bem porque está dando sequência ao que fiz”.

De fato, há imensas semelhanças entre ambos, a começar pelo fato de que, sem uma onda de histeria que idiotizasse o pais, ambos jamais teriam chegado à presidência.

De resto, como estabelecer diferenças fundamentais em governos que desmontam os serviços públicos, vendem na bacia das almas nosso patrimônio e, sobretudo, tratam de destruir o regime de garantias do trabalho, elegendo a precarização do trabalho – em muitos casos, a quase escravidão – como forma de “solução” do desemprego estrutural essencial a suas políticas. econômicas e monetárias.

Em outras áreas, como a cultura, quem mais parecido com Michel Temer que Jair Bolsonaro ou, reconheça-se, mais eficiente no desmonte de todo o pouco que havia?

Espera-se apenas que o atual presidente, se puder, não use também a caneta Bic para imortalizar – ou seria amortalhar? – suas ideias em versos, quem sabe como num confessional “Exposição”, cometido pelo ex-presidente:

Deixar que saibam-te (sic) pelo que parece que és?
Que desejo é este que te leva a desnudar-te?
A desmascarar-te?
Que compulsão é esta?
O que buscas?
Será a incapacidade de fazer coisas úteis?
Mais objetivas?
É por isso que procuras o subjetivo?
Para quem a tua mensagem?
Para ti?
Para outrem?
Não sei.

E de arremate, como no “Onde está Queiroz”:

Não sei, talquei?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

6 respostas

  1. Não podemos deixar de ser reconhecer o enorme talento do corno planaltino,pena que seja só para ser um tremendo filha da puta.

  2. O Temer já está por aí a dar entrevistas. O Serra nunca foi completamente enterrado, principalmente pela Folha, que o ama de paixão. E em pouco tempo será a vez do Aécio ser ressuscitado. É o típico “Calma, deixa a poeira baixar…!”

  3. Caro Fernando Brito, parabéns por sua informação e extremamente, instrutiva para o povo. Historicamente, é muito significativo, verdadeiro e instrutivo para todos nós e, principalmente, para aqueles que teimavam que não, a afirmação desse senhor que nos mostra e confirma que, realmente, existe um plano estratégico muito bem traçado a ser seguido, contra o Brasil e seu povo.
    Afim ao assunto, trazemos aqui, manifestações da imprensa brasileira, que nos situa no tempo e no espaço racional essa verdade dita por ele.
    Nota-, há muito, que em nosso país, existe, além da inteligência autóctone, uma inteligência e orientação exógena poderosa e religiosa, que tem uma estratégia de poder definida para nosso país e para a América Latina e do Sul, veja o link: https://jornalggn.com.br/diplomacia/agenda-evangelica-fundamentalista-de-trump-foi-estrategia-transnacional-na-america-latina/, comprova que sua existência e atuação no Brasil, reforça as ingerências e interesses externos há muito, denunciados pela imprensa popular
    ( https://outraspalavras.net/geopoliticaeguerra/golpe-como-elemento-da-guerra-hibrida/), informações essas, que nos mostram que tudo isso, são ataques frontais à soberania, à unidade, à segurança e à CF do Brasil e, especialmente, aos ART. 3°, 4º e 5º da CF, dentre outros, que poucos cidadãos ou mesmo ninguém, dá-lhe a devida importância.
    A essa engrenagem de dominação e contra os interesses do povo e do Brasil, segundo a imprensa, além inspirar os articuladores do golpe de 2016 ( https://sensoreconomicobrasil.blogspot.com/2016/07/o-golpe-de-2016-de-novo-os.html ), formados por parcela significativa dos parlamentares conservadores, de empresários inconsequentes, de membros da imprensa conservadora alinhados, de membros aéticos do judiciário, de organizações populares e religiosas coloridas, etc, todos oportunistas e envolvidos nesse mesmo projeto de poder e dominação política.
    Associa-se a eles, a operação lava-jato, que em 2015 já dava sua contribuição à estratégia (http://www.fiesp.com.br/siniem/noticias/impacto-da-lava-jato-no-pib-pode-passar-de-r-140-bilhoes-diz-estudo/ ), já preparando o terreno para golpe de 2016, confirmado pelo seu maior beneficiário ( https://ipolitica.blog.br/temer-diz-que-processo-de-impeachment-contra-dilma-foi-golpe/ ) e, interferindo após o pós-golpe de 2016, nas eleições de 2018 para manutenção do projeto golpista e, mais uma vez, confirmado por seu maior beneficiário (https://www.cartacapital.com.br/politica/temer-volta-a-defender-que-bolsonaro-e-continuidade-de-seu-governo/?), lembrem-se, disso.
    Tudo isso, é mais grave ainda, porque, é o Congresso Nacional e os Poderes Legislativos estaduais e municipais que representam o povo e o Estado brasileiro mas, infelizmente, é quem aprovam essas estratégias e Políticas Públicas nocivas ao país e prejudiciais ao povo e, pior ainda, por serem eles também fiscal constitucional do povo, são por isso, tão culpados por permitirem essas desconformidades constitucionais, tanto quanto quem executam as Políticas Públicas e seus desdobramentos, com desconformidades e prejuízos para todos os cidadãos.
    Essas verdades constitucionais, para os cidadãos (Constituição Federal) e para os cristãos (1Tm 3,14-15) têm que conhecerem, têm que saberem e têm que delas se lembrarem sempre, para que não só aprendam a avaliar e a votarem conscientes, em candidatos de sua confiança e comprometidos com a casa do povo e da nação mas, principalmente, para que na hora de pedirem conta mensalmente de todos os membros dos poderes executivos locais, das obras contratadas/executadas e dos serviços públicos prestados e executadas com recursos do povo, para o seu bem-comum e melhoria de vida.
    Essas verdades constitucionais servem também, para que na hora de responsabilizarem os criminosos dos interesses públicos, do povo e do Estado, não esquecerem de incluir os membros responsáveis do Congresso Nacional, dos poderes legislativos estaduais e/ou municipais quando for o caso e, dos tribunais de contas competentes e coniventes, com essas desconformidades, como coautores desses malfeitos e dos crimes constitucionais efetivados, nos competentes processos investigativos e corretivos, de acordo com as leis e as normas específicas para cada caso.
    São atos como esses que nos mostram, segundo a Bíblia Sagrada, as ações e obras do anticristo, obras essas más, iníquas e que promovem aumento das desigualdades quando, deveriam ser voltadas para bem e promoção da vida e fraternidade dos cidadãos, de pleno conhecimento de todos em nosso país e no mundo e, principalmente, pelos políticos, autoridades competentes e religiosos alinhadas (São Mateus 28, 18-20), que concorrem para que tais atos se realizem, mesmo sabendo que essas obras e ações, não seriam boas para a população e para o Brasil (2Tm 3,1-5).
    Essa sabedoria que a Bíblia nos proporciona, mostra também, como identificarmos o anticristo nos dias atuais, pois São João (1 João 2, 18-19 ), em sua profecia de advertência aos cristãos primitivos, nos deixa o exemplo para a atualidade e até o final dos tempos, pois a Igreja de Jesus Cristo (Mt 16, 13-19) que é eterna, nunca o mal prevalecerá sobre ela.
    “Filhinhos, esta é a última hora; e, assim como vocês ouviram que o anticristo está vindo, já agora muitos anticristos têm surgido. Por isso sabemos que esta é a última hora. Eles saíram do nosso meio, mas na realidade não eram dos nossos, pois, se fossem dos nossos, teriam permanecido conosco; o fato de terem saído mostra que nenhum deles era dos nossos.”(1 João 2, 18-19 ).
    São Pedro confirma o que S. João advertiu sobre o anticristo: “Assim como houve entre o povo falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos doutores que introduzirão disfarçadamente seitas perniciosas. Eles, renegando assim o Senhor que os resgatou, atrairão sobre si uma ruína repentina. Muitos os seguirão nas suas desordens e serão deste modo a causa de o caminho da verdade ser caluniado. Movidos por cobiça, eles vos hão de explorar por palavras cheias de astúcia. Há muito tempo a condenação os ameaça, e a sua ruína não dorme.” ( Pedro II 2, 1-3).
    Usem o raciocínio lógico e entenderão tudo isso. Paz e bem.
    Sebastião Farias
    Um brasileiro Nordestinamazônida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.