Não se nasce para ser Presidente. Mas uns nunca chegam a merecer ser

Jair Bolsonaro, com aquele jeitão de quem resolveu tudo com os abracinhos com a turma da velha política, passou o dia relaxando, “talquei”?

Começou com a aliança na gaveta com o Ministro (falecido) da Educação, deu explicações sobre fazer xixi na cama aos cinco anos e fechou o dia dizendo que não nasceu para ser presidente.

Como tudo o que diz, pura asneira.

Não se nasce para ser presidente; nasce-se, muito raramente, para ser rei porque o trono se herda do papai, como querem os monarquista.

Um presidente faz-se, seja pelo valor, seja pela perfídia, seja pelo acaso, pela ocasião que lhe oferecem os poderosos.

Pelo valor, na história, estão Getúlio, JK e Lula. O primeiro, pelo “fiz-me chefe de uma revolução e venci”, registrado em sua carta testamento; o segundo, por ter sido honrado quando levaram Vargas à morte e ele soube encarnar o desejo de progresso do país; Lula, pela teimosa trajetória do retirante que fez da força de ser um brasileiro de carne, osso e sonho dos outros brasileiros.

Pela perfídia, um que acabou de deixar o cargo, Michel Temer, porque conspirou, traiu, usurpou e moveu sua minúscula figura pelas sombras dos arranjos parlamentares.

Pela circunstância, Fernando Collor – que a elite retirou da insignificância para construir uma alternativa a Brizola e Lula – e ele próprio, Bolsonaro, um outsider que pôde sobrevivier e mistificar com a criminalização da política feita pela Lava Jato e fazer frente, como os políticos convencionais não fariam, à sombra gigantesca de Lula.

Erro, mesmo, Jair Bolsonaro só comete quando diz que “nasceu para ser militar”.

Porque, afinal, ele não tem nenhuma das qualidades que deve – ou deveria – ter um militar e a prova está na sua tumultuada carreira no Exército: insubordinado, individualista, politiqueiro e, é o que registram os processos, até mesmo envolvido em planos de colocar bombas por reivindicações salariais o que é, ao menos em intenção, terrorismo.

Mas creio que lhe devemos alguma indulgência. Afinal, os oficiais-generais, a alta cúpula do Exército pouca hesitação teve em utilizar-se dele para suas ambições de poder e pecúnia – vide o reajuste para eles proposto – e  colocar o país sob o comando de um aventureiro despreparado, que agora tem de ser “patrulhado” para não dizer e fazer sandices.

Duvido que algum deles, diante da tropa, fosse capaz de dizer “eu não nasci para ser general”.

Como Bolsonaro, não nasceram, mesmo.

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

  1. Nasceu pra ser militar?????? Mas ele foi um mal militar. Foi reformado como acordo para não ser expulso.

  2. Não nasceu para ser presidente, provavelmente nunca teve essa pretensão e com certeza se pudesse voltar atrás não mais se candidataria.
    Ele tem uma inteligência distorcida e limitada, mas tem um dom natural para liderar pessoas semelhantes a ele, levianas, inconsequentes, sem noção e sem princípios.
    Ele e seus filhos tinham uma vida de vagabundos milionários, com todos os privilégios (legais e ilegais) dos políticos, por conta dos votos dos milicianos e de idiotas iguais a ele. E poderiam ter passado o resto de suas vidas se dando bem por conta disso.
    Mas ao assumir a presidência, não só sua personalidade desequilibrada e sua incompetência para governar vieram à tona, mas também estão vindo à tona todas as falcatruas que ele e seus.filhos sempre fizeram na política.
    A “sorte” que o fez ser eleito revelou-se um tremendo azar. Agora, ele e seus filhos correm o risco de perder os cargos políticos, todas as regalias que tinham e até de acabarem presos. Merecidamente.

  3. Desses dois mencionados no post,os maiores culpados são os estrelados de pijama.
    O miliciasno foi o que restou,depois da monumental e destrutiva manobra em prol do GOLPE.
    Fenecidos os tucanos ( a opção mais palatável ) restou apoiar o imbecil .

  4. O Bozo nasceu para ser o que é: vergonha para o Brasil, para a Humanidade, para o mundo!

  5. Bolsonazi é um miliciano! Ele esta fazendo só o que sabe! Aprendeu muita coisa nas forças armadas. Não queriam um governo militar? Pois agora temos um!

  6. Em Minas lembro do meu avô que quando as coisas se complicavam ele dizia: Agora o carro “garrou” no toco. Este Bolsonaro tá mais perdido que cego no meio de tiroteio. Não será um mimo daqui, um abraço dali é que nos levará a livrar deste traste.

  7. Imaginemos o enrosco que estamos metido: O Bolsomerda,o sendo substituído pelo vice de nada adiantara, pois será meia dúzia por seis. Então vejamos o que pode acontecer: Se ele renunciar o STF será o futuro presidente e terá treis meses para convocar uma nova eleição. mas, sejamos sinceros: Com esta bagunça, vocês acham que dá para esperar treis meses?
    Estes milicos queriam tanto tomar o o poder e agora só lhes restam admitir:Não damos conta. Chegaram, conclusão que uma eleição fraudada não a legitima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *